Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (27/10/2019) *****

RobôAutoforum

Membro Pró
  • Content Count

    4,864
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    2

Everything posted by RobôAutoforum

  1. Your trial has expired. Please update your subscription plan at rss.app. View the full article
  2. Your trial has expired. Please update your subscription plan at rss.app. View the full article
  3. Press Release: OXNARD, CA— Boss Audio announced it is shipping a new under-the-seat, amplified and waterproof subwoofer. The IPX-5 rated amplified subwoofer has a minimum advertised price of f $219.99. It provides an efficient way to add bass to a side by side and other powersports vehicles. Features of the BPS80 include: Built-in Amplifier A […] The post Boss Announces New Low Profile Under-Seat Sub appeared first on ceoutlook.com. View the full article
  4. Nessa próxima segunda-feira, às 19h, teremos um encontro marcado com vocês! Nessa segunda live iremos falar sobre Instalação de Amplificadores, com a presença de Carlos Kunst, Robinson Dressler e Fabiano Serafim. View the full article
  5. Vocês pediram e aqui está! Mais um produto da linha EVO 4.0 na versão 4 ohms. O nosso 1600.1 EVO 4.0 estará disponível nas versões 1, 2 e 4 ohms! Quem curtiu? #soundigital #evo4 #yourmusicyourpower View the full article
  6. Mensalidade tem um valor fixo e outro variável, em função das distâncias percorridas no mêsNik/Quatro RodasParece bom demais pra ser verdade, mas atualmente é possível contratar um seguro automotivo completo por um valor médio de 25 reais mensais e 0,06 centavos por quilômetro rodado. Esse modelo é chamado de “Pay per Use” ou “Liga e desliga” e é oferecido de forma pioneira no Brasil pela startup Thinkseg. “Nós lançamos esse produto em novembro de 2019 e a principal intenção é democratizar a utilização de seguros automotivos no Brasil”, diz André Gregori, presidente da Thinkseg. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Segundo o executivo o seu modelo de negócios cresceu de maneira vertiginosa a partir de abril deste ano, devido às medidas de contenção da Covid-19. Continua após a publicidade “Com o isolamento e a falta de utilização dos veículos houve um crescimento do interesse por esse novo formato. Ocorreu um aumento de 600% na contratação do meu produto de abril a junho de 2020”, afirma Gregori. Essa nova modalidade de seguro oferece guincho e socorro mecânico 24 horas com limite de quilometragemReprodução/InternetUm segundo formato de pay per use que está no mercado é o da seguradora Argo. Batizado de Instant, o seguro não tem mensalidade, e o cliente paga apenas pelo período de cobertura utilizado, calculado a partir do momento em que ele próprio liga e desliga a função pelo seu celular. O valor cobrado começa em 40 reais para um período de 24 horas em rodovia e cobre perda total por colisão. A Argo tem a intenção de atender um público que tem estado normalmente de fora da base de clientes de seguradoras tradicionais: os donos de veículos avaliados em até 30.000 reais. Continua após a publicidade A Youse, da Caixa Seguradora, também testa uma modalidade de seguro com cobrança por quilômetro. O “Auto por KM” prevê o pagamento de uma mensalidade mínima fixa somada à quilometragem. Atualmente um teste é conduzido com 200 clientes que estão na fase de renovação e a empresa tem a intenção de lançar o produto ao público nos próximos meses. O presidente da Thinkseg explica como consegue oferecer preços tão mais acessíveis que os modelos tradicionais de seguro: “Isso só é possível graças à tecnologia de telemetria que permite saber o comportamento do usuário. Continua após a publicidade As coberturas de sinistro de acidente, por exemplo, são desligadas a partir do momento que o carro está estacionado”, diz Gregori. “O mesmo ocorre se o segurado está na rodovia, quando as coberturas de roubo e furto são descontratadas, pois a chance de acontecer com o carro a 100 km/h é nula”, explica. Relacionadas Mais Lidas NotíciasPorsche 911 GT2 RS ganha 30 cv graças a pistões feitos por impressoras 3D15 jul 2020 - 15h07 NotíciasAutodefesa: Ford Mustang sofre quebra prematura do câmbio de 10 marchas15 jul 2020 - 07h07 Auto-serviçoSe o carro bater ou der problema na quarentena, o seguro vai cobrir?9 abr 2020 - 07h04 NotíciasNova gasolina vai deixar seu carro mais econômico, mas será mais cara14 jul 2020 - 17h07 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page O cliente desse modelo de seguro deve instalar um aplicativo em seu celular para que a telemetria esteja ativada e a instalação é mandatória para a contratação do mesmo. Também cabe ao aplicativo calcular os deslocamentos do motorista ao longo do mês. O seguro da Thinkseg está disponível para carros avaliados na tabela FIPE entre 20.000 até 300.000 reais e que tenham até oito anos de uso no caso dos nacionais ou cinco para os importados. Continua após a publicidade Por meio do aplicativo instalado pela seguradora é possível saber informações como a velocidade média e se o carro está estacionadoTato Araújo/Quatro RodasAo que tudo indica esse novo modelo de seguro auto veio pra ficar e transformar a forma de utilização e contratação no Brasil e, por enquanto, quem sai ganhando é o consumidor. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro Rodas View the full article
  7. Novo grupo se chamará StellantisArte/Quatro RodasAnunciada em outubro do ano passado a fusão entre FCA, grupo controlador de Fiat, Jeep e Dodge, e PSA, de Peugeot e Citroën, recebeu um nome: Stellantis. No comunicado que anunciou o batismo, as marcas explicaram que a nomenclatura tem origem latina e significa algo como “iluminar com estrelas”. As empresas ainda explicaram que este nome será usado exclusivamente para se referir ao grupo. Portanto, os nomes e logotipos das marcas que formam o conglomerado seguem inalterados. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Continua após a publicidade FCA e PSA somam aproximadamente 7,907 milhões de carros vendidos anualmente e tem um faturamento de R$ 1 trilhão. Com a finalização do processo de fusão, espera-se que o Stellantis nasça como o quarto maior fabricante de carros do mundo. O grupo passaria marcas como GM e Ford e ficaria atrás apenas de Volkswagen, Toyota e da aliança Nissan-Renault-Mitsubishi. Relacionadas Mais Lidas NotíciasFCA adia SUV Fiat, Jeep 7 lugares e Renegade e Compass híbridos em um ano22 abr 2020 - 15h04 NotíciasLuz verde para PSA e FCA formarem a quarta maior fabricante do mundo18 dez 2019 - 11h12 NotíciasSegredo: novo Peugeot 208 trará todo esplendor ao Brasil só em setembro17 jun 2020 - 07h06 NotíciasNova Fiat Strada vende, em 10 dias, o que antes vendia em um mês10 jul 2020 - 15h07 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page A nova gigante do mercado automotivo será comandada por uma empresa sediada na Holanda e terá Conselho de Administração formado por 11 membros: 5 deles indicados pela PSA e outros 5 pela FCA. O último membro será o português Carlos Tavares, chefe da PSA, que também foi eleito CEO da nova companhia pelos próximos 5 anos. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasView the full article
