Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (27/10/2019) *****

All Activity

This stream auto-updates     

  1. Past hour
  2. Crossover médio é líder da categoria com quase 70% do mercado Modelo vem equipado com novo motor turbo de 1.3 litro A Jeep celebra a marca de 250 mil Compass comercializados no Brasil. O modelo, que é produzido desde 2016 no país, é líder do segmento de SUVs médios com quase 70% do mercado. Contudo, essa liderança tende a ficar ameaçada pelos novos concorrentes Toyota Corolla Cross, que já foi lançado por aqui e, também, o novo Volkswagen Taos, que chega no próximo dia 27 deste mês. Também é importante lembrar que o crossover ganhou uma nova geração nos meses passados. SUV é produzido por aqui desde 2016 “O Compass é um importante personagem da história da Jeep, que está completando 80 anos em 2021. Ele foi lançado para ditar um novo rumo para a categoria dos SUVs médios, o que de fato cumpriu. Juntamente com o Renegade, levou a Jeep para outro patamar, consolidando a marca como a líder entre os utilitários esportivos no Brasil. Hoje, em cada cinco SUVs vendidos no país, um é Jeep”, afirma Alexandre Aquino, diretor do Brand Jeep para a América Latina. Carro conta com Adventure Intelligence Plus Apresentado pela primeira vez em Detroit, nos Estados Unidos, em 2007, o Compass só foi chegar por aqui em 2011 importado. A produção em solo brasileiro só começou em 2016 no Polo Automotivo de Goiana, em Pernambuco. O carro, que é o único a ter motor turbodiesel do segmento, também é fabricado no México, China, Índia e Itália. Do Brasil o SUV é exportado para Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicaragua, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Carro pode ter câmbio de seis ou nove velocidades A nova geração do Jeep Compass passa a ser equipada com motor T270 turbo flex de 1.3 litro, que entrega 185 cv, que tem acoplado uma transmissão automática de seis velocidades. O modelo também conta com trem de força turbodiesel TD350 de 2.0 Multijet de 170 cv. O câmbio é automático de nove velocidades. Modelo conta com motor turboflex de 170 cv A novidade ainda passa a contar com o sistema Adventure Intelligence Plus de serviços conectados, central multimídia de 10,1 polegadas, painel de instrumentos de 10,25 polegadas, faróis full LED, direção autônoma, seis airbags, Jeep Traction Control+, tração 4×4 com seletor de terrenos, rodas de até 19 polegadas, entre outros equipamentos. Acompanhe as últimas notícias do mercado automotivo no site da revista AutoMOTIVO, na nova edição de maio, nas redes sociais e também no canal do Youtube da TV AutoMOTIVO. Matéria Jeep Compass chega a marca de 250 mil unidades vendidas no Brasil publicada no Portal Revista AutoMOTIVO. View the full article
  3. O Mustang Mach-E, o SUV elétrico que é a adaptação do modelo aos novos temposDivulgação/FordNo Texas, os proprietários de veículos elétricos podem ter que pagar uma taxa extra, que deve variar entre US$ 200 e US$ 400, para que possam utilizar os seus automóveis. O projeto de lei está em discussão no senado do estado e, caso seja aprovado, irá impor novos gastos aos donos de carros elétricos. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. A questão é polêmica porque visa o faturamento de impostos para a manutenção das estruturas necessárias tanto para os automóveis movidos a gasolina como para aqueles elétricos. O sistema americano atual realiza os reparos das ruas e estradas com a arrecadação dos impostos pagos, em parte, na compra do combustível. Como os veículos elétricos não utilizam gasolina, seus donos não pagam o imposto sobre o produto. Portanto, caso não passe por uma atualização, o sistema começará a arrecadar cada vez menos verbas para a manutenção por conta do aumento de automóveis elétricos. Em 2019, a RAV4, na versão híbrida, teve mais de 92.000 unidades vendidas nos EUA. Vale lembrar que os carros híbridos plug-in pagam os impostos sobre o combustívelDivulgação/ToyotaCom esse cenário, os republicanos do Texas sugeriram um aumento nos impostos. O projeto de lei que está no senado irá, em tese, aumentar as taxas pagas pelos proprietários de veículos elétricos para compensar as tributações não pagas na compra de combustível. A nova legislação exigiria um pagamento entre US$ 190 e US$ 240 para os veículos elétricos, além de uma taxa adicional no valor de US$ 150 para aqueles que dirigissem mais de 9.000 milhas (cerca de 14,5 mil quilômetros) em um ano. Continua após a publicidade O projeto propõe, também, uma sobretaxa anual de US$ 10 para financiar um conselho consultivo de infraestrutura de carregamento. As taxas serão aplicadas a, aproximadamente, 300.000 veículos e arrecadarão quase US$ 38.000.000 para o Fundo Estadual de Rodovias. O Texas não é o primeiro estado a buscar o aumento dos impostos para veículos elétricos, mas as taxas parecem estar fora do padrão do imposto que é cobrado aos veículos movidos a combustível. De acordo com um levantamento do grupo Plug In America publicado em agosto de 2020, a média nacional de impostos anuais sobre combustíveis para automóveis leves é de US$ 73. Além disso, 20 estados já têm taxas de registro para os carros movidos a bateria que vão de US$ 20 até US$ 500. Segundo levantamento da consultoria automotiva Jato Dynamics, o Tesla Model 3 foi o carro elétrico mais vendido nos EUA em 2019Ulisses Cavalcante/Quatro RodasIsso significa que, em alguns locais, os proprietários de veículos elétricos pagariam mais impostos do que aqueles que são donos de automóveis movidos a combustíveis fósseis. Neste caso, a cobrança vai contra a política de incentivo a utilização de carros sem emissão de gases poluentes. As estimativas apontam que, em 2026, o faturamento com as novas taxas pode chegar a mais de US$ 100.000.000. Caso o projeto seja aceito, ele passará a valer a partir do primeiro dia de setembro deste ano. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro Rodas Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasA R$ 389.950, Volvo XC40 quer se tornar o elétrico mais vendido do Brasil NotíciasNotíciasRange Rover Evoque voltará a ser montado no Brasil com nova versão flex NotíciasNotíciasFlagrado, novo Jeep Grand Commander chinês adianta o SUV inédito no Brasil NotíciasNotíciasMcLaren 720S ganha pintura especial nas cores icônicas da Gulf Oil Continua após a publicidade View the full article
  4. Today
