Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (27/10/2019) *****

antoniocgodoi

Membro
  • Content Count

    114
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1

antoniocgodoi last won the day on March 28 2016

antoniocgodoi had the most liked content!

Community Reputation

4 Neutral

About antoniocgodoi

  • Rank
    membro

Dados Adicionais

  • Car Audio installed
    New Set: Micro Precision 7 + Focal P27v2 @ Audison VRX 6.420 HU OEM / Alpine DHA S690 via spdif @ PXA H800

    Old Set: P165v30 (bi-amp)@ FPP4100 + sub P 27v2@FPP 1000 HU: OEM Mylink + Audison Bit Ten D + Alpine DHA-S690
  • Complete real name
    Antonio Godoi

Profile Information

  • Sex
    Masculino
  • City/State/Contry
    Sao Paulo
  • Interests
    Troca de informações sobre som automotivo

Recent Profile Visitors

2,005 profile views
  1. Onésio, obrigado pelo retorno. Entendi que ligou a saída do DAP na entrada aux. RCA do DRZ. Tenho uma sugestão, que inclusive encontrei em fóruns de discussão de fora: o som deve melhorar bem se ligar a saída coaxial do DAP direto na entrada coaxial do DSP. Assim, o sinal digital sai direto do DAP para o DSP e a única conversão digital-analógica será feita pelo DSP. Se ligar a saída 3.5mm do DAP na entrada RCA do DRZ as múltiplas conversões A/D e D/A que acontecem com o sinal ao longo do caminho irão deteriorar o áudio. Obrigado pela dica sobre o Z6380TV, li as especificações, compatibilidade com arquivo DSD, etc. Dá para perceber que é um player diferenciado, voltado à qualidade. Não tenho muita experiência com streaming (Spotify, Tidal, etc). Acho que não estou muito acostumado com estas novas tecnologias, mas dei uma olhada no Tidal e parece muito bom. Estou considerando experimentar.
  2. Saudações Onésio! Parabéns pelo projeto! Há tempo não encontro sets deste nível. Percebi que substituiu o Clarion HX-D2 pelo DAP (Cayin) ligado ao processador. Saberia comparar os resultados? Estava pensando em substituir o player por um DAP ligado ao processador e gostaria de perguntar se com o DAP é possível chegar aos resultados de um player como Mcintosh, Clarion DRZ9255, Denon, etc. Muito obrigado e parabéns novamente!
  3. Concordo com os colegas que o RTA é útil. Mas, já ouvi de um amigo com bem mais experiência em áudio que uma resposta em frequência totalmente FLAT não soa legal. Segundo ele a questão é que a audição humana não tem resposta em frequência 100% FLAT e o som fica mais agradável com alguma curva. Mas, houve um caso que o usei o software de RTA do Ipad para corrigir a equalização do HU original, que tinha uma curva de equalização absurda. Melhorou muito pois o sinal estava totalmente alterado, e embora o microfone interno do Ipad tenha suas limitações conseguiu deixar a coisa "bem razoável". Usar um sistema mais preciso provavelmente iria ajudar ainda mais.
  4. Eu já passei pela experiência de 2 processaores, a primeira foi o Audison Bit Ten D, com DRC (aquele controle que vem junto) e achei muito bom em termos de custo X benefício. Acredito que para um set médio ou médio-alto ele está bem adequado. Destacaria 2 recursos interessantes do Audison, o primeiro seria o Auto-EQ, que serve para deixar o sinal do som flat. O outro seria a opção de ligar automaticamente sem a necessidade de um sinal remote. Você pode habilitar uma função e ele detecta a tensão nos sinais dos fios dos autofalantes e liga sozinho. Estes dois recursos são apropriados, por exemplo, para o caso em que se usa HU original, que não possui sinal de remote e que possivelmente manda o som com equalização que você precisa tornar "FLAT", o auto-eq faz isso pra você. Após usa o Audison em um primeiro set decidi fazer um upgrade no conjunto. Quis montar um segundo set mais refinado e confiei o projeto à equipe que montou o meu primeiro, a SSSOM aqui de SP. Recebi a recomendação para trocar o processador pois ele iria se tornar um "gargalo" no meio do caminho. Eu já havia lido aqui no Fórum a opinião do murillo_g_b que trocou o bit ten D pelo Alpine H800 e notou uma diferença muito grande: "E em termos de qualidade, foi a mesma impressão que tive de quando tirei um pioneer nacional e coloquei um Alpine 9855." (https://autoforum.com.br/topic/188546-peugeot-208-sq-upgrade-tchernov-classic-ic-alpine-pxa-h800/page-37?