  8. 911 GTS já é o mais rápido de todos os 911 e pode ganhar ainda mais potênciaDivulgação/PorscheOs pistões são itens fundamentais para o funcionamento do carro. São eles que iniciam o trabalho mecânico, se movimentando para cima e para baixo, a partir da expansão dos gases queimados no interior do propulsor. Cada uma das peças geralmente é forjada em alumínio ou liga de alumínio, mas isso pode estar com os dias contados – pelo menos nos carros da Porsche. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Isso porque, em parceria com a fornecedora de peças Mahle e com a empresa de tecnologia Trumpf, a Porsche vem desenvolvendo pistões feitos a partir de impressoras 3D, que poderiam aumentar a potência de seus carros. Continua após a publicidade Jogo de seis pistões foi desenvolvido em conjunto pela Mahle e pela TrumpfDivulgação/PorscheO material utilizado é um pó metálico de alta pureza, que é modelado por um processo chamado fusão metálica a laser, no qual o calor dos raios derretem o metal, conferindo o formato desejado para a peça. De acordo com a Porsche, os pistões fabricados pela impressora 3D ainda pesam 10% a menos que os tradicionais e apresentam um duto de refrigeração fechado e integrado, que seria impossível adicionar com outra técnica. Motor twin-turbo gera 690 cv e pode ganhar mais 30 cvdivulgação/PorscheAté agora um jogo de seis peças foi desenvolvido para ser testado no Porsche 911 GT2 RS. O esportivo usualmente conta com um motor twin-turbo de 690 cv e já tem o título de 911 mais potente da história. Ocorre que, equipado com os pistões 3D, o modelo apresentou um ganho de 30 cv, chegando ao total de 720 cv de potência. Continua após a publicidade Relacionadas Mais Lidas TestesTeste: por que o novo Porsche 911 Turbo é o melhor 911 de todos os tempos29 jun 2020 - 07h06 NotíciasPorsche 911 Targa ganha potência e câmbio manual sem perder o charme18 Maio 2020 - 17h05 NotíciasPorsche reativa produção do 911 GT2 RS só para atender quatro brasileiros18 mar 2019 - 12h03 NotíciasPor quase R$ 10.000, Porsche usado pode ter Apple CarPlay e Android Auto24 abr 2020 - 13h04 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page Apesar dos bons resultados iniciais, ainda não há testes que comprovem se a durabilidade dos novos pistões é tão grande quanto a dos convencionais, forjados. A Porsche também não apresentou uma previsão para colocar a peça na linha de produção e nem o preço estimado. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasView the full article
  9. Interessado em dirigir um veículo da marca poderá optar pela agilidade do sistema A Nissan traz uma nova facilidade para os consumidores interessados nos veículos da marca. A partir de agora, qualquer pessoa que desejar fazer um test drive de um modelo da linha Nissan poderá agendá-lo rapidamente por WhatsApp, com a concessionária de sua preferência. Na página de Test Drive do sítio corporativo da marca, na qual também é possível fazer esse mesmo agendamento, o interessado em conhecer os veículos pode clicar no link que leva para o aplicativo de mensagens instantâneas, que fará a conexão com o número oficial da Nissan do Brasil. Ali, solicitará o agendamento de test drive e encontrará as concessionárias mais perto da sua localização ou do CEP informado. Feito isso, o cliente receberá o contato da loja escolhia para confirmar o dia e horário solicitado. Na mesma ferramenta também é possível checar as ofertas para a linha Nissan no mês, com todas as condições de compra informadas; equipamentos e características dos carros; imagens das versões e consultar preços, entre outras coisas. Tudo isso é feito por meio da inteligência artificial do Nissan Bot, ferramenta de chatbot para atendimento automatizado imediato aos consumidores, que funciona 24h por dia, sete dias por semana. Caso a pessoa deseje falar com um atendente, será direcionado a um que responderá as solicitações (horário de atendimento: de segunda à sexta, das 8h às 17h, excluindo feriados). O post Nissan passa a agendar test drive de seus veículos por WhatsApp apareceu primeiro em Revista Car Stereo. View the full article
  10. <span class="hidden">–</span>Autos Segredos/ReproduçãoA nova geração do Nissan Versa já foi lançada fora do Brasil e deve chegar por aqui ainda neste ano. No entanto, a novidade não irá tirar do mercado sua antiga geração. Ela será mantida e carregará o nome V-Drive – assim como a Chevrolet fez com o antigo Onix, mantendo-o no mercado com nome Joy. O V-Drive terá uma versão a menos do que oferecia o antigo Versa. A de entrada é única equipada com motor três-cilindros 1.0 de 77 cv e 10 kgfm de torque aliado ao câmbio manual de cinco velocidades, e custa R$ 57.190. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Continua após a publicidade Ela conta de série com ar-condicionado, banco do motorista e volante com regulagem de altura, direção e vidros elétricos, computador de bordo, airbags para motorista e passageiro e freios ABS com controle eletrônico de frenagem. As demais versões são equipadas com motor quatro-cilindros 1.6 de 111 cv e 15,1 kgfm de torque, com opções de transmissão manual ou CVT. A configuração mais básica com motorização 1.6 possui todos os itens da 1.0, acrescentando apenas abertura interna de porta-malas. Ela será encontrada por R$ 60.890 A intermediária Special Edition CVT parte de R$ 68.690, possui os mesmos itens da versão anterior e acrescenta: volante multifuncional, central multimídia de 6,7 polegadas compatível com Android Auto e Apple CarPlay e painel de instrumentos fine vision. Continua após a publicidade Já a topo de linha Plus CVT de R$ 72.890 acrescenta rodas de liga leve de 15 polegadas, bancos em couro, maçanetas externas da cor da carroceria, retrovisores elétricos e rebatíveis, e iluminação no porta-malas. O modelo ainda não carrega o novo nome do configurador de compras online da Nissan. Por lá, o veículo ainda responde por Versa, pelo menos até que a nova geração do modelo seja lançada oficialmente no Brasil. Relacionadas Mais Lidas NotíciasSegredo: novo Nissan Versa terá lançamento adiado para agosto3 abr 2020 - 17h04 NotíciasVídeo: novo Nissan Versa é rival à altura do Chevrolet Onix Plus?6 fev 2020 - 18h02 NotíciasNovo Nissan Versa será lançado em junho e terá mais de uma versão14 jan 2020 - 16h01 TestesImpressões: novo Nissan Versa será rival à altura de Virtus e Onix Plus9 jan 2020 - 07h01 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital.. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasView the full article