  5. Nova geração começa a ser fabricada no último trimestre deste ano em Itatiaia, no Rio de Janeiro Linha 2021 conta com as cores Cinza Nolita, Azul Portofino, Bronze Lantau, Cinza Carpathian e Prata Silicon A Jaguar Land Rover divulgou em comunicado à imprensa que voltará a produzir o Range Rover Evoque no país. A nova geração começa a ser fabricada no último trimestre deste ano na unidade fabril de Itatiaia, no Rio de Janeiro. Com isso, deixará de ser importada de Halewood, na Inglaterra. “Esse será mais um grande passo da Jaguar Land Rover para se firmar ainda mais no Brasil. O Evoque é um dos nossos modelos mais vendidos no país e sua essência representa, mais do que nunca, o que a marca quer traduzir ao seu público e o que queremos buscar com a nova estratégia global: uma visão de luxo moderno através do design, da qualidade e da eficiência”, comenta Frédéric Drouin, Presidente da Jaguar Land Rover América Latina e Caribe. Complexo industrial passou por modernização Lançado há 9 anos, o crossover dividirá espaço na linha de produção com o Discovery Sport. Para que isso acontecesse, o complexo industrial passou por modernização para que o modelo “brasileiro” recebesse o mesmo grau de tecnologia, luxo e conforto da versão importada. Ao tomar esta medida, a empresa passa a contar com mais de 400 funcionários na fábrica carioca. Utilitário esportivo também passa a contar com nova câmera 360º Nova geração A linha 2021 do Range Rover Evoque conta com as cores Cinza Nolita, Azul Portofino, Bronze Lantau, Cinza Carpathian e Prata Silicon, em que as duas últimas são metálicas premium. Por dentro, o carro recebeu volante revestido em couro, novos botões de interação com painel de instrumentos digital e controle de cruzeiro. Além disso, passa a contar com novas aletas de troca de marcha, que são em alumínio, os bancos ganharam novas opções de revestimento como o couro Windsor e central multimídia com o sistema de infoentretenimento PIVI PRO. O utilitário esportivo também passa a contar com nova câmera 360º, função Capô Transparente, sensor de profundidade, entre outros importantes equipamentos. SUV dividirá espaço na linha de produção com o Discovery Sport A motorização é Ingenium 2.0 Flex, que entrega 250 cv e 300 cv na versão mais potente, além de contar com um sistema híbrido leve. A transmissão é automática de nove velocidades. Acompanhe as últimas notícias do mercado automotivo no site da revista AutoMOTIVO, na nova edição de maio, nas redes sociais e também no canal do Youtube da TV AutoMOTIVO. Matéria Range Rover Evoque voltará a ser produzido no Brasil publicada no Portal Revista AutoMOTIVO. View the full article
  6. Troca do modulo de ABS no Fit GD. #spportcarbrautomotive #scbrautomotive #hondafit #fitgd #freioabs View the full article
  7. Mais uma TarampsTV! https://www.taramps.com.br/ Clique no link para se INSCREVER! ►►► http://bit.ly/SeInscrevaCanalTaramps Se gostou, não esqueça de clicar em GOSTEI! E não deixe de COMPARTILHAR este vídeo! Contato Suporte Técnico: Suporte Linha de Áudio: 18 3266 4050 WhatsApp: 18 99748 7039 E-mail: suportetecnico@taramps.com.br NOSSAS REDES SOCIAIS: FACEBOOK - https://www.facebook.com/TarampsOficial/ INSTAGRAM - https://www.instagram.com/tarampsgroup/ #TarampsOfficial #Taramps #SomAutomotivo View the full article
  8. <span class="hidden">–</span>Divulgação/VolvoA Volvo já havia revelado que escolheu o Brasil para ser um de seus primeiros mercados a abolir a comercialização de modelos dotados apenas de motor a combustão, focando nos eletrificados. Um novo passo neste sentido foi dado hoje (18/05), com o anúncio da pré-venda do XC40 Recharge Pure Electric – o primeiro carro elétrico da sueca no Brasil. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. As primeiras 300 unidades do XC40 elétrico terão preço inicial de R$ 389.950 – R$ 103.000 a mais que a versão topo de linha do XC40 híbrido. Considerando as marcas de luxo, é o SUV elétrico mais barato do Brasil. A Volvo acredita numa tendência que levará os proprietários dos XC40 híbridos a migrar para a versão elétrica. Desta forma, o XC40 seria o elétrico de maior volume de vendas no Brasil. <span class="hidden">–</span>Divulgação/Volvo“Já temos mais de 60% de nossa gama de veículos híbridos nos países latino-americanos e a chegada do XC40 Recharge Pure Electric no segundo semestre vai impulsionar ainda mais nossas metas de eletrificação”, destaca Luis Rezende, presidente da Volvo Car Brasil e Head of Latin America Hub. Dentre todos os países que comercializam Volvo no mundo, o Brasil, juntamente com a Noruega, são os primeiros a abolirem os veículos à combustão de seu portfólio. “Esse é um momento histórico. Somos a primeira marca do Brasil a tirarmos de nossa gama todos os modelos à combustão. Agora nossa linha é 100% eletrificada, com todos os modelos com, ao menos, um motor elétrico”, afirma João Oliveira, diretor geral de operações e inovação da Volvo Car Brasil. Conforme antecipado por QUATRO RODAS, o Volvo XC40 Recharge Pure (elétrico) será o primeiro carro da marca que poderá ser comprado de forma totalmente online. No acumulado de vendas do ano, reunindo todas as marcas presentes no Brasil, a Volvo detém 40% das vendas entre os modelos eletrificados vendidos no País. “Se pegarmos somente os modelos híbridos plug-in, aqueles que podem ser carregados na tomada e abastecidos no posto de combustível, 7 a cada 10 carros comercializados no Brasil é um Volvo”, destaca João. XC40 elétrico sem rivais O XC40 elétrico chega sem um concorrente direto em tamanho e preço. É possível considerar que trata-se de um SUV elétrico de entrada. Afinal Audi e-tron, Jaguar I-Pace e Mercedes-Benz EQC eram os únicos SUVs elétricos de luxo vendidos no Brasil, mas estão em um patamar acima tanto em preço quanto em tamanho. <span class="hidden">–</span>Divulgação/VolvoO primeiro modelo elétrico da marca tem 413 cv de potência e 67,3 kgfm de torque entregue de forma instantânea. E leva 4,9 segundos para sair da imobilidade e chegar a 100 km/h, de acordo com a fabricante. Número de esportivo como o Ford Mustang. Sua autonomia é de 418 km – um dos maiores alcances entre os modelos elétricos a venda por aqui. Continua após a publicidade Mas, o XC40 elétrico será marcante mesmo pela tecnologia embarcada. A central multimídia receberá pela primeira vez o sistema operacional Android Automotive OS, que terá o Google Maps instalado capaz de fornecer mapas atualizados e dados de tráfego em tempo real, além de informar a estação de carregamento mais próxima. <span class="hidden">–</span>Divulgação/VolvoA central será equipada também com o Google Assistant, um sistema avançado de comando de voz. Será possível controlar a temperatura do ar-condicionado, definir um destino, tocar músicas no Spotify e também enviar mensagens. O elétrico também se prepara pra ser um modelo autônomo graças a introdução da plataforma Advanced Driver Assistance Systems (ADAS) – um conjunto de radares, câmeras e sensores ultrassonicos. O software poderá receber melhorias para tornar o XC40 cada vez mais independente. Infraestrutura A marca lançou seu primeiro modelo híbrido no Brasil em 2018, com o XC90 Plug-in Hybrid. E a experiência