Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. 
- Campeonato SQ Excperience - Garagem 55 - Móoca - São Paulo/SP - domingo 26/Novembro/2023 *****

Sign in to follow this  
DAD

O famoso FA(Dumping) não tem tanto efeito? Saiba porque!

Recommended Posts

21055934_878632465622953_651894398354238

 

 

Espero ter ajudado!

:legal: 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fazendo força pra tirar os outros pra trouxa, heim DAD?

Quer fazer a todo custo as pessoas acreditarem que o "sistema patenteado" do teu sub que nem existe é melhor que os demais, sendo que ninguém usa por conta da eficiência pífia

Share this post


Link to post
Share on other sites

Fazendo força pra tirar os outros pra trouxa, heim DAD?

Quer fazer a todo custo as pessoas acreditarem que o "sistema patenteado" do teu sub que nem existe é melhor que os demais, sendo que ninguém usa por conta da eficiência pífia

Cuidado com que fala, pode queimar sua lingua amigo!

O tempo vai dizer quem tem razão!

PS: Visite site da Aura e veja que eles falam, não sou eu quem fala que o sistema é bom, só coloquei minha posição de quem escutou, se vc ainda não ouviu não julgue!

:pirou:

Edited by DAD

Share this post


Link to post
Share on other sites

Cuidado com que fala, pode queimar sua lingua amigo!

O tempo vai dizer quem tem razão!

PS: Visite site da Aura e veja que eles falam, não sou eu quem fala que o sistema é bom, só coloquei minha posição de quem escutou, se vc ainda não ouviu não julgue!

:pirou:

Me coloco a disposição de ouvir, mas não pelos 500 reais q tu anunciou o protótipo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Das, uma dúvida de um quase leigo: um dos fatores que promoveriam maior controle do cone seria o fato de a bobina estar imersa no campo magnético, correto? Nesse caso, a impedância em si teria alguma influência no controle do cone?

 

Edit: é que não lembro de nenhuma relação entre impedância e campo magnético, somente da quantidade de espiras x intensidade do campo

Edited by potato

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parei de ler no damping escrito errado

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parei de ler no damping escrito errado

Puxa, nem viu as figurinhas?

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parei de ler no damping escrito errado

Kkkkkkk

 

Interessante. Mas os amplificadores fabricados por ele tem muitos admiradores.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Parei de ler no damping escrito errado

Rsrsr...foi mal!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Das, uma dúvida de um quase leigo: um dos fatores que promoveriam maior controle do cone seria o fato de a bobina estar imersa no campo magnético, correto? Nesse caso, a impedância em si teria alguma influência no controle do cone?

 

Edit: é que não lembro de nenhuma relação entre impedância e campo magnético, somente da quantidade de espiras x intensidade do campo

Claro, a impedância influenecia no FA, mas não coloquei a parte reativa, visto que é complexo o entendimento para muitos!

Na ressonância a impedância pode ser 30x o valor da nominal, depende de cada caso....varia com a frequência!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Só entendo isso na prática! Quando vejo que o alto-falante não está excursionando além dos limites, então no meu ponto de vista, o FA do amplificador está ativo.  [^]  [¨]  pasmafaute

Share this post


Link to post
Share on other sites

Impedância num é um número, e uma curva.

Os fabricantes informam apenas impedância mínima que um alto falante atinge a uma determinada frequência.

Portanto impedância varia a cada frequência conforme gráfico abaixo:

 

3fc684b01899c6b08b290c12b8d8ea35.png

 

O que vc chama de Rg é uma resistência interna do amplificador, então como o campo magnético do subwoofer interfere nisto, visto que ele fica em série com esta resistência?

 

Alto falante tem resistência interna natural proveniente do material utilizado, que neste caso é o cobre, e o efeito indutivo surge apenas quando a bobina é energizada e quando ativada ela é 100% afetada pelo campo magnético do imã, não entendo da onde vem estes 2/3 fora do campo.

 

Se quer manipular estas variáveis vc pode ligar uma bobina ou resistor em paralelo/série com a bobina do Alto Falante que vc corrigiria este fator então.

 

Pode introduzir os coeficientes indutivos/capacitivos nos cálculos pra exemplificar melhor. Pois eu não entendi aonde isto afeta o Damping Factor.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Impedância num é um número, e uma curva.

Os fabricantes informam apenas impedância mínima que um alto falante atinge a uma determinada frequência.

Portanto impedância varia a cada frequência conforme gráfico abaixo:

 

3fc684b01899c6b08b290c12b8d8ea35.png

 

O que vc chama de Rg é uma resistência interna do amplificador, então como o campo magnético do subwoofer interfere nisto, visto que ele fica em série com esta resistência?

