Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (27/10/2019) *****

RobôAutoforum

Membro Pró
  • Content Count

    11,534
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    3

RobôAutoforum last won the day on September 30 2020

RobôAutoforum had the most liked content!

Community Reputation

5 Neutral

About RobôAutoforum

  • Rank
    veterano

Dados Adicionais

  • Complete real name
    Marcelo S. Motitsuki

Profile Information

  • Sex
    Masculino
  • City/State/Contry
    São Paulo/SP
  • Interests
    Divulgar notícias sobre som automotivo, carros e acessórios

Recent Profile Visitors

7,665 profile views
  1. Nissan oil para o Sentra. #spportcarbrautomotive #scbrautomotive #oemparts #nissanoemparts #nissanoil #nissansentra #mecanicanissan View the full article
  2. Corolla com Taramps e 7Driver https://www.taramps.com.br Clique no link para se INSCREVER! ►►► http://bit.ly/SeInscrevaCanalTaramps Se gostou, não esqueça de clicar em GOSTEI! E não deixe de COMPARTILHAR este vídeo! Contato Suporte Técnico: Suporte Linha de Áudio: 18 3266 4050 WhatsApp: 18 99748 7039 E-mail: suportetecnico@taramps.com.br NOSSAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK - https://www.facebook.com/TarampsOficial/ INSTAGRAM - https://www.instagram.com/tarampsgroup/ #TarampsOfficial #SomAutomotivoTocando #MódulosTaramps View the full article
  3. Nosso contato: 31 - 99445-1098 email: atec22@terra.com.br Download do software Elisa: www.powerxv8.com.br View the full article
  4. Que Alegria poder comunicar que a Rally Som é também uma autorizada Blam. A Rally Som é a maior referência em áudio automotivo do Brasil. Orgulho em ter Vando como meu amigo e agora parceiro comercial. Seja muito bem vido Vando e toda equipe da Rally Som ao time de de Autorizados Blam Brasil. @rallysom @blam.audio @sq_imports View the full article
  5. Conversível era uma das quatro opções de carroceriaAlessandro Cerri/Quatro RodasNeto de Henry Ford e filho caçula de Edsel, William Clay Ford não demorou a assumir desafios no empreendimento da família. Ele foi um dos idealizadores da divisão Continental, criada em 1955 para produzir o Mark II, um cupê destinado a competir com Rolls-Royce Silver Cloud e Bentley S Continental. Deficitária, a Continental encerrou sua breve existência com o modelo Mark III, em 1958. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 O Mark III abandonou os caríssimos métodos de produção artesanal do seu antecessor e inaugurou a fábrica de Wixom, compartilhando a linha de montagem com os requintados Lincoln Premiere. Ambos utilizavam a mesma estrutura monobloco desenvolvida em parceria com a Budd Company: tal medida se mostrou essencial para melhorar a competitividade frente a concorrentes como Cadillac (General Motors) e Imperial (Chrysler). Mark III media 5,81 m de comprimento e tinha 3,33 m de distância do entre-eixosAlessandro Cerri/Quatro RodasQuatro carrocerias eram oferecidas, todas assinadas pelo projetista John Najjar: sedã quatro portas, conversível duas portas, cupê duas portas sem coluna central e sedã quatro portas sem coluna central (denominado Landau). Todos tinham 5,81 m de comprimento, entre-eixos de 3,33 m e 2,03 m de largura: o Mark III era um dos maiores automóveis de todos os tempos, perdendo apenas para o Cadillac V16 de 1934. Um dos seus diferenciais era o vidro traseiro basculante, mesmo na versão conversível: recurso muito útil em um automóvel equipado com cinco acendedores de cigarro (e cinco cinzeiros). Entre os opcionais havia estofamento de couro escocês, cintos de segurança, ar-condicionado, comutador automático dos faróis, rádio FM, lubrificação automática do chassi e comandos elétricos para o banco dianteiro, travas, vidros e porta-malas. Os exageros do Mark III eram evidenciados pela balança: as versões mais completas chegavam a pesar mais de 2,5 