com modelos recarregáveis trouxe um conhecimento de como montar uma infraestrutura para recarga de modelos eletrificados. E por isso a marca decidiu compartilhar esse conhecimento por meio de uma plataforma com foco em síndicos profissionais, gestoras de condomínio e incorporadoras para a instalação de 300 carregadores em edifícios de escritórios corporativos e residenciais com subsídio de instalação. <span class="hidden">–</span>Divulgação/Volvo“Vemos que muitos prédios residenciais e comerciais têm dúvidas e dificuldades para instalar carregadores para carros híbridos e elétricos. Nosso know-how em instalações públicas nos permitirá dar essa consultoria e realizar as instalações em praticamente todos os lugares, garantindo qualidade, eficácia e proporcionando mais pontos de recarga nos locais que as pessoas mais precisam”, afirma Rafael Ugo, diretor de marketing Latam Hub para Volvo Car Brasil. Relacionadas NotíciasComo a Volvo quer revolucionar a forma de vender carros no Brasil10 mar 2021 - 12h03 NotíciasVolvo XC60 2022 tem visual atualizado e já vem com Android instalado9 mar 2021 - 18h03 NotíciasVolvo terá só carros elétricos a partir de 2030 e começa pelo SUV cupê C402 mar 2021 - 15h03 Na primeira fase, a marca pretende atingir cerca de 60 empreendimentos em todo o Brasil, instando, em média, cinco carregadores em cada um. A previsão é que a plataforma esteja funcionando a partir de julho. <span class="hidden">–</span>Divulgação/Quatro RodasOutro anúncio importante é que até o fim deste ano, serão mais de 1.000 eletropostos gratuitos instalados em todo o Brasil. Os pontos estão interligados ao Waze e Google Maps e podem ser utilizados por veículos de qualquer marca e modelo. A marca também disponibiliza em todas as concessionárias o Volvo Wallbox, uma estação de carregamento domiciliar que pode ser adquirida por qualquer pessoa e instalada facilmente em residências ou comércios. Conscientização Como forma de proporcionar a todos uma exeperiência com um modelo elétrico a Volvo desde o ano passado empresta os seus veículos sustentáveis de forma gratuita a qualquer pessoa que tenha uma CNH válida. Para agendar uma data e passar quatro dias a bordo de um modelo híbrido da Volvo, basta acessar: volvolovers.com.br Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasRange Rover Evoque voltará a ser montado no Brasil com nova versão flex NotíciasNotíciasFlagrado, novo Jeep Grand Commander chinês adianta o SUV inédito no Brasil NotíciasNotíciasMcLaren 720S ganha pintura especial nas cores icônicas da Gulf Oil NotíciasNotíciasModelos raríssimos da Mini são destruídos em suposta pegadinha do TikTok Continua após a publicidade View the full article
  9. <span class="hidden">–</span>Divulgação/Land RoverDepois de iniciar a restauração de seus modelos mais antigos na fábrica de Itatiaia (RJ), a Land Rover anunciou que voltará a montar o Range Rover Evoque na unidade a partir do último trimestre deste ano. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. O SUV de luxo foi montado na unidade entre novembro de 2015 e o início de 2019, quando ganhou uma nova geração. E é justamente essa nova geração que será nacionalizada. A demora na nacionalização do novo Evoque tem motivo. Ela usa uma nova plataforma, diferente daquela usada pelo Discovery Sport – que usa a base do velho Evoque –, o que demandou modernização e adaptação da fábrica. <span class="hidden">–</span>Divulgação/Land RoverA Land Rover também adiantou que o novo Range Rover Evoque nacional “passará a oferecer duas versões com motor flex turbo de alto desempenho”. Seria um alento para o SUV, que na linha 2021 perdeu a versão R-Dynamic HSE com motor 2.0 turbo de 300 cv e sistema híbrido leve de 48V. Relacionadas NotíciasLand Rover passa a restaurar carros antigos em sua fábrica no Brasil11 Maio 2021 - 11h05 NotíciasExclusivo: Land Rover Defender 90 será lançado em breve no Brasil19 mar 2021 - 18h03 NotíciasJaguar Land Rover perde 100.000 vendas anuais por fama de problemática4 mar 2021 - 18h03 Restou o Evoque R-Dynamic SE com o 2.0 Ingenium turboflex de 250 cv, por cerca de R$ 373.000. O preço não deve mudar com a nacionalização. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasFlagrado, novo Jeep Grand Commander chinês adianta o SUV inédito no Brasil NotíciasNotíciasMcLaren 720S ganha pintura especial nas cores icônicas da Gulf Oil NotíciasNotíciasModelos raríssimos da Mini são destruídos em suposta pegadinha do TikTok NotíciasNotíciasToyota Corolla Cross tem primeiro aumento e preços passam dos R$ 190.000 Continua após a publicidade View the full article
  10. Produto é de fácil instalação e conta com chip de frequência Produto conta com um cabo RCA de 6 metros com alimentação extra A Tech One destaca para o mercado automotivo de acessórios a câmera de Ré Borboleta Wide da marca Code, que é de fácil instalação. O produto conta com um cabo RCA de 6 metros com alimentação extra, sistema PAL/NTSC, ângulo de 110°, resolução de 420TVL, iluminação mínima de 0.2Lux e voltagem de 12V DC. Além disso, é resistente à água (classificação Ip67) e de fácil instalação, uma vez que acompanha kit de instalação. ⠀ TECHONE, entrevista com o Diretor Rodrigo Cabral. Conheça os Segredos da marca. Veja o vídeo! O equipamento ainda tem um chip de frequência, que permite maior nitidez da imagem. O acessório ainda conta com proteção contra interferência magnética, mantendo a imagem o mais estável possível. Estes e outros produtos da marca CODE você conhece nas redes sociais e no site da marca. Webinar ENAN 2021: TechOne – portifólio e novos produtos das marcas Svart, Code. Veja o vídeo! Veja também a lista de acessórios completa da marca e acompanhe todas as novidades em som e acessórios nos canais da revista AutoMOTIVO, nas redes sociais e na TV AutoMOTIVO no YouTube. Acompanhe as últimas notícias do mercado automotivo no site da revista AutoMOTIVO, na nova edição de maio, nas redes sociais e também no canal do Youtube da TV AutoMOTIVO. Matéria Tech One destaca câmera de Ré Borboleta Wide da linha Code publicada no Portal Revista AutoMOTIVO. View the full article
