Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (18/08/2019) *****

Edusortidos

Membro
  • Content Count

    148
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

About Edusortidos

  • Rank
    Som? Meu vício...
  • Birthday 07/04/1985

Dados Adicionais

  • Complete real name
    Luiz Eduardo Mendes

Contact Methods

  • Website URL
    http://

Profile Information

  • City/State/Contry
    Brasília-DF
  1. Parabéns pelo projeto!!! E a imenda do cabo lá no cofre, ajeitou bixo? kkkkkkkkkkk Dava medo! kkkkkkk Abraços
  2. Ainda não. Fechei um projeto da bancada já, e estou fazendo uns orçamentos, mas estou com os dias meio corridos pra ir ao comércio... Esta semana ainda eu devo começar a apresentar os orçamentos e o balanço do que ainda falta. Precisando de ajuda tamos ai Kleber. Ainda me resta uns dias de férias. Abraços e até o próximo teste!
  3. Achei bem detalhado o procedimento de teste... Gostei mais ainda onde se falou que se chegou aos 2300W apenas com vaso auxiliar. Abraços
  4. Olha o trocadilho! huahuauhauha Rendia até um funk P.S.: Desculpa pelo flood, mas não resisti!
  5. Mas de que adiantar mandar o módulo de volta pra eles para eles fazerem os mesmos testes que já fizeram , pelos padrões deles, incontestáveis pelo que parece, e dar os 1600W RMS nessas condições? Pra mim, nada. Eu afirmo que se eu quisesse fazer com que ele desse mais de "1600W"(ou seja, mais de 80V na saída), seria fácil. Mas como o Kleber afirmou, potência é igual a corrente vezes tensão. Utilizar como fórmula de potência, tensão ao quadrado sobre impedância, só funciona se tal impedância é realmente conhecida, o que acontece somente com resistências. Sendo assim, de que adianta os virtuais 1600W(ou seja, 80V na saída), sendo que a impedância de um alto-falante a 100Hz chega a ser, sem exageros, uma incógnita? Sei que falei coisas já batidas, me desulpe por me extender demais. Abraços a todos!
  6. E ai Bixo! Tudo Beleza? O ruído tava aparecendo demais, porque eu tinha regulado mal o osciloscópio, tava com sensibilidade de 0.5V... Aí o ruído de 1V aparecia demais, mas não deixa de ser ruído. Quanto ao teste, por hora não tenho mais nada a acrescentar ao que já foi dito até agora, e não é "defeito" isolado do módulo não. uma vez que o meu foi um dos primeiros e apresentou potência quase idêntica ao outro testado anteriormente. Quanto ao posicionamento da Taramps, o posicionamento dado pelo Técnico Rodrigo Praias (inclusive, diga-se de passagem, um cara muito gente boa e aberto a conversa!) já me bastou e muito. Gostaria muito de que ele, não o Rangel, dissesse aqui a todos se posicionamento, para não haver erro de comunicação, como houve no outro tópico...( que o amp em questão estava com defeito...). Lembrando que bastar não é concordar, OK? Saímos do campo técnico para o campo "moral" digamos assim, uma vez que com diferentes testes poderíamos chegar aos 80V de saída (1KHz de sinal, carga reativa, etc...), mas para mim, com meu conhecimento, o teste de potência Root Mean Square seria feito como nós fizemos (não entrando do mérito da bancada de testes, e sim do método), que nos daria a potência certa. Aproveitando o post, gostaria de transcrever o método de teste da Ciclotron,uma das maiores fabricantes de amplificadores profissionais do Brasil, do qual gostei muito e inclusive tirei dúvidas com o Rodrigo. Acho q este método é o ideal para nossa futura bancada de testes, que terei o maior prazer em ajudar a montar. ------Em toda a linha DYNAMIC, em suas três séries distintas de modelos de audioamplificadores, o valor da potência máxima total dos seus dois canais é especificado no painel do produto de três formas: 1º - Em Watts Musical Program - potência em watts musicais - (forma de medição: sinal de entrada musical e carga resistiva, com tensão medida com o instrumento de medição de laboratório - Osciloscópio Digital - Tektronix - TDS 210). 2º- Em True Watts RMS Musical Program - potência musical em RMS verdadeiro - (forma de medição: sinal de entrada musical e carga resistiva, com tensão medida com o instrumento de medição de laboratório - Fluke 189 Multimeter em modo True RMS na escala "Fast Max"). 3º- Em Watts RMS Continuous (forma de medição: sinal de entrada senoidal e carga resistiva, com tensão medida com o instrumento de medição de laboratório - Neutrik A 2 - Audio Test & Service System, na função THD+N). ------ Todos esses dados são obtidos com o aparelho ligado à tensão AC de alimentação em 120 V ou 230 V para os modelos da série W4 AB, e 230 V para os modelos das séries W2 H e W2 AB. ------Para se chegar à potência máxima do aparelho, em Watts Musical Program - potência em watts musicais -, foram somadas as potências dos dois canais de saída, e a potência de cada canal foi medida nas formas acima descritas através da fórmula: Potência em Watts = tensão máxima encontrada - levando-se em conta apenas 1 semiciclo do sinal de saída -, elevada ao quadrado e dividida pelo valor da carga resistiva, que é 2 ou 4 ohms. Nesse caso, os valores encontrados estão 6 dB (4 vezes) acima do valor expresso em RMS Continuous. ------Para se chegar à potência máxima do aparelho, tanto em True Watts RMS Musical Program - potência musical em RMS verdadeiro - quanto em Watts RMS Continuous, foram somadas as potências dos dois canais de saída, e a potência de cada canal foi medida