toneladas. Para impulsioná-lo a Ford apresentou um novíssimo V8 de 430 polegadas cúbicas (7 litros), o maior oferecido naquela época. O carburador Holley 4150 de corpo quádruplo garantia 67,7 kgfm a 3.100 rpm e 375 cv a 4.800 rpm. Seu ponto fraco era o consumo médio de 4,4 km/l de gasolina, agravado pelo tanque de 83 litros. Ar-condicionado, rádio FM, bancos de couro e cintos de segurança eram opcionaisAlessandro Cerri/Quatro RodasApesar das constantes visitas aos postos, o V8 acelerava o Mark III de 0 a 100 km/h em 9 segundos, mérito do câmbio automático Turbo-Drive de três marchas e do diferencial com deslizamento limitado. A suspensão traseira também inovava com braços arrastados e molas helicoidais. As pequenas rodas aro 14 faziam o Mark III parecer ainda maior e mais baixo, mas exigiram um redimensionamento completo do sistema de freios. A recessão de 1958 forçou a Continental a ser formalmente absorvida pela Lincoln: o sucessor oficial do Mark III, em 1959, foi o reestilizado Lincoln Continental Mark IV. Duas novas carrocerias passaram a ser fornecidas pela Hess & Eisen-hardt: os sedãs executivos Town Car e Limousine, na cor preta, com teto revestido de vinil e vidro traseiro de menores dimensões para resguardar a privacidade no banco traseiro. O vidro traseiro basculava e as rodas tinham 14 polegadas de diâmetroAlessandro Cerri/Quatro RodasCustando cerca de US$ 10.000, menos de 300 unidades das carrocerias Town Car e Limousine foram produzidas, sempre sob encomenda. Para reduzir o consumo, o V8 de 7 litros foi recalibrado para gerar apenas 350 cv com taxa de compressão mais baixa e adoção do carburador Carter AFB: o Mark IV já era capaz de percorrer 6 km com 1 litro e representou mais de 40% de toda a produção da Lincoln em 1959. Relacionadas NotíciasLincoln Continental: um monumento em nome do filho19 abr 2017 - 19h04 NotíciasClássicos: Karmann-Ghia Dacon, uma lenda do automobilismo brasileiro12 mar 2021 - 23h03 EspecialClássicos: Mercedes-Benz 190 SL, um conversível feito para brilhar26 dez 2020 - 08h12 Uma nova reestilização originou o Lincoln Continental Mark V em 1960, marcada por novos frisos, para-choques e lanternas. Capô e tampa do porta-malas foram redesenhados, bem como o painel de instrumentos. O carburador Carter ABD de corpo duplo diminuiu o consumo do V8, mas reduziu sua potência para 315 cv. Os freios ficaram mais eficientes e a suspensão traseira foi simplificada com molas semielípticas. Câmbio tinha alavanca na direçãoAlessandro Cerri/Quatro RodasO modelo 1960 foi o último representante da linhagem Mark: no ano seguinte a linha Lincoln ficou com um único modelo, com linhas limpas e minimalistas que marcaram a década. Resgatado pelo executivo Lee Iacocca, o prestígio do Mark III foi reeditado em 1968: o automóvel mais caro e exclusivo do fabricante de Dearborn ressurgiu na forma de um cupê destinado a enfrentar o Cadillac Eldorado e o Chrysler New Yorker. O estilo é obra do designer John NajjarAlessandro Cerri/Quatro RodasFicha técnica: Continental Mark III Convertible 1958 Motor: 8 cilindros em V de 7 litros, Torque: 67,7 kgfm a 3.100 rpm, Potência: 375 cv a 4.800 rpm Câmbio: automático de 3 velocidades, tração traseira Carroceria: aberta, 2 portas, 6 lugares Dimensões: comprimento, 581 cm; largura, 203 cm; altura, 143 cm; entre-eixos, 333 cm peso, 2.340 kg Desempenho: aceleração de 0 a 100 km/h: 9 segundos; velocidade máxima de 190 km/h V8 de 7 litros gerava 375 cv de potênciaAlessandro Cerri/Quatro RodasNão pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital The post Continental Mark III: um dos carros mais caros e exclusivos dos anos 50 appeared first on Quatro Rodas. View the full article