  11. Fala galera! Esse ano de 2020....Meu Deus que ZICA para nosso setor (risos) então pessoal diante disso, muita coisa mudou e uma delas foi nossa agenda de etapas, pois o COVID 19 bagunçou tudo e agora as eleições dia 15 e 29 de Novembro acabou de estragar mais ainda. A matéria de hoje e para gerar um bate papo com nossa GALERA para pegar uma sugestão sobre manter a FINAL ÚNICA lá em Balneário Camboriú SC no TP Brasil (digo isso para o Brasil) ou agregar mais uma região ou duas .... para facilitar para muitos competidores que estão sem patrocínio pra encarar viagens longas... Em bate papo extra oficial com Adílio da TP Brasil estamos trabalhando com a ideia da FINAL no primeiro DOMINGO DE DEZEMBRO, porem ainda e muito cedo para dizer se vai ser possível ou não, mas EU já estou me preparando para que se necessário a FINAL aconteça de qualquer forma. Caso seja simultânea acredito que 2 Estados sendo SC e SP seria o mais viável pois e onde temos mais facilidades e organizadores e até mesmo o deslocamento dos competidores. Mas ainda é só para gerar uma bate papo e tirar as ideias com o pessoal, pois ANO DIFICIL ESSE meus amigos...mas seguiremos em frente. Abraço a todos Luiz H Meda TODOS OS DIAS ÀS 12 HORAS “Matérias do Mundo automotivo” Confira mais matérias no site #mtmworld #mtmbrasil www.mtmbrasil.com.br (Fique ligado na MTM cadastre seu whats 14 998734853) CAMPANHA #ELESSEIMPORTAM #ELESSEIMPORTAMCOMVOCÊ #compre produtos das marcas que apoiam nosso setor #somautomotivo #rebaixados #customizados compre produtos das marcas que não te abandonam nem com o #covid-19 Siga as empresas que estão com a gente: #connectparts #Bandaaudioparts #taramps #stetsom #soundigital #usina #spyder #ajk #jfa #zettaaudio#audiophonic #shutt #7driveraudio #tritonaltofalantes #erosaltofalantes #powerus #snake #shocker View the full article
  12. O lançamento do iX3 ocorrerá no final de 2020, quando as vendas terão início na China. Será o primeiro modelo da marca a ser fabricado também para exportação a partir de Shenyang, na China Texto e Fotos: BMW / Divulgação O primeiro BMW X totalmente elétrico está pronto para ganhar as ruas do mundo. O BMW iX3 combina o prazer de dirigir livre de emissões e a condução esportiva pela qual a BMW é reconhecida com o conforto, a versatilidade e o amplo espaço de um SAV (Sports Activity Vehicle). Com o iX3 o BMW Group avança em sua estratégia corporativa Number One > Next no segmento de veículos com sistemas elétricos. A experiência tecnológica acumulada no desenvolvimento dos modelos BMW i está agora ganhando destaque em um modelo totalmente elétrico na principal segmentação da marca. O novo BMW iX3 também incorpora o “poder de escolha”, por intermédio do qual o BMW Group atende a uma variada demanda de seus clientes e de regulamentos de mercado em todo o mundo. O BMW X3 será o primeiro modelo disponível globalmente em versões com motores a gasolina ou diesel – altamente eficientes – ou também em opções híbrido plug-in ou totalmente elétrico. O lançamento do iX3 ocorrerá no final de 2020, quando as vendas terão início na China. Será o primeiro modelo da marca a ser fabricado também para exportação a partir de Shenyang, na China. O novo BMW iX3 é um marco para a mobilidade automotiva devido à combinação única da eficiência de seu motor elétrico, densidade de energia otimizada de sua bateria de alta tensão e alta capacidade de carga. E isto é fruto de muitos anos de trabalho de desenvolvimento no campo da mobilidade elétrica. Os avanços alcançados desde o lançamento no mercado do BMW i3 somam-se com a tecnologia BMW eDrive de quinta geração para permitir melhorias no alcance operacional por meio da eficiência aprimorada. Isso significa que é possível evitar o uso de baterias grandes, que geralmente afetam negativamente o peso do veículo, a dinâmica de direção e o consumo de energia elétrica. Estreia da tecnologia BMW eDrive de quinta geração A estreia do novo BMW iX3 também dá início à quinta geração da tecnologia BMW eDrive. As últimas versões de motores elétrico, a tecnologia de carregamento e a bateria de alta tensão permitiram um progresso claro no desempenho, no consumo de energia elétrica e autonomia. Os componentes desenvolvidos pelo BMW Group também serão instalados nos modelos BMW iNEXT e BMW i4 a partir de 2021. Com essas características, o novo BMW iX3 está de olho tanto nos requisitos atuais exigidos para o segmento de veículos elétricos quanto nas demandas futuras. Em sua quinta geração, a tecnologia BMW eDrive alcançou um nível de desenvolvimento além do dos concorrentes no mercado e fornece uma base excelente para aplicações economicamente sustentáveis em modelos com grande volume de produção. Ao mesmo tempo, este novo conceito acompanha a crescente demanda mundial por carros premium totalmente elétricos. Portanto, o novo BMW iX3 está chegando no momento certo. Tecnologia altamente integrada A tecnologia de dirigibilidade altamente integrada do novo BMW iX3 desempenha um papel particularmente importante na otimização da eficiência e no desenvolvimento de energia. O motor elétrico, a transmissão e a eletrônica de potência estão agora acomodados juntos. O motor elétrico do novo BMW iX3 funciona sem o uso de ímãs e esse projeto permite que metais de difícil extração sejam dispensados para a fabricação do motor. A densidade de potência do motor elétrico no BMW iX3 é 30% maior que a dos demais veículos totalmente elétricos do BMW Group. O motor apresenta eficiência de até 93%, em comparação com 40% nos motores a combustão. A nova unidade gera uma potência máxima de 210 kW / 286 cv e torque máximo de 400 Nm sustentado em altas rotações, diferentemente de muitos outros motores elétricos. O novo BMW iX3 vai de 0 a 100 km/h em 6,8 segundos, o colocando em pé de igualdade com o BMW X3 xDrive30i convencional. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 180 km/h. O envio de potência para as rodas traseiras cria uma experiência clássica de direção da BMW combinada com tração suprema e excelente eficiência. A tecnologia de ponta das células de bateria desempenha um papel central no estágio de desenvolvimento mais recente das baterias de alta tensão. A capacidade de armazenamento da bateria – em relação ao espaço de instalação necessário e seu peso – foi aumentada substancialmente. A densidade de energia no novo BMW iX3 é cerca de 20% maior que a das células de bateria usadas pelo BMW Group para veículos totalmente elétricos até agora: 80 kWh, dos quais 74 kWh são utilizados. A alta eficiência permite que o novo BMW iX3 ofereça um alcance de até 459 quilômetros no ciclo de teste WLTP e até 520 quilômetros no ciclo de teste NEDC. Os outros recursos que fazem sua estreia sob o novo BMW eDrive de quinta geração incluem uma unidade de carregamento inovadora que envia energia tanto para a bateria de 400V quanto à fonte de alimentação de 12V a bordo. Ao usar terminais de corrente alternada, ele permite carregamento monofásico e trifásico de até 11 kW. Conectar o veículo a uma estação de carga rápida de corrente contínua facilita as saídas de carga de até 150 kW. A bateria de alta tensão no novo BMW iX3 pode, portanto, ser carregada de 0 a 80% de sua capacidade total em apenas 34 minutos. Os motoristas podem injetar a energia necessária para adicionar 100 quilômetros à autonomia do carro (no ciclo WLTP) em 10 minutos de carregamento. Eficiência otimizada aprimora a aptidão para longas distâncias A excelente eficiência do motor elétrico aliada à alta capacidade de carga conferem ao novo BMW iX3 um extraordinário desempenho em longas distâncias. Em um deslocamento de 600 quilômetros, por exemplo, um BMW iX3 precisaria fazer menos paradas para carregamento que um veículo elétrico com baterias de alta tensão maiores e mais pesadas. Além disso, no caso do BMW iX3, essas paradas também seriam mais curtas. A eficiência e o conforto são aprimorados pelos serviços digitais do BMW Connected Charging. Ao planejar uma rota e calcular o horário de chegada, a função E-Route oferece recomendações para paradas no meio da viagem para carregar a bateria de alta tensão. Ele também fornece informações úteis sobre as estações de carregamento – como disponibilidade e o método de autenticação necessário – bem como sobre pontos de interesse nos arredores. A recuperação adaptativa aumenta a eficiência e o conforto ao dirigir durante uma viagem. A intensidade da regeneração da energia do freio é adaptada à situação da estrada descrita pelos dados do sistema de navegação e dos sensores do sistema de assistência ao motorista. Por exemplo, ao se aproximar de um cruzamento, um trecho de estrada com restrição de velocidade ou um veículo na estrada à frente, a recuperação é totalmente utilizada. Enquanto isso, na estrada, a função de inércia é ativada sempre que o motorista tira o pé do acelerador. Como alternativa à recuperação adaptativa, na posição de direção “D”, o motorista pode escolher um ajuste de alta, média ou baixa regeneração da energia do freio. Além disso, o uso da alavanca seletora no console central para ativar a posição de condução “B” gera a sensação de pedal único dos veículos elétricos do BMW Group, fornecendo recuperação particularmente forte. Manuseio esportivo e tração suprema A bateria de alta tensão de última geração tem formato slim. Posicionada na parte inferior do carro, pode ser integrada à arquitetura flexível do SAV. Isso diminui o centro de gravidade em cerca de 7,5 centímetros em comparação com os “irmãos” BMW X3 de potência convencional, melhorando visivelmente a dinâmica lateral. Entre os elementos sob medida do chassi do BMW iX3 está uma subestrutura do eixo traseiro, que oferece o espaço de instalação necessário para a unidade. A suspensão adaptativa padrão inclui amortecedores controlados eletronicamente, cujas características se adaptam à superfície em questão. Isso permite uma otimização de conforto e dinâmica de condução. A suspensão Adaptive M opcional é ajustada para oferecer uma resposta mais esportiva. O desenvolvimento instantâneo de potência do motor elétrico e o ajuste do chassi específico do modelo dão o novo BMW iX3 características de condução esportivas e ágeis. O inovador sistema de tração ARB do BMW i3 e um alto nível de estabilidade também proporcionam ao modelo tração surpreendente em condições climáticas adversas e em terrenos sinuosos para um SAV com um único eixo de tração. BMW Charging, serviços digitais da BMW Connected Charging A extensa oferta de produtos da BMW Charging baseia-se no programa BMW 360 ° Electric, lançado pelo BMW Group em 2013. A empresa assume um papel de liderança no avanço da mobilidade elétrica, apresentando soluções inovadoras para carregamento em casa ou em movimento. O recém-desenvolvido Fast Charger estará disponível pela primeira vez para o novo BMW iX3 e pode ser conectado aos soquetes domésticos e industriais padrão por meio da utilização de adaptadores. Além disso, a Smart Wallbox, disponível por meio de vários parceiros, dependendo do mercado, faz sua estreia. Ela pode ser integrada a um sistema de gerenciamento para carregamento doméstico que permite manter um registro destes gastos de energia com o carregamento em casa, função muito útil para usuários de carros elétricos corporativos. O novo sistema de navegação baseado na nuvem BMW Maps permite calcular os tempos de rota e chegada com velocidade e precisão ainda maiores. Os serviços já familiares do BMW i3 – como navegação com exibição de faixa no mapa e informações detalhadas sobre estações de carregamento públicas – agora são acompanhados por funções adicionais que podem ser acessadas a partir do carro ou com o novo app My BMW. O BMW iX3 é equipado de série com a última geração do sistema operacional ID7, permitindo que o software seja atualizado over the air. Proporções e versatilidade de um SAV O design do novo BMW iX3 exibe as proporções típicas de um SAV e otimiza as propriedades aerodinâmicas do carro. O para-choque dianteiro e a grade de duplo rim da BMW têm um design bastante fechado, enquanto a extremidade traseira também foi esculpida para reduzir a resistência do ar. As rodas de liga leve com design aerodinâmico também ajudam a controlar o fluxo de ar ao redor do veículo. As rodas aerodinâmicas que estreiam no novo BMW iX3 reduzem seu coeficiente de arrasto em cerca de 5% em relação às rodas de liga leve convencionais. Isso é possível graças a inserções sofisticadas na roda de raios V cuja superfície mantém o ar fluindo mais suavemente. Portanto, a