 

Alto falante tem resistência interna natural proveniente do material utilizado, que neste caso é o cobre, e o efeito indutivo surge apenas quando a bobina é energizada e quando ativada ela é 100% afetada pelo campo magnético do imã, não entendo da onde vem estes 2/3 fora do campo.

 

Se quer manipular estas variáveis vc pode ligar uma bobina ou resistor em paralelo/série com a bobina do Alto Falante que vc corrigiria este fator então.

 

Pode introduzir os coeficientes indutivos/capacitivos nos cálculos pra exemplificar melhor. Pois eu não entendi aonde isto afeta o Damping Factor.

Olá!

Sim, isto é verídico no gráfico da impedância, só não quis colocar pois isto varia muito com a impedância, mas o que postei é real, pois dependendo do projeto fica 2/3 da bobina fora do campo, senão for assim não teria excursão linear do AF!...Isto sendo verdade, sempre teremos uma parte da bobina que não afetará o reativo do AF, o que afeta é justamente a parcela dela que está dentro do campo, fazendo a curva que vc. viu no gráfico, uma parte reativa+uma parte resistiva!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá!

Sim, isto é verídico no gráfico da impedância, só não quis colocar pois isto varia muito com a impedância, mas o que postei é real, pois dependendo do projeto fica 2/3 da bobina fora do campo, senão for assim não teria excursão linear do AF!...Isto sendo verdade, sempre teremos uma parte da bobina que não afetará o reativo do AF, o que afeta é justamente a parcela dela que está dentro do campo, fazendo a curva que vc. viu no gráfico, uma parte reativa+uma parte resistiva!

Só um detalhe; esta curva é do AF fora da caixa, dependendo pode variar em outras faixas de freq.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Olá!

Sim, isto é verídico no gráfico da impedância, só não quis colocar pois isto varia muito com a impedância, mas o que postei é real, pois dependendo do projeto fica 2/3 da bobina fora do campo, senão for assim não teria excursão linear do AF!...Isto sendo verdade, sempre teremos uma parte da bobina que não afetará o reativo do AF, o que afeta é justamente a parcela dela que está dentro do campo, fazendo a curva que vc. viu no gráfico, uma parte reativa+uma parte resistiva!

Desculpe, mas discordo!

São dois campos atuando, o campo da bobina e o campo do imã.

 

737232b535f58b39f640487fca606aa5.jpg

 

Ambos os campos tem este formato, e atuam em conjunto aumentando a força do campo.

A bobina não sai da área de atuação do campo em momento algum, qdo isto acontece vc extrapolou o XMAX do falante.

Agora, qdo a bobina está em seu deslocamento Máximo a força de atração/repulsão é um pouco menor pelo distanciamento do campo magnético. Mas isto não quer dizer que parte da bobina está fora do campo.

Ela está no campo todo o tempo, mas com intensidades diferentes. Mas essa intensidade em momento algum chega a zero.

Neste momento o fator Mecânico entra em ação, a centragem, que serve para trazer ele de volta para a posição de repouso.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desculpe, mas discordo!

São dois campos atuando, o campo da bobina e o campo do imã.

 

737232b535f58b39f640487fca606aa5.jpg

 

Ambos os campos tem este formato, e atuam em conjunto aumentando a força do campo.

A bobina não sai da área de atuação do campo em momento algum, qdo isto acontece vc extrapolou o XMAX do falante.

Agora, qdo a bobina está em seu deslocamento Máximo a força de atração/repulsão é um pouco menor pelo distanciamento do campo magnético. Mas isto não quer dizer que parte da bobina está fora do campo.

Ela está no campo todo o tempo, mas com intensidades diferentes. Mas essa intensidade em momento algum chega a zero.

Neste momento o fator Mecânico entra em ação, a centragem, que serve para trazer ele de volta para a posição de repouso.

Olá! Discordo da sua posição! Não confundir campo elétrico com campo magnético(fixo).....Vc já viu a distribuição de campo dentro do AF?...se quiser posso te mostrar....Estas linhas de campo ficam perpendicular ao campo magnético dentro do GAP, isso que faz ele se movimentar, as linhas que estão fora do Campo fixo, não geram movimento!

Edited by DAD

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas o campo da bobina tem o formato de arcos conforme mostrado no post anterior, e é um campo eletromagnético, e não magnético!

O campo do imã e um campo magnético, porém ele é semelhante ao da bobina, conforme polarização da limalha de ferro.

 

a21da8f02709414d3c8dd60ee1512292.jpg

 

Porém campo do imã na bobina do falante se assemelha a polarização de uma ferradura que gera uma maior concentração entre entre as extremidades, mas este outro teste com limalha de ferro continua mostrando que existe um campo fora da região de concentração.