  6. <span class="hidden">–</span>Caterham/DivulgaçãoO icônico Caterham Seven ficou famoso por conservar o conceito de esportivo compacto e muito leve o Lotus Seven. Esta nova versão, batizada de Seven 170, honra esse legado tão bem que é a mais leve da história. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 A inspiração veio do lema “simplificar e adicionar leveza”, que guia os projetos desde que o Seven era feito pela Lotus, e também dos japoneses: Caterham foi comprada pela japonesa VT Holdings, que transformou o esportivo em um kei car. Essa é a designação de uma classe de carros vendida no Japão que segue regras de dimensões e tamanho de motor para ter vantagens tributárias. O Seven foi produzido pela Lotus de 1957 a 1972. Após o fim da produção, a Caterham comprou os direitos do modelo e passou a fabricá-loCaterham/DivulgaçãoIsso significa que o Seven 170 precisou ficar 105 mm mais estreito do que qualquer outro modelo da família, tendo um total de 1,47 cm de largura. Outra restrição é o motor limitado a 660 cm³, o que foi resolvido por um motor turbo Suzuki de três cilindros, que produz 84 cv e 11,83 kgfm. São números pouco melhores que os de um 1.0 aspirado, mas a mágica toda está no peso. O roadster tem apenas 440 kg, o que garante relação de potência/peso de 170 cv por tonelada. O resultado é um esportivo leve, capaz de chegar aos 169 km/h de máxima e de ir de 0 a 100 km/h em apenas 6,9 segundos. É tempo de Golf GTI. Relacionadas NotíciasCaterham apresenta três versões do Seven Sports23 mar 2015 - 15h03 NotíciasLeilão de Mad Max tem lança-mísseis 8×8, aceita bitcoins e Brasil na lista22 set 2021 - 17h09 NotíciasRolls-Royce revela seu novo híbrido: um caminhão 35.7 com 2216 cv15 set 2021 - 15h09 O Seven 170 está disponível em duas versões. A já conhecida variante S traz suspensão para a estrada, bancos de couro preto, rodas de liga leve Silver Juno de 14” , para-brisa completo e volante Momo. A versão R é a mais esportiva, já a S é a padrão dos modelos Seven e desenvolvida para a estradaCaterham/DivulgaçãoJá a estreante versão R tem suspensão esportiva, assentos compostos, um cinto de segurança de quatro pontos, diferencial de deslizamento limitado, painel de fibra de carbono e rodas de liga leve 14” Black Juno com bordas polidas e pneus Avon ZT7. Ambas as versões têm câmbio manual de 5 marchas. O interior é simples e remete aos modelos clássicos da marcaCaterham/DivulgaçãoO Seven 170 será oferecido pelo preço de £ 22.990, ou R$ 167.827 em conversão direta, para a versão em kit. Já a versão montada de fábrica terá um acréscimo não divulgado pela Caterham. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro RodasThe post Caterham Seven 170 tem motor de moto, 440 kg e desempenho de Golf GTI appeared first on Quatro Rodas. View the full article
  7. <span class="hidden">–</span>Uber/DivulgaçãoA briga entre Uber e motoristas segue. Enquanto a plataforma cobra taxa de mais 40% de seus motoristas parceiros, estes vêm recusando viagens de passageiros mais distantes. As reclamações pelo tempo de espera por parte dos usuários se tornou frequente. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 Reportagem da Veja SP publicada nesta sexta-feira (24), mostra a “resposta da Uber”: os motoristas que mais cancelavam viagens foram bloqueados definitivamente nesta semana na capital paulista. Os bloqueios começaram na terça-feira (21). Segundo a Amasp (Associação dos Motoristas de Aplicativo de São Paulo), mais de 1.000 condutores foram notificados pela Uber com a suspensão permanente da conta. Print do celular de motorista que teve a conta suspensaReprodução/DivulgaçãoEm nota, a empresa afirmou que “cancelamentos excessivos configuram mau uso da plataforma” e essa é a justificativa para o banimento. Em entrevista à Veja SP, o presidente da Amasp, Eduardo Lima, afirma que “o motorista faz sim muitos cancelamentos, com a gasolina e as tarifas [da Uber], que forçam a escolher as corridas, mas o que a Uber fez foi em forma de retaliação, querendo dar