&&do=findComment&comment=3289800). Além disso, ouvi as opiniões de pessoas com muito mais experiência que eu e que sugeriram o Alpine H800 como adequado a uma sistema mais aprimorado. Adquri um Alpine H800 com RUX e instalei junto com o novo set. Não troquei só o processador, por isso não posso dizer qual a diferença na qualidade do áudio do Alpine em relação ao Audison pois não fiz um teste trocando os dois apenas. Antes de decidir qual seria o processador usar no lugar do Audison, cheguei a pensar em usar o Helix DSP PRO, mas por ser um pouco complicado comprar no Brasil desisti. Contudo, depois de usar o Alpine no set novo não só fiquei totalmente satisfeito com os resultados finais, como percebi que ele é atualmente o único processador que atenderia o meu projeto. Pois, tenho DVD com saída óptica e o H800 é atualmente o único processador que possui decodificador embutido de áudio Dolby Digital, DTS, Pro Logic II. Assim é possível enviar via cabo óptico o streaming de bits de sinal digital codificado direto do DVD para o Alpine, em alta qualidade, como por exemplo Dolby Digital codificado a 96 KHz de taxa de amostragem a 24 bits de resolução. Sobre a RUX, Acho um show à parte. Quando usava o Audison tinha todo o trabalho de buscar um laptop pra ligar no cabo USB para poder fazer um ajuste no processador, enquanto com a RUX posso alterar quando e como quiser. Achei interessante alguns outros recursos do H800 como: MediaXpander+ (Aplica um algorítmo de processamento de sinal para melhorar o áudio comprimido. Por exemplo, proveniente de arquivos .mp3. Eu já conhecia recursos semelhentes de equipamentos de home theater); RoadEQ (Este recurso serve para ajustar a curva de equalização em tempo real conforme o ruído de rodagem dentro da cabine, que é medido pelo microfone. Não estou muito familiarizado pois não costumo usar); ImprintEQ with post tunning adjustment ( O processador ajusta automaticamente o TA e o equalizador para uma curva pré-definida pelo usuário. O detalhe é que a curva não precisa necessariamente ser FLAT, pode-se definir uma curva de resposta qualquer. Não cheguei a usar estes recursos e não ouvi os resultados para poder opinar se são bons). Com relação ao nível de ruído usei os dois processadores com sinal diginal e ambos pareceram excelentes sob este aspecto. Só por curiosidade fiz um levantamentos através das especificações dos fabricantes de características técnicas de processadores do mercado: Alpine PXA-H800 SNR digital: > 110 dB Crosstalk: > 90dB Audison Bit One SNR: 102 dB Crosstalk: 77dB ARC Audio PS 8 SNR digital: 110,1 dB Crosstalk: N/D GZ DSP 6to8X SNR digital: > 110 dB Crosstalk: > 60dB Helix DSP PRO SNR digital: 116 dB Crosstalk: > 90 dB Mosconi Gladen 6to8 SNR digital: N/D Crosstalk: > 75dB Rainbow DSP 1.8 SNR digital: > 106dB Crosstalk: > 90 dB Os números do Alpine aprecem bastante atuais mesmo para um processador que está há algum tempo no mercado. Não conta com recursos como por exemplo módulo de bluetooth embutido que outros modelos mais atuais possuem. Mas, atende plenamente minhas necessidades e em conjunto com o set apresenta um resultado que ultrapassou minhas melhores expectativas.
  5. Eu instalei tudo na SSSom, que fica na zona oeste, Av. Pacaembu, 406 ( sssom.com.br ). Montei 2 sets lá. Eles têm anos de experiência com instalação de som e personalização.
  6. Sem dúvida Alves, gosto é algo bem relativo. O ideal seria escutar antes de decidir. Mas os "reviews" são bem legais porque que a gente encontra coisas novas que muitas vezes não tem acesso. Os seus tem sido muito bons e acabei aprendendo um pouco sobre equipamentos , por exemplo, o amp SD que parece estar fazendo sucesso aqui no fórum. Parabéns pelos posts!
  7. Gallorp, Montei meu primeiro SQ em 2014 e foi com v30 e processador. Com instalação top passou de 10k. Não tenho certeza do valor exato. Mas, não fiquei satisfeito 100%. Principalmente por causa das características dos tweeters metálicos do Focal. Não que sejam ruim, mas cada kit tem suas características próprias. E cada pessoa tem seu gosto pessoal. Por isso, o mesmo sistema pode não agradar todo mundo. Com o que aprendi hoje se tivesse que voltar no tempo faria tudo diferente. Primeiro tentaria ouvir diversos equipamentos seja nos carros de amigos, em encontros de entusiastas (como do Autoforum), em lojas de som, etc. Para conseguir sentir as particularidades de cada equipamento, dos diferentes kit 2vias, sub, amplificadores, cabos, etc. Em seguida pra perceber as diferenças de uma boa instalação. Sim, instalação e acertos podem mudar consideravelmente o resultado do sistema. Por exemplo, com tratamento acústico no carro, direcionamento dos midbass, tweeters, etc. Outro dia encontrei aqui no Fórum umas mensagens antigas com relato de colega que participou de campeonato de som e notou resultados melhores de carros que tinham investido 3k em equipamentos que outros com 40k. A diferença pode estar na instalação e acerto do set. Assim, não recomendo escolher seus equipamentos por meio de uma pesquisa técnica das especificações dos fabricantes, tensão de saída, resposta em frequência, etc. Nem comprando o que agrada ao outro.