  11. Bom dia Pessoal! Possuo um Renault Fluence 2014 que já tem alguns equipamentos instalados, atualmente o set esta composto por: HU original Amplificador Hertz HCP4 Coaxias Focal 100 AC nas portas dianteiras ligados nos canais dianteiros da HCP4 (( 4 polegadas ) as portas estão sem tratamento acústico porém o espaço para acessar a maquina de vidro e bem pequeno e esta vedado com uma folha de isopor semelhante a aquelas de piso laminado e a lata e relativamente espessa que não chega a vibrar com esse mid)) Coaxias originais nas portas traseira ligados na saída do player Subwoofer JL Audio 10w0v2 em caixa dutada conforme manual ligado na Bridge da HCP4 Gosto bastante do som no quesito qualidade a e alguns pontos me agradam nos coaxias da Focal: os instrumentos de corda e de percussão como a bateria soam de maneira natural e são muito agradáveis de ouvir, os vocais tanto femininos quanto masculino são muito legais e também, outro ponto que gosto bastante são os detalhes musicais nas frequências média alta. Mas como nem tudo são mar de rosas sinto falta de um pouco de pegada (SPL) na faixa em que os coaxiais atuam ( de 80hz em diante cortados pelo modulo da Hertz ) principalmente quando escuto musicas como eletrônica e hip hop por exemplo ( sou extremamente eclético e escuto de tudo no som (de tudo mesmo), saindo das gravações acústicas e jazz por exemplo, passando pelo pagode, rock até chegar no hip hop e eletrônico ). Gostaria de uma orientação dos colegas que são mais experientes para substituir os coaxias dianteiros da Focal por um kit duas vias aonde eu consiga manter os mesmos pontos positivos que me agradam e que eu consiga ao mesmo tempo dar uma apimentada na pegada do som para ganhar mais volume! Ainda não tenho nenhum kit em mente mas eles tem que atender alguns requisitos: - Ficarão instalados nos locais originais do Fluence (Mid nas portas dianteiras, ficam no meio da porta tem uma posição bem legal e tweeter em cima do painel). - Continuarão sendo alimentados pelos canais dianteiros da Hertz HCP4 - O valor do kit não pode superar R$ 1400,00 Acho que é basicamente isto fico no aguardo das sugestões dos amigos!
  12. Dianteira do Jeep Grand Commander chinês é bem semelhante ao que estamos vendo aos poucos no BrasilDivulgação/InternetPara lançar a versão de sete lugares do novo Compass, a Jeep optou por importar da China o nome Grand Commander. Isso não quer dizer, entretanto, que o xará do Oriente está morto. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. Lançado em 2018, o modelo da China está prestes de ganhar uma reestilização e, pelas fotos vazadas, deve aproveitar muito da estética desenvolvida ao inédito SUV brasileiro. O flagra ocorreu durante o processo de homologação junto ao governo chinês, e confirma muito do que vem sendo notado nas diversas unidades do projeto 598, desenvolvido entre Goiana, Pernambuco, e Betim, Minas Gerais. DRLs ficam na porção inferior do farol e também deverão atuar como setas progressivasReprodução/InternetEm termos de dimensões, o modelo chinês mede 4,9 m de comprimento, 1,9 m de largura e 1,7 m de altura, com diferenças milimétricas entre o modelo 2.0 turbo e a versão híbrida plug-in. O SUV chega aos 265 cv com seu motor diesel, ao passo que a variante híbrida atinge 229 cv. Continua após a publicidade É importante ressaltar que o Grand Commander chinês não utiliza a plataforma Small Wide do Jeep Compass, mas a Compact Wide também aplicada à Chrysler Pacifica e Jeep Cherokee, por exemplo. Commander original provém do carro-conceito Yuntu, revelado no Salão de Pequim de 2018, sendo comercializado em versões a combustão e híbridas, com sete ou cinco lugares. A Jeep já previa o facelift de meia-vida, mas as baixas vendas podem ter adiantado o processo, previsto para 2022. Como as mudanças são apenas estéticas, mantém-se a carroceria de sempre, mas há novidades externas visíveis. A principal delas é na traseira, onde as lanternas foram modificadas e uma régua com o nome do carro escrito conecta as peças luminosas. O conjunto é bem semelhante ao visto no Brasil, onde o espaço para a régua vem sendo escondido. As luzes de freio também seguem a tendência geométrica aplicada nos protótipos mais recentes, com linhas vermelhas na porção inferior e geometria traçada acima. Apesar do nome em mandarim, há grafia ocidental na régua que conecta as lanternas. Escapes elevados também chamam atençãoReprodução/InternetNa dianteira, o destaque fica por conta da grade: praticamente idêntica à apresentada pela Jeep do Brasil e vista nos camuflados que rodam pelo país, há peças paramétricas bem semelhantes às do luxuoso Jeep Grand Wagoneer. Os faróis mais retos também se aproximam do que veremos nas ruas brasileiras e o novo para-choques tem nichos dos faróis de neblina com DRLs horizontais. Previsto para o segundo semestre de 2021, o Jeep Grand Commander brasileiro virá equipado com o mesmo 1.3 turboflex do Compass 2022, tal como uma variante aprimorada do motor diesel do SUV médio que promete romper os 200 cv de potência e 40 kgfm de torque. Por mais que se tratem de carros diferentes, os Grand Commander brasileiro e chinês tendem a ampliar a sinergia desejada pela Stellantis, em busca de otimizar processos e reduzir custos. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro Rodas Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasMcLaren 720S ganha pintura especial nas cores icônicas da Gulf Oil NotíciasNotíciasModelos raríssimos da Mini são destruídos em suposta pegadinha do TikTok NotíciasNotíciasToyota Corolla Cross tem primeiro aumento e preços passam dos R$ 190.000 NotíciasNotíciasRenault Argentina insiste que picape Alaskan seja vendida no Brasil Continua após a publicidade View the full article
  13. Crossover terá 300 unidades disponíveis em primeiro lote Motor tem potência de 408 cv Volvo divulgou em live realizada para imprensa automotiva o começo da pré-venda do XC40 Recharge Pure Electric no Brasil. O SUV terá preço especial de R$ 389.950 e 300 unidades disponíveis para compra neste momento, que serão entregues a partir de setembro. A novidade ainda tem 3 anos de garantia, 3 anos com revisões custeadas pela marca e 3 anos de Volvo on Call e 8 anos de garantia para as baterias do veículo. Quem comprá-lo agora também ganhará o Wallbox com instalação do carregar feito de graça pela empresa. O lançamento do XC40 Recharge Pure Electric faz parte desta meta ousada da Volvo para comercializar apenas carros elétricos até 2030. De 0 a 100 km/h é feito em apenas 4,9 segundos O XC40 tem motor denominado P8, que entrega 408 cv com tração integral. A velocidade máxima é de 180 km/h e o de 0 a 100 km/h é feito em apenas 4,9 segundos. A autonomia é de aproximadamente 400 quilômetros. O crossover, que é baseado no XC40 “normal”, tem design sóbrio e elegante como é de característica da marca. A diferença por fora está na grade dianteira, que na versão eletrificada não há, uma vez que não é necessário refrigerar o motor como a variante convencional. Por dentro, terá painel de instrumento digital e central multimídia desenvolvida em parceria com a Google. Com isso, o SUV terá nativo o sistema Android Automotive OS, que permite utilizar aplicativos como Google Maps, Google Play Store, Google Assistente, entre outros. Velocidade máxima é de 180 km/h Outras informações divulgadas A Volvo também aproveitou a apresentação para revelar que as versões Inscription e Momentum, do XC40, passam a contar com o motor T5 Plug-in Hybrid, que entrega 262 cv e tem torque de 43,6 kgfm, além de ter cerca de 50 quilômetros de autonomia utilizando apenas o propulsor elétrico. Central multimídia foi desenvolvida em parceria com a Google A montadora informou que o C40 deve chegar ao Brasil em breve, mas ainda não precisou uma data. Além disso, divulgaram que uma versão compacta pode surgir com o nome de XC30. Carro tem autonomia de 400 quilômetros Também foi divulgado as metas para os eletropostos, que devem fechar este ano com 1 mil unidades pelo país, além de falar sobre a iniciativa Volvo Lovers, que permite “alugar” de graça um veículo elétrico da marca por quatro dias. Acompanhe as últimas notícias do mercado automotivo no site da revista AutoMOTIVO, na nova edição de maio, nas redes sociais e também no canal do Youtube da TV AutoMOTIVO. Matéria Volvo XC40 Recharge Pure Electric começa ser oferecido em pré-venda por R$ 389 mil publicada no Portal Revista AutoMOTIVO. View the full article