um toque para o motorista que ele estava sendo observado. Se não querem que o motorista cancele, que façam um reajuste justo”, afirma Lima. Relacionadas NotíciasEm meio a ‘greve’ de motoristas, taxa da Uber em corridas supera os 40%22 set 2021 - 18h09 NotíciasUber com elétrico roda 2.000 km por mês e economiza R$ 12.000 por ano20 jun 2021 - 09h06 NotíciasCelular, roupa, carne de churrasco: o que brasileiro mais esquece no Uber11 mar 2020 - 11h03 Print de notificação exibida no celular de motorista após a suspensão da contaReprodução/DivulgaçãoO reajuste segundo a empresa foi concedido e é de até 35%. Porém, Lima afirma que nenhum dos associados teve acesso a esse aumento mencionado. De acordo com a Uber, a “prática de cancelar diversas viagens em sequência logo após terem sido aceitas prejudicam negativamente todos que usam a plataforma”. A empresa diz também que “tem equipes e tecnologias próprias que revisam constantemente as viagens e os cancelamentos para identificar suspeitas de violação ao Código da Comunidade e, caso sejam comprovadas, banir as contas envolvidas”. “O abuso no cancelamento de viagens não tem nada a ver com a liberdade do motorista parceiro. A conexão entre parceiro e usuário só ocorre depois do motorista ter conferido as informações da solicitação (tempo, distância, destino) e decidido aceitar a realização da viagem”, finaliza a empresa. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital The post Mais de 1.000 motoristas são banidos da Uber após onda de cancelamentos appeared first on Quatro Rodas. View the full article
  8. Renault Sandero R.S.Divulgação/RenaultOs últimos dois meses de 2021 prometem ser de despedidas. Além de Fiat Grand Siena, Hyundai iX35, Volkswagen Fox e Fiat Doblò, quem também será vitimado pelas novas regras de emissões e ruído Proconve PL 7, que passam a valer a partir de 1° de janeiro 2022, é o Renault Sandero R.S. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 Mesmo tabelado em R$ 95.790, o hatch esportivo se tornou raridade nas concessionárias nas últimas semanas e a paralisação da fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR) em agosto só agravou essa falta. Contudo, os novos Renault Sandero R.S. que começarão a chegar às concessionárias tendem a ser os últimos. Relacionadas NotíciasO que fez a Renault levar um Sandero R.S. para dar uma volta por Paris?10 dez 2020 - 15h12 Melhor CompraGuia de Usados: como fugir de um Renault Sandero RS “mexido” demais1 ago 2018 - 12h08 TestesPolo GTS vs Sandero RS: o duelo dos últimos hatches esportivos nacionais28 fev 2020 - 07h02 TestesOnix RS e Sandero R.S se enfrentam em briga de hatches esportivos16 dez 2020 - 08h12 Fontes de mercado apontam que um último lote de produção do Sandero R.S. contemplou 130 unidades, sendo que 100 delas ficarão no Brasil e 30 unidades serão enviadas para o mercado argentino. Os carros foram montados ao longo de setembro. Questionada por nossa reportagem sobre essas informações, a Renault optou por não se pronunciar. Parece pouco, mas trata-se de um lote considerável. De janeiro a setembro de 2020 foram vendidos 200 unidades do Sandero R.S, 1% dos 19.653 Renault Sandero vendidos naquele período. E as vendas do hatch só caíram em 2021: foram emplacados 10.175 unidades até agosto. Os instrumentos do Sandero R.S. são iguais aos das demais versões, mudando apenas o aplique vermelhoFernando Pires/Quatro RodasEntão, a não ser que haja uma corrida às concessionárias para aproveitar o último hatch esportivo com câmbio manual do Brasil, essas 100 unidades podem garantir estoque por alguns meses. Além disso, a legislação obriga que esses carros sejam vendidos até março. Não adiantaria manter a produção do modelo até dezembro, portanto. Bancos abraçam o motorista, mas são curtosFernando Pires/Quatro RodasEsse lote derradeiro se dá por conta das exigências de