melhoria da eficiência adiciona cerca de 10 quilômetros (6 milhas) à faixa do novo BMW iX3 no novo ciclo de testes WLTP. Ambiente premium Assim como na parte externa, o interior do novo BMW iX3 também faz referência à presença de um sistema de propulsão elétrico. Combinados, controles de acionamento, os materiais de alta qualidade e superfícies com design elegante criam o ambiente premium tipicamente associado a um SAV da fabricante alemã. Outra qualidade marcante desta gama – versatilidade – reflete-se no espaço: graças ao encosto traseiro dobrável, a capacidade de carga pode ser aumentada de 510 para um máximo de 1.560 litros, conforme necessário. A estreia do BMW IconicSounds Electric no BMW iX3 fornece uma qualidade acústica que enriquecem a experiência de condução elétrica, dando-lhe profundidade emocional. As variações de aceleração são sinalizadas por um som modulado e a recuperação durante ultrapassagem e frenagem são acompanhadas por uma resposta acústica suave, o que significa que todo modo de direção é replicado por um padrão de som correspondente. Quando o botão start/stop é pressionado, uma composição sonora curta pode ser ouvida, definindo o cenário para a experiência de condução elétrica. O BMW iX3 estará disponível em duas versões em seu lançamento. A especificação “Inspiring” inclui pintura metálica; rodas aerodinâmicas de 19 polegadas; faróis de LED; teto solar panorâmico de vidro; Driving Assistant Professional com controle de cruzeiro ativo e função Stop & Go; assistente de direção com controle de pista, aviso de mudança de pista e aviso de saída de pista; Park Distance Control com sensores dianteiro e traseiro; indicador de pressão dos pneus e sistema de alarme. Há também volante esportivo, iluminação ambiente, assentos com ajustes eletrônicos e função de memória e sistema de controle de temperatura com três zonas independentes (incluindo a função de pré-aquecimento e pré-condicionamento). O modelo inclui também BMW Live Cockpit Professional (completo com um sistema de navegação otimizado), o BMW Intelligent Personal Assistant, integração de smartphones com Apple CarPlay e Android Auto, atualização remota de software, serviços digitais da BMW Connected Charging, carregador de bateria sem fio para smartphones e um sistema de áudio com sintonizador DAB. O pacote de equipamentos da versão “Impressive” inclui rodas de liga leve de 20 polegadas; faróis LED adaptativos, Comfort Access, revestimento em couro Vernasca e bancos esportivos dianteiros com suporte lombar. No quesito tecnologia, inclui BMW Head-Up Display e Parking Assistant Plus com câmera de visão traseira. Para um toque ainda mais exclusivo e conforto ao dirigir, há função de controle por gestos, sistema de som surround assinado pela Harman Kardon e ponto de acesso WiFi incluso. O post BMW iX3 é o primeiro modelo 100% elétrico da família X apareceu primeiro em Revista Car Stereo. View the full article
  13. Scratch yesterday’s report. Best Buy is reopening car audio installation in 600 to 700 locations around the nation in July, according to three industry members. Additionally, we spoke to Best Buy shops in Colorado and Connecticut that both said they are currently scheduling car audio appointments starting July 23. With sales booming at many car […] The post 600-700 Best Buys Reopening Installation appeared first on ceoutlook.com. View the full article
  14. Press Release: Libertyville, IL – Hifonics announced it will provide the audio system for the all-new 2021 Teryx KRX 1000 Special Edition sport side x side. The Hifonics system will be offered directly through Kawasaki as a factory-installed option. The “Special Edition” Hifonics system includes 6.5-inch door speakers, a 12-inch subwoofer, a high-grade Hifonics Bluetooth/AM/FM […] The post Kawasaki’s New Teryx KRX 1000 Special Edition Features Hifonics appeared first on ceoutlook.com. View the full article
  15. Press Release (EDITED): STILLWATER, OK – KICKER is excited to announce an exclusive partnership with American Flat Track Racing for the 2020 season as its initial event begins July 17-18 following a lengthy delay in scheduling. KICKER is the official audio partner of AFT as it kicks off the racing season with an inaugural Volusia […] The post KICKER Official Audio Partner for American Flat Track’s Return to Racing appeared first on ceoutlook.com. View the full article
  16. FULLPOWER - O novo Chevrolet Tracker com motor de Onix é fraco. Será? Neste vídeo, aceleramos a versão LT 1.0 para esclarecer a dúvida que muitas pessoas ... Aceleramos o Chevrolet Tracker LT 1.0, versão vendida para PCD View the full article
  17. Problema leva à quebra do câmbioChristian Castanho/Quatro RodasO Ford Mustang vem causando dores de cabeça nos proprietários. O motivo são problemas com o câmbio automático de dez marchas feito em parceria com a GM e que começou a ser utilizado ainda em 2018 nos Estados Unidos. Segundo informações do fórum norte-americano StangNet, existem mais de 200 relatos sobre uma série de problemas que tem ocorrido com a transmissão entre 3.000 e 10.000 quilômetros rodados. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. No Brasil, onde o esportivo chega importado, QUATRO RODAS ouviu relatos semelhantes. O médico Alexandre Campos, de Guanambi (BA), nos escreveu falando de seu Mustang GT V8 2018: Continua após a publicidade “No dia 31 de dezembro de 2018, o câmbio do meu carro, com 9.000 quilômetros rodados, quebrou”, disse. “Desde zero a caixa fazia barulho quando eu mudava de Park para Ré”, lembra. Além do seu caso, porém, o médico conhece outros. “Estou em um grupo de proprietários do Mustang de todo o Brasil composto por mais de 70 pessoas e temos cinco relatos de quebra, mas os donos preferem não se manifestar com receio de desvalorização do carro”, revela. Consultamos César Sanches, da Automatik, oficina especializada de São Paulo (SP), e ele nos contou que vem acompanhando a falha na caixa do esportivo há algum tempo. “O problema principal, que ocorre de forma prematura, é o desgaste no corpo de válvulas, que acaba acarretando uma falha no conversor de torque e as quebras, o que possivelmente ocorre no Brasil”, explica Sanches. Continua após a publicidade Esse, porém, não é o único defeito do câmbio. Enquanto investigava o problema das quebras, QUATRO RODAS descobriu outra falha descrita no boletim técnico de serviço 18-2131, de 11 de junho de 2018, para os modelos Mustang e F-150 equipados com transmissão automática 10R80. O documento fala sobre o mau funcionamento indicado por luz de