  14. FULLPOWER - Assim como o Polo, o Volkswagen Virtus passará em breve por sua primeira reestilização, mas, ao contrário do hatch, o sedã terá um visual exclusivo. ... Bomba! Novo Volkswagen Virtus 2023 terá cara de Nivus View the full article
  15. A nossa Linha Sensation oferece muita qualidade por um preço mais acessível! ⠀ Saiba tudo sobre ela acessando o nosso site: www.audiophonic.net/sensation ⠀ Faça sua pesquisa agora no Mercado Livre encontre o melhor preço! ⠀ ÁUDIO DE ALTA DEFINIÇÃO: SINTA ESTA EMOÇÃO! ⠀ 🥇1º LUGAR NA MTM BRASIL www.audiophonic.net ⠀ #sensation #club #som #carro #somautomotivo #brasil #carros #carrosbaixos #BAS #sound #music #top #jobs #work #negocios #b2b #business #distribuição #somtop #sotocatop #tocamuito View the full article
  16. Versão topo de linha custará R$ 184.490 Corolla Cross XRV Hybrid Flex é vendido por R$ 183.590 em SP A Toyota reajustou pela primeira vez os preços do Corolla Cross, lançado em março deste ano. O utilitário esportivo será negociado a partir de R$ 143.490 na versão XR 2.0L Flex e na variante topo de linha XRX Hybrid Flex custará R$ 184.490. Já para o estado de São Paulo, o preço inicial será de R$ 148.590 e o mais caro custará R$ 191.190 por conta do ICMS majorado. Veja os novos valores. Para os outros 25 estados da federação e mais o Distrito Federal, o Corolla Cross XRE 2.0L Flex poderá ser comprado por R$ 153.690 e a variante Corolla Cross XRV Hybrid Flex sairá por R$ 177.290. Já os paulistas pagarão na versão Corolla Cross XRE 2.0L Flex o valor de R$ 159.190 e de R$ 183.590 na variante Corolla Cross XRV Hybrid Flex por conta do ICMS elevado. Crossover tem central multimídia Toyota Play com tela sensível ao toque de 8” O SUV vem equipado com motor 2.0L Dynamic Force flex de 177 cv com etanol e de 169 cv com gasolina. A transmissão de todas as versões é a Direct Shift de dez velocidades. As versões híbridas flex combinam três modelos, dois elétricos e um a combustão. Com isso, o 1.8L VVT-i 16V de ciclo Atkinson flex, entrega 101 cv de potência com etanol, e 98 cv com gasolina. Os dois motores elétricos somam 72 cv e 16,6 kgf.m de torque. SUV tem 2,64m de entre-eixos Os novos valores o colocam num patamar superior ao do novo Jeep Compass, que tem preço inicial de R$ 139.990 e, também, próximo ao do novo Volkswagen Taos, que tem preço estimado em R$ 150 mil. Versões e preços Brasil Corolla Cross XR 2.0L Flex – R$ 143.490 Corolla Cross XRE 2.0L Flex – R$ 153.690 Corolla Cross XRV Hybrid Flex – R$ 177.290 Corolla Cross XRX Hybrid Flex – R$ 184.490 Versões e preços São Paulo Corolla Cross XR 2.0L Flex – R$ 148.590 Corolla Cross XRE 2.0L Flex – R$ 159.190 Corolla Cross XRV Hybrid Flex – R$ 183.590 Corolla Cross XRX Hybrid Flex – R$ 191.190 Acompanhe as últimas notícias do mercado automotivo no site da revista AutoMOTIVO, na nova edição de maio, nas redes sociais e também no canal do Youtube da TV AutoMOTIVO. Matéria Toyota Corolla Cross tem preços reajustados logo após lançamento publicada no Portal Revista AutoMOTIVO. View the full article
  17. O modelo 720S foi o escolhido para ganhar cores da parceria entre a Gulf Oil e a McLarenDivulgação/McLarenApós se tornarem parceiras novamente no ano passado, McLaren e Gulf Oil estão celebrando sua reaproximação de um jeito diferente. A fabricante britânica revelou uma nova pintura para o modelo de luxo 720S baseada na paleta de cores clássica da empresa petrolífera norte-americana. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. A McLaren, junto à Gulf, já havia lançado uma edição especial do Elva com as cores características da empresa de combustível, mas agora quem ganha a nova roupagem azul e laranja é o modelo 720S, um modelo com produção em escala maior. O projeto foi realizado pela divisão de operações especiais da McLaren e a pintura levou 20 dias para ficar pronta. Afinal, foi feita a mão por artistas. Além do visual externo exótico, o veículo tem o logo da Gulf nos estofados, pinças de freio laranjas e uma faixa no volante. O novo design inclui o logo da Gulf Oil nos bancos e detalhes em laranja no interiorDivulgação/McLarenA parceria não para por aí. Os dois carros da McLaren que integram o grid da Fórmula 1 também estão com pintura nova. Os modelos MCL35M, pilotados pelo britânico Lando Norris e pelo australiano Daniel Ricciardo, também entrarão na pista com a pintura da Gulf no GP de Mônaco, no próximo domingo (23). Norris (direita) e Ricciardo (esquerda) elogiaram a nova pintura dos carros da escuderia.Divulgação/McLarenOs carros terão uma pintura com os tons azul e laranja da Gulf Oil, mas serão totalmente foscos. Além disso, o macacão dos pilotos assim como seus capacetes serão personalizados com um design retrô. O vídeo abaixo mostra a revelação da nova pintura. Continua após a publicidade Lando Norris, um dos pilotos da escuderia, afirmou que os carros irão se destacar pelas ruas de Mônaco. “Acho que todos podem concordar que será o carro mais bonito do grid”, disse. Ricciardo também se mostrou empolgado com as novas cores. “ Claro, eu adoro isso. É legal”, afirmou. O CEO da McLaren Racing e chefe de equipe da escuderia na Fórmula 1, Zak Brown, falou que os fãs motivaram a mudança, mas que ela será pontual. “Neste ponto, pretendemos apenas tê-la em Mônaco. Eu acho que se você vai ter uma pintura especial, você a mantém especial. É algo, como todos sabem, que não é feito com frequência na Fórmula 1”, explicou. De acordo com o CEO da escuderia, Zak Brown, a pintura comemorativa deve estar presente apenas no GP de MônacoDivulgação/McLarenVale lembrar que a empresa britânica voltou a firmar parceria com a Gulf Oil em 2020 após tentar um novo acordo com a Petrobras, sem sucesso. Com isso, o logo da petrolífera voltou aos macacões e aos carros de F1, mas de maneira tímida. Com o novo contrato, as empresas reeditam sua famosa parceria que durou do final dos anos 60 até o meio da década de 70 na Fórmula 1, e na década de 90 com o F1 GTR. mclaren-720s-gulf-livery-10 DivulgaçãoMcLarenmclaren-720s 4 DivulgaçãoMcLarenmclaren-720s 2 DivulgaçãoMcLarenmclaren-720s gulf DivulgaçãoMcLarenO 720S alcança os 100 km/h em apenas 2.9 segundos e pode chegar a 341 km/h. Seu motor é um V8 4.0 biturbo com 720 cv e 78.5 kgmf. Ainda não há notícia de quantos clientes terão a oportunidade de ter o carro customizado com as cores da Gulf Oil. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro Rodas Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasModelos raríssimos da Mini são destruídos em suposta pegadinha do TikTok NotíciasNotíciasToyota Corolla Cross tem primeiro aumento e preços passam dos R$ 190.000 NotíciasNotíciasRenault Argentina insiste que picape Alaskan seja vendida no Brasil NotíciasNotíciasRisco de incêndio: Kia pede donos que estacionem carros em locais abertos Continua após a publicidade View the full article