emissões (de motor e evaporativas), e também de ruído, impostas pelo Proconve PL 7. Com participação tão pequena, não convém à Renault investir em retrabalho no motor 2.0 16V F4R, que já foi abandonado por Duster e Oroch, apenas para a aplicação no esportivo. Hoje o Sandero R.S. tem nota E no Conpet, mesma nota dos Sandero 1.6 16V já extintos. Motor 1.3 turbo seria sonho Os 170/162 cv e 27,5 kgfm do novo motor 1.3 TCe, turbo com injeção direta, que estreou no Renault Captur 2022 cairia como uma luva para manter o Renault Sandero R.S. em produção. Mas é improvável. O motor 2.0 é antigo, mas girador e emite ronco empolganteFernando Pires/Quatro RodasPrimeiro por a Renault não ter um projeto futuro para o hatch (a nova geração foi cancelada para o Brasil). Em segundo lugar, porque seria um desenvolvimento ainda mais caro do que fazer a mecânica atual cumprir o PL 7. Por fim, um Sandero R.S. 1.3 turbo ficaria ainda mais caro, e faz um bom tempo que o hatch deixou de ser um esportivo acessível. Câmbio manual de seis marchas tem relações curtasFernando Pires/Quatro RodasPelo menos o legado fica. O Sandero R.S. foi o único carro desenvolvido pela RenaultSport, divisão esportiva da marca francesa, fabricado fora da França. Mais que isso: foi o único feito sobre um projeto Dacia. A despeito do preço praticado aqui, o Sandero esportivo ainda é mais barato que um Clio na França. Onde o bicho pega A grande corrida dos fabricantes neste momento não é, necessariamente, para enquadrar emissões e consumo do motor. O mais complicado é cumprir as regras de emissões evaporativas de 0,5 g de combustível por dia em um ensaio de dois dias. Isso obriga o uso de cânisters (dispositivo que filtra os vapores de combustível) com maior capacidade e de tanques ou de metal, ou feito com várias camadas de plástico e, portanto, menos permeáveis. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasIsso pode implicar no desenvolvimento de novos circuitos de combustível e gases, além de retrabalho do catalisador e no mapa de injeção do motor. Muitos dos carros que sairão de linha até dezembro têm projetos antiquados que, ou não podem receber um cânister maior, ou o custo do retrabalho não compensa o volume de vendas. Afinal, muitos seriam forçados a sair de linha em 2024 quando controles de estabilidade e tração se tornarem obrigatórios. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital The post Com último lote produzido, Renault Sandero R.S. sai de linha no Brasil appeared first on Quatro Rodas. View the full article
  9. visit: http://www.stevemeadedesigns.com/board - Join our fun, friendly and knowledgeable community today! I don't want to say it surprised me because Gately Audio never disappoints but i was surprised what a BEAST this sub actually was. I haven't seen one in person till i got it! I actually thought it was a 1500w sub until i called and asked. By then the video was already almost done. But the Audiocontrol amp ain't no punk! it was really flexing this thing hard! Thanks for watching if you did! Who wants a sub, box and amp like this? visit my friends here: http://www.skyhighaudio.com Don't forget to visit Gately Audio: http://www.gatelyaudio.com Audiocontrol products here: http://www.audiocontrol.com Get Second Skin’s #1 Sound Deadener here http://www.secondskinaudio.com SMD Products can be found at http://www.wcCarAudio.com , Amazon, Ebay and more! #car #audio #bass Support these videos here! http://www.patreon.com/meade916 Also, check out my other pages: Instagram: http://www.instagram.com/meade916 Facebook Page here: https://www.facebook.com/SMD-Steve-Me... Follow: http://www.twitter.com/meade916 Visit Sonic Electronix at http://www.sonicelectronix.com View the full article