  8. Opa, Só agora que li o tópico. Não queria tirar o foco do assunto sq. Foi apenas uma observação. Como o Reginaldo escreveu eu também nunca me preocupei com a bateria. Meu set é um sq padrão: um kit duas vias + Sub. E o sub é de 350W rms. Portanto, nada muito exagerado. O que pra mim está excelente. A parte elétrica e dimensionamento não me preocupei e deixei para a equipe que montou tudo e ficou excelente. Acredito que foi uma instalação padrão. A exceção foi o Big 3, que pedi para acrescentar porque achei que poderia fornecer mais corrente de pico. Mas, não sei dizer qual a diferença real no desempenho. Eu realmente não fiz os cálculos de dimensionamento, bitolas dos fios, fusíveis, etc. Deixei tudo para a equipe. Atualmente estou com uma bateria de 48Ah e tocando muito bem. Mas, não ligo o som com o carro desligado. Tenho receio que talvez o carro não pegue e que, além disso, diminua a vida útil da bateria.
  9. Tem uns equívocos aqui.Estas especificações 40, 50 etc são referentes às capacidades de armazenamento de Carga da Bateria e estão em unidades de Ampere X Hora (Ah) e NÃO em Ampere. A unidade de Ampere é uma medida de corrente. Corrente é Carga Elétrica dividida por Tempo, ou (Carga/Tempo). Então, Ampere X Hora, que é o que está escrito na bateria, equivale à unidade de Carga Elétrica. Pois, Ampere X Hora = Carga/Tempo X Tempo = Carga A Carga, de 40 Ah é diferente da corrente máxima de pico que a bateria fornece. Na verdade a informação de carga (em Ampere Hora, Ah) serve para ter uma ideia do quanto de energia ela armazena. Quanto maior a carga que ela armazena mais tempo leva para descarregar. Não dá para dizer que pode deixar o som ligado por meia hora consumindo 40 Amperes. Dependendo do volume em pouco tempo ligado a tensão da bateria pode cair para um valor suficientemente baixo para o carro não conseguir dar a partida. Se tiver um voltímetro no carro poderá acompanhar a queda de tensão. Eu por exemplo, pra ouvir o som sempre ligo o carro antes. Achei interessante comentar pois acho que a maioria das pessoas não sabem o que significam estes números.
  10. Parabéns pelo carro! Antes de mais nada precisa ver se vale a pena investir em upgrade de som neste carro. Um Accord é um veículo de 160k Temers. Se ele vier com um som Premium então para melhorar pode ser que precise muito mais que 2k.
  11. Queria muito ir também. Agora que acho que o som ficou regulado como queria. Os Microprecision que o Danilo me vendeu são coisa fina mesmo. O conjunto está perfeito, melhor do que eu sonhava. Mas, estou de repouso por causa de uma gripe. Espero encontrá-los no próximo, que pra mim será meu primeiro encontro Autoforum.
  12. Se fosse trocar por um sedan novo compraria o Cruze. Dos sedans nacionais foi o único que gostei. Obs: Já que mostraram o interior de um Lexus, que é uma divisão top da Toyota. Que tal este Cadillac CT6 ( divisão de luxo da GM): Interior: Painel: (with Night Vision)
  13. Parabéns Wuemura pela sua iniciativa e boa sorte! Ter levado adiante seu projeto já é um mérito. Desejo que consiga sucesso com esta tecnologia. Nunca li sobre processamento de sinal analógico e à primeira vista parece um assunto curioso. Talvez haja margem para aperfeiçoar este produto, quem sabe com ajustes de acordo com o gosto do usuário, etc. (uma sugestão apenas) Pelas questões de sigilo intelectual e restrição da divulgação dos princípios de funcionamento talvez seja momento apenas para uma breve apresentação conforme você tem feito e demonstração do sistema instalado. Curioso, mas há alguns dias estava conversando com colegas do trabalho sobre a dificuldade de empreender no Brasil e o que parece ser uma cultura de importar ao invés de desenvolver. Acredito que a mudança de postura seja fundamental para que o país saia deste ciclo e se dirija para um desenvolvimento produtivo sustentável. Abs e boa sorte!
  14. Será que não compensa fazer um upgrade e passar para um 2 vias mais top. 3 vias exige mais trabalho e a instalação nas colunas com volume correto ("litragem") que em muitos casos não casa esteticamente.

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...