  18. Mini Sky 1989 foi passado de avô para netas mas não resistiu à ação de vândalos na InglaterraReprodução/SWNSNa maioria das pegadinhas da internet, as vítimas riem ao descobrirem a brincadeira, totalizando apenas alguns instantes de estresse. O que aconteceu semana passada na Inglaterra, entretanto, não tem a menor graça e tende a ser irreversível. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. Seja por vandalismo ou simples ‘trollagem’, como suspeita a proprietária, quatro carros da Mini — incluindo três unidades raríssimas — foram destruídos durante a noite, causando prejuízo histórico, financeiro e sentimental a uma família que cuida dos carrinhos há décadas. O incidente ocorreu na cidade de Northampton, onde Anja Elise McCormick preserva suas edições limitadas da marca junto aos parentes. Pouco após descobrir o ataque, a jovem de 27 anos foi às redes detalhar o prejuízo, na ordem das centenas de milhares de reais. https://quatrorodas.abril.com.br/wp-content/uploads/2021/05/10000000_4088443111207861_2838776686642080185_n.mp4 Sem razões aparentes, os carros foram alvos de pedradas, pichações e tacos de madeira com pregos nas pontas. Detalhes como faróis e tetos foram especialmente atacados, arrasando itens de tiragem limitada no que Anja suspeita ser uma ação de engraçadinhos do TikTok. Continua após a publicidade Teto em rosa pastel do Mini Rose foi perfurado, destruindo o estofamento internoReprodução/SWNSEntre os carros vandalizados, há um Mini Sky de 1989, baseado no Mini City e lançado em comemoração aos 30 anos da montadora. Ao todo apenas 500 unidades foram vendidas, trazendo exclusiva combinação de carroceria branca e teto azul. O modelo havia sido dado de presente pelo avô de McCormick às netas antes de seu falecimento. Uma década após o Duran Duran, Mini também lançou seu “Rio”. Ao invés de guitarras e teclados, a música vinha do motor 1.3Oxyman/Domínio PúblicoMesmo destino teve o Mini Rose com a bandeira do Reino Unido no teto, em posse da família e também datado de 1989, quando a montadora lançou séries limitadas do City 1.0 com pinturas únicas. Os modelos de duas portas vinham com transmissão manual de quatro marchas, 42 cv de potência, velocidade máxima de 129 km/h e, atualmente, são disputados por colecionadores ao redor do mundo. Mini Sky foi lançado em par com o Mini Rose, trocando o teto em rosa pastel pelo azul pastelZack's Motor Photos/ReproduçãoTambém houve danos a um Cooper sem data especificada e um dos 750 carros da série especial Rio, feita em 1993 com base no Mini Sprite. O Mini Rio é notável pela decoração vibrante e pioneirismo em recursos que fazem sucesso em meio a entusiastas, tais como abertura interna do capô. Pigmentos raros foram danificados pela tinta em sprayReprodução/FacebookEm busca de respostas, Anja McCormick anunciou 1.000 libras como recompensa a quem tivesse pistas sobre os autores do ataque. Mais do que isso, porém, o relato gerou comoção da comunidade automotiva global, que tanto vem se mobilizando em busca dos responsáveis quanto também ofereceu ajuda para reconstruir um pedaço da história automotiva global. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. Mais lidas Auto-serviçoAuto-serviçoÉ necessário aguardar o turbo parar de girar antes de desligar o motor? Auto-serviçoAuto-serviçoPorque os novos motores 1.3 de Fiat e Jeep têm quatro e não três cilindros NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasMcLaren 720S ganha pintura especial nas cores icônicas da Gulf Oil NotíciasNotíciasToyota Corolla Cross tem primeiro aumento e preços passam dos R$ 190.000 NotíciasNotíciasRenault Argentina insiste que picape Alaskan seja vendida no Brasil NotíciasNotíciasRisco de incêndio: Kia pede donos que estacionem carros em locais abertos Continua após a publicidade View the full article
  19. The car audio industry may benefit from an improved audio service just announced by Apple. Apple announced Monday that Apple Music subscribers will get an upgrade to ‘CD quality or better’ audio streaming starting in June at no extra charge. The upgrade to lossless audio will be free to all subscribers and the company plans […] The post Apple’s HiFi Audio Announcement and You appeared first on ceoutlook.com. View the full article
  20. Yesterday
  21. O Toyota Corolla Cross, lançado em maio no Brasil, é um dos modelos que sofreu reajusteFernando Pires/Quatro RodasLançado no início de março, o Toyota Corolla Cross passou por seu primeiro aumento de preços no Brasil. O reajuste vale para todas as versões e chegam aos R$ 4.700. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. No cenário nacional, quem sofreu o maior aumento no preço foi o Corolla Cross XRX 1.8 Hybrid, que custava R$ 179.990 no seu lançamento e subiu para R$ 184.490, R$ 4.500 mais caro. O modelo que sofreu o menor reajuste no cenário nacional foi o Corolla Cross XR 2.0, que viu o preço subir R$ 3.500. Preços do Toyota Corolla Cross (Brasil): MODELO PREÇO ANTIGO NOVO PREÇO Toyota Corolla Cross 2.0 XR R$ 139.990 R$ 143.490 Toyota Corolla Cross 2.0 XRE R$ 149.990 R$ 153.690 Toyota Corolla Cross XRV 1.8 Hybrid R$ 172.990 R$ 177.290 Toyota Corolla Cross XRX 1.8 Hybrid R$ 179.990 R$ 184.490 O Toyota Corolla Cross 2.0 XRE sofreu um aumento de R$ 200 em SP. Nos demais estados, o reajuste foi de R$ 3.700Fernando Pires/Quatro RodasPara o estado de São Paulo, a mudança nos valores segue o mesmo padrão. O Toyota Corolla Cross XRX 1.8 Hybrid foi o modelo que teve o maior aumento em São Paulo, R$ 4.700. Confira a tabela abaixo: Para o estado de São Paulo: MODELO PREÇO ANTIGO NOVO PREÇO Toyota Corolla Cross 2.0 XR R$ 144.990 R$ 148.590 Toyota Corolla Cross 2.0 XRE R$ 155.390 R$ 159.190 Toyota Corolla Cross XRV 1.8 Hybrid R$ 179.190 R$ 183.590 Toyota Corolla Cross XRX 1.8 Hybrid R$ 