  10. Seres SF5 chegará ao Brasil através de venda e assinatura veicularDivulgação/SeresDepois de tanto vermos os carros elétricos mais modernos ignorarem o Brasil, eis uma notícia boa: controlada pela gigante de tecnologia Huawei, a fabricante de carros elétricos americana Seres é, oficialmente, a mais nova concorrente do mercado automotivo nacional. Seus carros poderão ser alugados ou comprados e já têm preços no Brasil. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 A startup automotiva com sede no Vale do Silício, na Califórnia, iniciará sua trajetória no Brasil com o nada modesto SF5, um SUV elétrico com gerador a gasolina que promete autonomia superior a 1.000 km e desempenho de superesportivo. Características impressionantes não faltam ao Seres SF5, que chegará em duas versões: a mais simples, 4×2 de tração traseira e motor único, e a surpreendente versão 4×4 com dois motores elétricos por eixo. Nessa configuração AWD, o carro atinge nada menos que 693 cv e 106 kgfm, com velocidade máxima de 230 km/h limitada eletronicamente. Relacionadas NotíciasTesla Cybertruck já pode ser comprada e até alugada por brasileiros1 ago 2021 - 12h08 NotíciasCarros da Tesla chegam ao Brasil com assinatura a partir de R$ 15.9603 mar 2021 - 17h03 O SF5 tem um powertrain peculiar, no qual um motor 1.5 a gasolina aproveita o tanque de 56 l para gerar energia elétrica que é armazenada na bateria de 32 kWh. Esta bateria, por sua vez, permite que o elétrico impulsione o SUV por 150 km sem carregamento adicional. É um sistema semelhante ao usado pelo BMW i3. Destaques mecânicos também valem ao conjunto de suspensão independente, com uso de duplo A na dianteira e multilink atrás. A carroceria é feita de alumínio de alta resistência e o sistema de frenagem Bosch iBooster atua para interpretar a pressão aplicada aos pedais e, dessa maneira, responder ao comando do motorista enquanto recupera o máximo de energia possível da frenagem. Interior Tela de 17” com hardware potente oferece amplas funcionalidades aos ocupantesDivulgação/SeresPor dentro, o Seres SF5 parece não se esquecer do conforto e luxo, com bancos de couro Nappa e assentos inteiriços com desenho esportivo. O sistema de som traz 11 caixas espalhadas pela cabine e a iluminação em led na cabine é capaz de reproduzir até 64 cores diferentes. O que chama quase toda a atenção, porém, é a gigantesca central multimídia de 17’’, que também controla sistemas de ar-condicionado e outras funções normais ao painel central. Ela utiliza software de ponta da Huawei, que transfere imediatamente o conteúdo do celular para a tela quando se entra no carro e pode ser atualizada com funções extras de auxílio ao motorista. O condutor terá de série piloto automático de nível 2, que inclui controle de cruzeiro adaptativo, capacidade de se manter em pista e realizar curvas sem mãos no volante e assistente para engarrafamentos, que para e move o veículo conforme o tráfego. Essas funções são exibidas também no quadro de instrumentos digital e personalizável de 12,3’’. Venda e assinatura SUV tem motor 1.5 a gasolina que apenas carrega as bateriasDivulgação/SeresA primeira oportunidade de ter um Seres SF5 em casa virá através da Osten Fleet — especializada em frotas de carros de luxo. Assim como já faz com veículos da Tesla, a Osten está prestes a inaugurar o serviço de assinatura do Seres SF5 Executiva da Osten Fleet, Liandra Boschiero explicou que os carros já estão a caminho e é questão de tê-los preparados para que a assinatura do novo elétrico seja oferecida. Inicialmente haverá um plano de 24 meses com franquia de 1.000 km mensais. A mensalidade da assinatura girará entre 13 e 15 mil reais. Na versão AWD cada eixo conta com um par de motores elétricosDivulgação/SeresO veículo também será comercializado, mas por novos representantes da Seres no Brasil. Os detalhes da comercialização serão divulgados em breve mas sabe-se que os preços serão de R$ 480.000 para a versão 2WD High-Performance Sport e de R$ 580.000 para o modelo AWD High-Performance Sport. São preços próximos de um Audi e-tron, por exemplo. A diferença é basicamente mecânica: enquanto o modelo básico conta com um motor elétrico traseiro de 347 cv e 53 kgfm, o AWD utiliza seu quarteto elétrico para fazer seu “duplo-triplo” de 693 cv e 106 kgfm. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro RodasThe post SUV quadrimotor elétrico da Huawei com 693 cv já tem preços no Brasil appeared first on Quatro Rodas. View the full article