advertência no painel. Segundo Sanches, essa falha está relacionada ao fato de a central eletrônica não entender o sinal do sensor de saída. Para resolver o problema, a rede de assistência técnica deve trocar o sensor defeituoso. Consultada, a Ford não se manifestou sobre as ocorrências das quebras. Mas, em relação ao defeito do sensor, disse que, após análise e diagnóstico, havendo necessidade, o componente pode ser substituído conforme procedimento contratual de garantia. Relacionadas Mais Lidas Auto-serviçoAutodefesa: falha no câmbio pode custar R$ 20.000 a donos de Renegade5 Maio 2020 - 12h05 NotíciasAutodefesa: donos do VW Polo 1.0 MPI reclamam de falhas no motor1 abr 2020 - 07h04 Auto-serviçoAutodefesa: pneus do Chevrolet Tracker se deterioram antes dos 20.000 km16 mar 2020 - 07h03 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page O povo reclama “Em dezembro de 2018, meu carro quebrou o câmbio e estou em um grupo que tem mais cinco proprietários que passaram pelo mesmo problema”, Alexandre Campos, médico, Guanambi (BA), dono de um Mustang GT V8 2018. Continua após a publicidade “O problema principal que afeta o câmbio do Mustang é o desgaste na válvula presente no corpo de válvulas do câmbio e que reflete no conversor de torque. O boletim técnico de serviço 18-2131 está relacionado a uma falha elétrica que ocorre na caixa dos Mustang e F-150 fabricados até 30 de novembro de 2017″, César Sanches, sócio-proprietário da Automatik, de São Paulo (SP). Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. View the full article
  18. <span class="hidden">–</span>Reprodução/Internet/Arte/Quatro RodasQual a diferença entre o motor OHC e o OHV? – Edmilson do Nascimento, Francisco Morato (SP). De acordo com o conselheiro da SAE Brasil Francisco Satkunas, o motor OHC possui o eixo de comando acima das válvulas de admissão e o de escapamento, no cabeçote. Em inglês, significa Over Head Camshaft. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Essa configuração elimina o uso de varetas entre os tuchos de válvulas e outros componentes, de modo a ter menos peças e, portanto, menos componentes móveis sujeitos a desgaste. Isso permite maior elasticidade e trabalho a rotações mais altas. Continua após a publicidade Logicamente, esse tipo de motor fica um pouco mais alto do que um que tenha o eixo de comando situado no bloco. A interligação entre a árvore de manivelas e o eixo comando se faz por meio de correia dentada ou então de corrente de aço. Relacionadas Mais Lidas Auto-serviçoCorreio técnico: posso levar bicicleta tampando a placa traseira do carro?30 abr 2020 - 07h04 NotíciasCorreio técnico: como a injeção direta aumenta torque e potência?13 Maio 2020 - 07h05 Auto-serviçoCorreio Técnico: e se deixar item de metal no carregador sem fio do carro?17 fev 2020 - 08h02 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page Os motores OHV (Over Head Valve) são todos aqueles que possuem válvulas no bloco, de concepção mais antiga (o uso hoje é mais comum em geradores e motores estacionários) e que só se aplicam em motores com uma válvula de admissão e outra de escape, não sendo usados em multiválvulas. Esses motores possuem varetas de válvulas e, em geral, engrenagens para transmitir a rotação entre a árvore de manivelas (girabrequim) e o eixo comando. Continua após a publicidade Atualmente, porém, o mais comum é encontrar outras duas siglas: DOHC e SOHC. São acrônimos que em inglês significam Double Over Head Camshaft (duplo comando de válvulas no cabeçote) e Single Over Head Camshaft (comando de válvulas simples no cabeçote). Há ainda o OHV, de Over Head Valves (válvulas no cabeçote). Mais importante do que conhecer as siglas é saber o que significam na prática. Quando a abertura e o fechamento das válvulas são realizados diretamente por uma árvore de comando de válvulas, trata-se do SOHC – é o recurso comumente utilizado nos atuais motores de duas válvulas por cilindro. Continua após a publicidade Mais comuns em cabeçotes de quatro válvulas por cilindro são as duas árvores, uma para as válvulas de admissão e outra para as de escape. Este será um motor DOHC. Tem alguma dúvida? Mande sua pergunta para: correiotecnico@quatro-rodas.com.br Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. View the full article
  19. Hoje é o dia do nosso novo 600.4 EVO 4.0! Um amplificador 4 canais ultra compacto, mas com muita qualidade sonora e performance! Quem curtiu? #soundigital #yourmusicyourpower #evo4 View the full article
  20. Pajero Sport HPE 2020 - Sistema de áudio SQ. Instalamos um kit de 2 vias e coaxial da Blam Relax, nos lugares originais, com tratamento acústico full nas 4 portas. Caixa selada removível em carpete e curvim, com Subwoofer da Audison de 8 pol. Slim, amplificado por um amplificador mono Hertz. A Audio Design dá garantia PERMANENTE em suas montagens desde 1994, excelência em vender , projetar e instalar. Mais de 20 anos construindo tendências e obras primas em áudio e acessórios. O veículo não perde a garantia de fábrica, pois não alteramos ou cortamos qualquer chicote do veículo. #mitsubishimotors #mitsubishi #mitsubishipajero #4x4offroad #mitsubishipajerosport #pajeroclub #pajero #pajerosport #mitsubishi4x4 #mitsubishibrasil #pajerofull #pajerosportdakar #pajerodakar #mitsubishixpander #pajerosportlovers #mundomit #mitsubishilovers #mitsubishilove #brooklin #campobelo #vilaolimpia #moema #blamaudio #audison #hertzaudio #pajerosportdakar4x4 #pajerosportfamily #pajerosportlovers #allnewpajerosport #pajerosportclub (Feed generated with FetchRSS) View the full article