186.490 R$ 191.990 Os novos valores levam em conta o veículo com pintura sólida, à vista e com frete incluso. As pinturas metálicas e perolizadas estão disponíveis com um custo adicional. Continua após a publicidade Versões e equipamentos do Toyota Corolla Cross: Corolla Cross XR 2.0 – sete airbags, câmera de ré com projeção na central multimídia (só as versões XRE, XRV e XRX têm guias dinâmicas), controle de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampa, sensor de estacionamento traseiro, faróis com acendimento automático e ajuste de altura elétrico, faróis de neblina dianteiros em LED, luz de frenagem emergencial automática, alarme volumétrico e sistema universal ISOFIX para fixação de cadeirinhas no banco traseiro com ancoragem de três pontos. Corolla Cross XRE 2.0 – soma sensor de chuva, banco de material sintético, borboletas para trocas sequenciais, banco traseiro com apoio de braço e piloto automático. <span class="hidden">–</span>Fernando Pires/Quatro RodasCorolla Cross XRV Hybrid – sensor de chuva, alerta de ponto cego, sensor de estacionamento dianteiro, alerta de tráfego traseiro e Toyota Safety Sense (TSS), com sistema pré-colisão frontal, piloto automático adaptativo, assistente de permanência em faixa e faróis altos automáticos. Corolla Cross XRX Hybrid – soma ar-condicionado de duas zonas, interior em couro bege, teto solar, quadro de instrumentos digital, banco do motorista com ajuste elétrico e iluminação interna ambiente. Fotos do Toyota Corolla Cross 2022 Corolla Cross XRX Hybrid Toyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (5) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (59) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (62) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (57) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (61) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (3) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (60) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (58) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (1) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (2) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (4) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (8) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (64) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (6) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (9) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (7) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (12) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (13) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (10) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (14) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (16) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (11) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (17) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (15) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (20) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (56) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (57) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (19) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (18) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (58) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (60) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (64) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (26) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (61) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (59) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (62) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (30) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (23) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (25) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (34) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (38) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (40) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (27) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (33) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (36) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (24) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (35) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (37) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (39) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (42) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (48) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (44) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (52) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (43) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (49) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (53) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (50) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (46) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (51) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (45) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (54) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (55) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRX Hybrid flex 2022 (47) Fernando PiresQuatro RodasCorolla Cross XRE 2.0 Toyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (5) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (10) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (7) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (6) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (8) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (3) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (2) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (4) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (9) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (16) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (12) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (14) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (11) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (15) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (13) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (18) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (19) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (20) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (17) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (21) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (24) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (22) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (26) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (30) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (27) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (25) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (29) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (23) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (32) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (34) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (33) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (31) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (36) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (38) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (35) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (37) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (40) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (39) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (1) Fernando