Apenas no segundo grau consideramos um campo uniforme e linear.

 

83e62441f1449970ba83eb9ee3441b6c.jpg

 

 

Mas enquanto a bobina estiver energizada, ambos campos atuam simultaneamente.

E quanto maior for a corrente, maior será o campo "eletromagnético" da bobina.

 

Conforme fórmula do campo Magnético em uma espira Circular:

 

B= u.i / 2.r

 

B = Campo magnético

u = Permeabilidade Magnética

i = Corrente na bobina

r = Raio da bobina

 

Quanto maior a corrente na bobina mais forte será o campo, pelo fato dela ser diretamente proporcional ao campo magnético.

Improvável ser zero.

Não vejo como essa teoria possa ser considerada.

Edited by gustavomp3

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas o campo da bobina tem o formato de arcos conforme mostrado no post anterior, e é um campo eletromagnético, e não magnético!

O campo do imã e um campo magnético, porém ele é semelhante ao da bobina, conforme polarização da limalha de ferro.

 

a21da8f02709414d3c8dd60ee1512292.jpg

 

Porém campo do imã na bobina do falante se assemelha a polarização de uma ferradura que gera uma maior concentração entre entre as extremidades, mas este outro teste com limalha de ferro continua mostrando que existe um campo fora da região de concentração.

Apenas no segundo grau consideramos um campo uniforme e linear.

 

83e62441f1449970ba83eb9ee3441b6c.jpg

 

 

Mas enquanto a bobina estiver energizada, ambos campos atuam simultaneamente.

E quanto maior for a corrente, maior será o campo "eletromagnético" da bobina.

 

Conforme fórmula do campo Magnético em uma espira Circular:

 

B= u.i / 2.r

 

B = Campo magnético

u = Permeabilidade Magnética

i = Corrente na bobina

r = Raio da bobina

 

Quanto maior a corrente na bobina mais forte será o campo, pelo fato dela ser diretamente proporcional ao campo magnético.

Improvável ser zero.

Não vejo como essa teoria possa ser considerada.

Sim, mas este campo eletromagnético (solenóide) , só vai se movimentar se estiver em um campo mag. fixo. Faz um teste simples, ligue uma bobina sem o ímã e veja se ela se movimenta!....

Edited by DAD

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, mas este campo eletromagnético (solenóide) , só vai se movimentar se estiver em um campo mag. fixo. Faz um teste simples, ligue uma bobina sem o ímã e veja se ela se movimenta!....

Mas isto não quer dizer que o campo num esteja lá... aproxima ele em limalha de ferro pra vc ver...

O objetivo é este mesmo.. interação entre campos para produzir movimento e consequentemente som!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Maldade é um fabricante anunciar o FA com 50% da potência e outro fabricante anunciar o FA obtido com 10 % ou menos de potência. E quererem utilizar isso como "diferencial".

Edited by Felzero

Share this post


Link to post
Share on other sites

Mas isto não quer dizer que o campo num esteja lá... aproxima ele em limalha de ferro pra vc ver...

O objetivo é este mesmo.. interação entre campos para produzir movimento e consequentemente som!

Sim, o campo está lá, mas só vai ter efeito até onde o campo mag. tem interação com o elétrico, fora disso, sem efeito!

Share this post


Link to post
Share on other sites

Maldade é um fabricante anunciar o FA com 50% da potência e outro fabricante anunciar o FA obtido com 10 % ou menos de potência. E quererem utilizar isso como "diferencial".

Pois é....

Share this post


Link to post
Share on other sites

Maldade é um fabricante anunciar o FA com 50% da potência e outro fabricante anunciar o FA obtido com 10 % ou menos de potência. E quererem utilizar isso como "diferencial".

O problema é que não existe padronização pra isto...

Igual sensibilidade, antes era 1w, agora usam 2,83w pra num mostrar uma sensibilidade tão baixa, pq subiu muito a potência o conjunto motor ficou muito pesado...

Damping deveria existir uma regulamentação, 70% da potência pra fazer aferição.. ou pelo menos 50%

Share this post


Link to post
Share on other sites

Sim, o campo está lá, mas só vai ter efeito até onde o campo mag. tem interação com o elétrico, fora disso, sem efeito!

Entendi seu ponto de vista...

Eu vejo um campo menor mas em uma visão macro parte da bobina estará fora do campo de maior intensidade...

Podemos dizer a grosso modo que seria um arredondamento...

Na minha visão não deveria ser arredondado.

Teria q calcular pra ter ideia qual a intensidade do campo fora desta região...

Mas partindo deste princípio a ideia tem coerência.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...