  21. Mercedes-AMG GT Black Series tem moto V8 com 730 cv de potênciaDivulgação/Mercedes-BenzSe Mercedes-Benz já é sinônimo de exclusividade e distinção, então o que dizer de um modelo da marca preparado pela divisão esportiva AMG, que além do nome GT ainda recebe o selo Black Series? Pois esse é o caso do Mercedes-AMG GT Black Series que a marca lança no quarto trimestre, na Europa, ao preço de 250.000 euros (cerca de R$ 1.535.000) – ainda sem perspectiva de ser vendido no Brasil. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. A diferença desse modelo para um Mercedes-AMG GT digamos, comum, começa no visual transformado graças a troca de diversos componentes. Continua após a publicidade Segundo a fábrica, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 32, segundosDivulgação/Mercedes-BenzA grade dianteira cresceu e ganhou barras verticais em cromado negro e, na parte inferior do para-choque, foi instalado um spoiler dianteiro manualmente ajustável (para utilização em pista) e um difusor frontal preto. O capô também é novo: tem duas grandes entradas de ar e partes visíveis da estrutura em fibra de carbono, mesmo material empregado no teto do carro, nas soleiras das portas e no aerofólio traseiro, que pode ser ativado eletricamente por meio de um botão. As rodas AMG são de liga-leve. E a pintura da carroceria vem na cor exclsiva Magmabeam. Apêndices aerodinâmico não só embelezam o carro: são funcionais nas pistas de corridaDivulgação/Mercedes-BenzO visual interno também impressiona. O revestimento é em couro preto com costuras na cor laranja. No quadro de instrumentos digital de 12,3” há mostradores com uma apresentação que varia segundo três contextos: Classic, Sporty e Supersport. Neste último caso é mostrado um conta-giros central com informação adicional exclusiva, como a luz que indica o momento adequado para fazer as trocas de marchas. Continua após a publicidade Ao centro está a central multimídia de 10,25”, onde podem ser igualmente vistas animações dos sistemas de assistência à condução e dos sistemas de comunicação e de funcionamento geral do carro. Na cabine, o painel herda apenas alguns componentes do GT de linhaDivulgação/Mercedes-BenzHá novos botões coloridos no console central em forma de V que podem ser usados para ajustar transmissão, suspensão, ESP, sistema de escape, aba traseira do aerofólio, entre outros. Os botões da tela touch TFT são fáceis de operar com um pequeno toque no dedo e pelo fato de disporem de um ponto de pressão mecânico funcionam mesmo quando o motorista/piloto está de luvas de competição. Relacionadas Mais Lidas NotíciasImpressões: novo Mercedes-AMG A 45 S é um Classe A para brincar de drift30 jul 2019 - 19h07 NotíciasMercedes-AMG G63 está mais rápido – e estranho15 fev 2018 - 15h02 NotíciasNovo Mercedes-AMG E 63 é o carro perfeito para tiozões que gostam de drift17 jun 2020 - 19h06 NotíciasAMG GT C Roadster é para andar (rápido) de cabelo ao vento a R$ 1,2 milhão29 nov 2019 - 13h11 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page O volante AMG Performance tem base reta, revestimento em microfibra, comando de trocas de marchas (sistema de dupla embreagem e 7 marchas) e botões integrados para controlar a instrumentação sem que seja necessário retirar as mãos do volante. Continua após a publicidade Para quem julgar que isso é pouco, o AMG Track Package, disponível como opcional, dispõe de sistema de proteção (santoantonio com tubos em titânio e travessas de reforço no interior) em caso de capotamento, cintos de segurança de 4 pontos para condutor e passageiro e extintor de incêndio de 2 kg. Pelos números oficiais, este AMG GT faz 7,8 km/l de consumo, em ciclo mistoDivulgação/Mercedes-BenzComo em qualquer superesportivo que se preze, é o motor que torna este carro ainda mais especial. O V8 4 litros biturbo parte da base da unidade que a AMG já utilizava mas foi alvo de várias modificações, o que levou a que recebesse uma designação própria (M178 LS2). Alcança 730 cv (entre as 6.700 e as 6.900 rpm) e um pico de 80 kgfm de torque (de 2.000 a 6.000 rpm). Conta com um sistema de lubrificação por cárter seco, em que o cárter não funciona como reservatório de óleo, estando antes armazenado num reservatório próprio separado do motor, existindo depois bombas que o fazem circular e que o levam a todos os pontos necessários, independentemente das forças a que o conjunto esteja sujeito. O motor passou a ter, também, o lado do escape virado para a zona interior do V composto pelas duas bancadas de cilindros (é o primeiro V8 da Mercedes-Benz com esta configuração), o que se reflete em melhores performances e uma resposta de acelerador mais ágil. Continua após a publicidade A roda de compressor aumentada (que permite fornecer um volume de ar superior, de 1.100 kg/h, versus 900 kg/h na versão deste motor montada no AMG GT-R) e os intercoolers maiores também dão um ajuda para o upgrade que foi feito neste motor. Que depois se traduz, por exemplo, numa aceleração de 0 a 100 km/h em 3,2 s (3,6 no GT R) e até 200 km/h em menos de 9 segundos, além de uma velocidade máxima de 325 km/h (318 no GT R). Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasView the full article
  22. Hoje é o dia do nosso novo 600.4 EVO 4.0! Um amplificador 4 canais ultra compacto, mas com muita qualidade sonora e performance! Quem curtiu? #soundigital #yourmusicyourpower #evo4 View the full article
  23. Gasolina comum teve octanagem fixada em 92 RONAgência Brasil/ReproduçãoMotivo de piada há décadas, a gasolina comum brasileira finalmente ficará um pouco melhor. Uma nova resolução da ANP, a Agência Nacional do Petróleo vai estabelecer novos parâmetros de qualidade para as gasolinas vendidas no País. Entre eles, o combustível teve a octanagem fixada em 92 RON a partir de 3 de agosto. A gasolina brasileira tinha octanagem medida em IAD, uma média entre os métodos RON e MON (veja mais abaixo). Até então, o nosso combustível já tinha 92 RON, mas essa agora passa a ser a medida oficial. Segundo a agência, isso significa que os motores dos carros fabricados no Brasil poderão ficar mais eficientes. A octanagem maior permite um trabalho mais fino na queima do combustível, graças ao uso de taxas de compressão maiores nos motores. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. Continua após a publicidade Com isso, os propulsores podem ficar mais econômicos e limpos. A redução no consumo pode variar entre 4% e 6%, segundo a Petrobrás. Embora ainda gere desconfiança, o combustível regulamentado no país já estava longe de ser propriamente ruim. O que muda agora é que há mais parâmetros para verificar sua qualidade. Além da octanagem mínima fixada, a ANP também fixou a densidade da gasolina comum. A partir de agosto, o combustível deverá ter densidade de 715 g/m³, ou um litro de gasolina deverá pesar 715 gramas. Como a adulteração do combustível altera essa conta, ficará mais fácil verificar a qualidade. Por isso, todos os postos deverão ter um medidor calibrado para atestar o número exigido pela ANP – como acontece com o etanol. Continua após a publicidade Relacionadas Mais Lidas NotíciasBrasil (finalmente) terá gasolina com padrão de qualidade de EUA e Europa24 jun 2020 - 14h06 Auto-serviçoCorreio Técnico: como atua o start-stop na troca de combustível dos flex?14 jul 2020 - 08h07 Auto-serviçoAutodefesa: deu a louca no marcador de combustível de Hyundai HB20 e Creta4 jun 2020 - 07h06 NotíciasEntenda como o tombo do petróleo pode afetar o valor da gasolina no Brasil10 mar 2020 - 07h03 