PiresQuatro RodasToyota Corolla Cross XRE 2.0 2022 (41) Fernando PiresQuatro RodasNão pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro Rodas Mais lidas TestesTestesFiat Palio 1.8R: versão esportiva com motor GM caprichava só nos enfeites NotíciasNotíciasVolkswagen transforma Fusca em elétrico com mecânica do e-Up NotíciasNotíciasMercedes Classe X com seis rodas é alternativa mais barata ao G63 AMG 6X6 EspecialEspecialComo o Koenigsegg Gemera atinge 1.700 cv sem usar comando de válvulas Leia mais NotíciasNotíciasRenault Argentina insiste que picape Alaskan seja vendida no Brasil NotíciasNotíciasRisco de incêndio: Kia pede donos que estacionem carros em locais abertos NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno NotíciasNotíciasPreso ao viajar em Tesla sem motorista, youtuber repete ato em provocação Continua após a publicidade View the full article
  22. Mercedes CLS 63 AMG - Acabamos de montar esse sistema de graves da Alpine. Nos acabamentos do porta malas, buscamos a originalidade e perda mínima de espaço. Na parte interna, montagem totalmente original. O veículo não perde a garantia de fábrica, pois não alteramos ou cortamos qualquer chicote do veículo. A Audio Design dá garantia PERMANENTE em suas montagens desde 1994, excelência em vender , projetar e instalar. Mais de 25 anos construindo tendências e obras primas em áudio, acabamentos e acessórios. @amgclubbrasil @mercedesbenz @mercedesamg @mercedesbenzbrasil #mercedes #mercedesbrasil #mercedes-benz #mercedesbenzbrasil #mercedesgle63amg #w124amg #mercedesbenz #cls63samg #mercedess63 #mercedesc180 #mbfanphoto #mercedeslife #gt63s #amgbrasil #exoticsbrazil #c63 #63amg #cls63 #amggang #amgpower #mercedesbenzamg #cls #cls63amg #mercedescls63 #mercedess63amg #sl63amg #amg #mercedesbenzamg #amgfamily #amglifestyle (Feed generated with FetchRSS) View the full article
  23. Mercedes CLS 63 AMG - Acabamos de montar esse sistema de graves da Alpine. Nos acabamentos do porta malas, buscamos a originalidade e perda mínima de espaço. Na parte interna, montagem totalmente original. O veículo não perde a garantia de fábrica, pois não alteramos ou cortamos qualquer chicote do veículo. A Audio Design dá garantia PERMANENTE em suas montagens desde 1994, excelência em vender , projetar e instalar. Mais de 25 anos construindo tendências e obras primas em áudio, acabamentos e acessórios. @amgclubbrasil @mercedesbenz @mercedesamg @mercedesbenzbrasil #mercedes #mercedesbrasil #mercedes-benz #mercedesbenzbrasil #mercedesgle63amg #w124amg #mercedesbenz #cls63samg #mercedess63 #mercedesc180 #mbfanphoto #mercedeslife #gt63s #amgbrasil #marketingdigital #c63 #63amg #cls63 #amggang #amgpower #mercedesbenzamg #cls #cls63amg #mercedescls63 #mercedess63amg #sl63amg #amg #mercedesbenzamg #amgfamily #amglifestyle View the full article
  24. eita !! View the full article
  25. Nossa linha Club é sinônimo de qualidade! ⠀ Você também pode ver detalhes dela no nosso site: www.audiophonic.net/club ⠀⠀ ✅2 anos de garantia ⠀ Faça sua pesquisa agora no Mercado Livre encontre o melhor preço! ⠀ AUDIOPHONIC - ÁUDIO DE ALTA DEFINIÇÃO: SINTA ESTA EMOÇÃO! ⠀ #audiophonic #sub #som #carro #somautomotivo #brasil #carros #carrosbaixos #BAS #SENSATION #sound #music #top #jobs #work #negocios #b2b #business #distribuição #somtop #sotocatop #tocamuito View the full article
  26. <span class="hidden">–</span>Divulgação/RenaultApós idas e vindas, Renault Alaskan pode ter mais uma chance para ser vendida no Brasil. A informação partiu do presidente da Renault Argentina, Pablo Sibilla, em entrevista à Agencia Telám. Chile e Colômbia também estão negociando para receber a picape hermana. Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. O namoro entre a Alaskan e o mercado brasileiro vem desde que sua produção foi anunciada na América Latina. De início, a Alaskan — que é praticamente idêntica à Nissan Frontier e à Mercedes Classe X — chegou a ter sua venda confirmada em nosso país. Mas em julho do ano passado a Renault Brasil voltou atrás da decisão. Segundo Sibilla, a retomada das conversas é uma tentativa de aumentar as exportações: “A ideia é transferir toda a produção para a Argentina.” A Alaskan também é montada na Colômbia. Para isso, montadora pretende transformar a fábrica Santa Isabel, na cidade de Córdoba, em uma planta exclusiva para os utilitários. O plano também conta com um novo modelo que será lançado em 2024, que poderia ser uma nova geração da Oroch. O que é certo é que a planta argentina deixará de fabricar os Logan, Sandero e Stepway, mantendo apenas o Kangoo e a própria Alaskan. A produção de carros de passeio será destinada a outras fábricas da América Latina, como a de São José dos Pinhais (PR). Relacionadas NotíciasTeste: Renault Alaskan mira em Ranger, S10 e Hilux, mas é uma Frontier28 jul 2020 - 18h07 NotíciasRenault Alaskan será mais cara que a Nissan Frontier na Argentina30 out 2020 - 14h10 NotíciasRenault volta atrás com Alaskan e cancela chegada da picape ao Brasil29 jul 2020 - 09h07 O novo plano de produção em Córdoba também gerará novos empregos. Sibilla afirmou na entrevista que cerca de 1.000 novos empregos seriam criados com a nova estratégia da Renault, sendo metade diretos e metade indiretos. Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital. <span class="hidden">–</span>Arte/Quatro Rodas Mais lidas TestesTestesFiat Palio 1.8R: versão esportiva com motor GM caprichava só nos enfeites NotíciasNotíciasVolkswagen transforma Fusca em elétrico com mecânica do e-Up NotíciasNotíciasMercedes Classe X com seis rodas é alternativa mais barata ao G63 AMG 6X6 NotíciasNotíciasÍcone dos EUA, um Hummer H2 foi importado e emplacado pela Coreia do Norte Leia mais NotíciasNotíciasRisco de incêndio: Kia pede donos que estacionem carros em locais abertos NotíciasNotíciasCom R$ 5.000 de desconto, Fiat Argo fica mais barato que o velho Uno NotíciasNotíciasPreso ao viajar em Tesla sem motorista, youtuber repete ato em provocação NotíciasNotíciasÍcone dos EUA, um Hummer H2 foi importado e emplacado pela Coreia do Norte Continua após a publicidade View the full article
  1. Load more activity

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...