nas formas acima descritas através da fórmula: Potência em Watts = tensão RMS encontrada, elevada ao quadrado e dividida pelo valor da carga resistiva, que é 2 ou 4 ohms. ------Em True Watts RMS Musical Program - potência musical em RMS verdadeiro - os valores encontrados estão 3 dB (2 vezes) acima do valor expresso em RMS Continuous. Na condição extrema, que é a potência máxima e com carga resistiva na saída, e superexcitação na entrada, o limiter incorporado deve garantir que a distorção harmônica máxima total, mais ruído (THD+N), não ultrapasse 2%. Na condição mais aproximada da típica de uso (- 6dB da potência máxima e com carga resistiva), a distorção harmônica total mais ruído não deve ultrapassar 0,05%. ------Essas três formas de medições de potência de saída de audioamplificadores (e que inclusive estão todas especificadas no painel dos produtos DYNAMIC - CICLOTRON) são as aceitáveis para produtos profissionais. --------Medir a potência útil de audioamplificadores de potência utilizando o método onde se determina a capacidade de fornecer potência através de Watts RMS Continuous, é uma maneira clássica, conservadora e até exagerada para essas medições, pois, na verdade, o RMS Continuous - que só pode ser medido através de carga resistiva substituindo os alto-falantes, e o sinal senoidal contínuo, proveniente de gerador de áudio, substituindo a fonte de programa, além disso, com o medidor da tensão mantida na carga resistiva, em modo RMS - está muito além do objetivo do aparelho, que é audioamplificação de potência para carga indutiva (alto-falantes e drivers de alta freqüência), e com sinais provenientes de fontes de programas repletos de dinâmica. De acordo com o exposto, podemos dizer que o "nosso" True Watts RMS Musical Program - potência musical em RMS verdadeiro - é a maneira mais equilibrada de se mensurar potências em audioamplificadores. ------Muitos fabricantes de equipamentos de audiossonorização - até mesmo os de grande renome no mercado já estão adotando Watts Musical Program (watts musicais), como forma de medição - técnica e comercialmente aceita para se mensurar potências em audioamplificadores. Neste caso, os valores provenientes deste tipo de medição apresentam 3dB a mais que True Watts RMS Musical Program (potência musical em RMS verdadeiro), e 6dB a mais que os encontrados em Watts RMS Continuous. Até aí é uma questão de quanto se quer, ou não, ser conservador, sem se distanciar da realidade; em todo caso, marcamos as três formas de medições de potência nos painéis desses produtos da linha DYNAMIC - para deixar bem claro suas potencialidades. Todos os modelos de audioamplificadores de potência da linha DYNAMIC (W2 H, W2 AB e W4 AB), fabricados pela CICLOTRON, são identificados pelo valor da potência máxima total de saída em Watts Musical Program. Acho o texto de grande valia para o momento pessoal. Verifiquem que está explicito o modelo de testes. Na minha opinião, ao não se divulgar o método, tomaria como verdade ser Continuous RMS, daí a discussão... Abraço a todos e precisando estamos ai!!! **EDITADO**
  7. Rangel, há alguma informação desencontrada ai, o que pareca apresentar defeito era o meu, qe apresentava muito ruído na saída... Abraços!
  8. Acabei de voltar dos testes... O "outro" era o meu ... Daqui a pouco os resultado serão postados... Não me colocarei até lá. De início, agradeço a todos os presentes, gostei muito de conhecer a galera. Parabenizo a Taramps por mandar o Engenheiro Rodrigo, muito gente boa, que esclareceu muitos pontos e estava aberto a discussão. No mais, abraço a todos!!!!
  9. Estou confirmado! Só se roubarem meu som hoje ou me acidentar não irei
  10. Lembro que quase apanhei quando peguei o Taramps, fui um dos primeiros senão o primeiro de BsB a tê-lo... me falaram q tava dando tiro no escuro, que roadstar era melhor, bla bla bla...
  11. Sinceramente, não sei o porque de se questionar o teste. Está sendo feito com toda a precisão necessária, além de ser um teste prático, pois não será feito em bancada. Será certo que para termos a potência declarada teremos que ter uma série de situações específicas das quais nem temos conhecimento? Daqui a pouco vai ter gente querendo que o teste seja feita em câmara criogênica, com uma fonte de energia perfeita e numa noite de lua cheia Estou totalmente imparcial, esterei disponibilizando MEU equipamento pra fins de teste com o único objetivo de contribuir para o fórum e para também verificar se o que aconteceu é caso isolado ou não... pois se não , também fui lesado. Como ajudante do teste, tenterei de todas as formas ajudar para que o mesmo tenha a maior precisão e acurácia possível. E tudo vai ser registrado. Abraço a todos!!
  12. Problema do parque é que se faltar algo, atrasa o teste todo. Mas pode ser também. Mas se for ai no seu prédio ninguém reclama não bixo?
  13. Meu carro tem alternador de 90A, uma bateria de 90Ah atrás, uma de 56Ah na frente e um megacapacitor de 5 farads. E o player é facinho de tirar Tamos ai pro q precisar... Quando definirem o lugar e a hora avisa ai pessoal!!! O SOF deve ser um bom lugar na minha opinião, já que fica meio abandonado nos finais de semana, principalmente à tarde... Um estacionamento do parque da cidade também pode ser uma boa pedida... E a cerva não pode faltar! Abraços

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...