  11. Porsche Cayman - montagem de aparelho Alpine. Instalamos uma Central Multimídia Alpine ILX-F259, tela de 9 pol. com Apple CarPlay, Android Auto e tecnologia sem fio Bluetooth, processador de áudio interno, transformando seu sistema original em um sistema HI-FI. O veículo não perde a garantia de fábrica, pois não alteramos ou cortamos qualquer chicote do veículo. A Audio Design dá garantia PERMANENTE em suas montagens desde 1994, excelência em vender , projetar e instalar. Mais de 25 anos construindo tendências e obras primas em áudio, acabamentos e acessórios. @porschetalkbrasil @porschebrasiloficial @motorgridbrasil #porsche #porschecayenne #porscheturbo #porschePanamera #porschebrasiloficial #porschemacan #porsche911 #porschecayennes #porschecayenneturbo #cayman #porschecayman #cayenne #porschebrasiloficial #porsches #porscheBR #carsofinstagram #porscheboxsters #porschegram #porscheclub #porschemoment #porschecayennecoupe #porschelife #porschecarrera #porschelovers #porschebrasil #porscheworld #porschenation #porschemotorsport #porschefans #porschedesign (Feed generated with FetchRSS) View the full article
  12. Porsche Cayman - montagem de aparelho Alpine. Instalamos uma Central Multimídia Alpine ILX-F259, tela de 9 pol. com Apple CarPlay, Android Auto e tecnologia sem fio Bluetooth, processador de áudio interno, transformando seu sistema original em um sistema HI-FI. O veículo não perde a garantia de fábrica, pois não alteramos ou cortamos qualquer chicote do veículo. A Audio Design dá garantia PERMANENTE em suas montagens desde 1994, excelência em vender , projetar e instalar. Mais de 25 anos construindo tendências e obras primas em áudio, acabamentos e acessórios. @porschetalkbrasil @porschebrasiloficial @motorgridbrasil #porsche #porschecayenne #porscheturbo #porschePanamera #porschebrasiloficial #porschemacan #porsche911 #porschecayennes #porschecayenneturbo #cayman #porschecayman #cayenne #porschebrasiloficial #porsches #porscheBR #carsofinstagram #porscheboxsters #porschegram #porscheclub #porschemoment #porschecayennecoupe #porschelife #porschecarrera #porschelovers #porschebrasil #porscheworld #porschenation #porschemotorsport #porschefans #porschedesign View the full article
  13. Mais uma TarampsTV! https://www.taramps.com.br/ Clique no link para se INSCREVER! ►►► http://bit.ly/SeInscrevaCanalTaramps Se gostou, não esqueça de clicar em GOSTEI! E não deixe de COMPARTILHAR este vídeo! Contato Suporte Técnico: Suporte Linha de Áudio: 18 3266 4050 WhatsApp: 18 99748 7039 E-mail: suportetecnico@taramps.com.br NOSSAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK - https://www.facebook.com/TarampsOficial/ INSTAGRAM - https://www.instagram.com/tarampsgroup/ #TarampsOfficial #Taramps #SomAutomotivo View the full article
  14. Eita cárter sofrido deste Passat CC, segundo reparo feito nele. #spportcarbrautomotive #scbrautomotive #passatcc #passatccclub #passatccfamily #oficinavilacarrao #mecanicavilacarrao #oficinamecanica View the full article
  15. Corollas! Impressionante a quantidade destes modelos sem cuidados e que continuam rodando. #tanquedeguerra #corollasociety #spportcarbrautomotive #scbrautomotive #toyotacorolla #mecanicatoyota #mecanicacorolla #mecanicaautomotiva #oficinavilacarrao View the full article

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...