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page Benefícios A nova gasolina será particularmente bem vinda em modelos importados. Embora a “tropicalização” de motores seja coisa do passado, muitas fabricantes desaconselhavam o uso da antiga gasolina comum brasileira. Modelos nacionais também poderão se aproveitar da gasolina de maior octanagem. Embora funcionem normalmente com o combustível comum antigo, motores “normais” também deverão ficar mais econômicos. Em janeiro de 2022, a octanagem da gasolina brasileira será elevada para 93 RON. Embora o consumidor tenha benefícios explícitos com a nova gasolina, a vida das fabricantes também ficará um pouco mais fácil. O aumento da octanagem pedirá menos alterações nos projetos dos motores para adequação ao mercado nacional. Isso poderá até reduzir custos de desenvolvimento. Continua após a publicidade No entanto, é claro que a gasolina melhor pesará no bolso do consumidor. Embora ainda não mensurada, a Petrobrás admite que haverá alta do preço na bomba, mas que o gasto extra será compensado pela maior economia gerada pelo combustível melhor. O que é RON? A octanagem da gasolina é uma medida que indica a capacidade de resistir à detonação. RON é um dos métodos para medir essa capacidade, que muda de acordo com o uso do motor. No RON, a detonação é medida com o motor carregado e a até 3 mil rpm. É o método usado em países europeus. Há ainda o método MON, que mede a octanagem com o motor em alta rotação. E o IAD, usado até então no Brasil, que adotava a média dos dois números. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da nova edição de quatro rodas? clique aqui e tenha o acesso digital. Continua após a publicidade View the full article
  24. <span class="hidden">–</span>Divulgação/ToyotaComo já havia adiantado QUATRO RODAS no último mês, a Toyota Hilux não receberá uma nova geração em 2021, mas sim uma segunda reestilização da quarta geração da picape hoje líder de vendas da categoria. Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto. A fabricante japonesa registrou junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) o novo para-choque dianteiro da caminhonete, confirmando que seu lançamento no Brasil acontecerá logo. Continua após a publicidade Na última semana, a empresa já havia registrado o pára-choque dianteiro da linha 2021 do SUV SW4 e também o SUV Raize. A atual geração da Hilux está há cinco anos no mercado. As principais mudanças agora estão no balanço dianteiro, principalmente em relação a nova grade, que é inspirada no SUV RAV4 e possui molduras em plástico preto ou prateado. <span class="hidden">–</span>Divulgação/ToyotaO desenho dos faróis foi mantido, mas ganharam full-led na maioria das versões. Além disso, também muda o alojamento para os faróis de neblina, que contam com desenho em “L” e lentes redondas. Na traseira a empresa conseguiu esconder a câmera de ré a deu nova iluminação as lanternas, que também receberão leds. Continua após a publicidade Por dentro, tudo foi mantido como na versão anterior, com mudança de grafismo no painel de instrumentos. Além disso, a picape recebeu uma nova central multimídia compatível com Android Auto e Apple CarPlay. <span class="hidden">–</span>Divulgação/ToyotaA motorização também muda, embora tenha sido mantido o motor 2.8 turbodiesel. O propulsor recebeu um upgrade da Toyota e subiu de 177 cv e 45,9 kgfm para 204 cv e 51 kgfm de torque na linha 2021. Relacionadas Mais Lidas NotíciasSUV da Toyota: novo Corolla Cross terá dianteira inspirada em Hilux e C-HR1 jul 2020 - 09h07 NotíciasNovo Toyota SW4 recebe visual mais “careta” que o da irmã Hilux4 jun 2020 - 12h06 NotíciasNova Toyota Hilux ganha motor mais potente e, enfim, central decente4 jun 2020 - 10h06 NotíciasFlagra confirma: nova Toyota Hilux terá frente inspirada no RAV43 jun 2020 - 12h06 NotíciasNotícias1Este Fusca está à venda por quase R$ 1,6 milhão. Por que vale tanto? NotíciasNotícias2Estes cinco carros estão no corredor da morte, mas ainda são bons negócios NotíciasNotícias3O cabuloso Marea 4x4 com motor de Gol, câmbio de Chevette e chassi Willys NotíciasNotícias4Home page Vale lembrar que o ganho é apenas para as versões que tenham o 2.8 turbodiesel alinhado ao câmbio automático de seis marchas. As configurações manuais atingem torque máximo de 42,8 kgfm. Continua após a publicidade <span class="hidden">–</span>Divulgação/ToyotaO lançamento do novo visual da picape é esperado para o último trimestre deste ano junto da nova SW4. O modelo seguirá importado da Argentina. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasView the full article
  25. Fala galera, hoje vamos falar sobre um TEMA POLÊMICO e sua opinião é muito importante, EU GOSTARIA de saber o que vocês acham....ESPORTE OU simplesmente um HOBY... Não quero aqui mudar a opinião de ninguém, porém vou descrever alguns pontos que acho considerável para que AJUDEMOS quem ainda não parou para pensar nisso.. Quando falamos em esporte já imaginamos esforço físico.....mas temos aqueles que usa outras estratégias a MENTE como por exemplo o XADREZ, e é assim que sigo meu raciocínio, pois o XADREZ é considerado um esporte e também uma arte e uma ciência. Bom, então o negócio de competição de SOM meu DEUS tem muita Ciência. Matemática e Física. O que falta para ser reconhecido como Esporte é ter uma Federação e sair só das teorias e ir para a prática. Talvez EU seja um grande culpado disso, pois, estou no RAMO há 24 anos, já pensei em correr atrás disso, mas nunca fui adiante pois demanda dinheiro e tempo, e vocês sabem se desse certo,seria algo público, que beneficiara a todos e quem será que vai ganharia com isso....(risos) Não sei se tenho mais FORÇAS para encarar isso, mas fica aqui REGISTRADO que esse é um dos caminhos para um FUTURO MELHOR. Vamos ver a opinião da GALERA, meu ZAP vocês tem.... Abraço a todos Luiz H Meda TODOS OS DIAS ÀS 12 HORAS “Matérias do Mundo automotivo” Confira mais matérias no site #mtmworld #mtmbrasil www.mtmbrasil.com.br (Fique ligado na MTM cadastre seu whats 14 998734853) CAMPANHA #ELESSEIMPORTAM #ELESSEIMPORTAMCOMVOCÊ #compre produtos das marcas que apoiam nosso setor #somautomotivo #rebaixados #customizados compre produtos das marcas que não te abandonam nem com o #covid-19 Siga as empresas que estão com a gente: #connectparts #Bandaaudioparts #taramps #stetsom #soundigital #usina #spyder #ajk #jfa #zettaaudio#audiophonic #shutt #7driveraudio #tritonaltofalantes #erosaltofalantes #powerus #snake #shocker View the full article

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...