Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. 
- Campeonato SQ Excperience - Garagem 55 - Móoca - São Paulo/SP - domingo 26/Novembro/2023 *****

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Nina SP

Óleo

Recommended Posts

meu deus gente..

acho que já cansei de discutir óleo na minha vida...

 

para uso comum de um carro qualquer, use API SL mineral e 5000 km tão de boa

 

óleos minerais, tem sua formação mais fragil que um sintético, inicialmente as características podem ser iguais, porém em uso severo, o óleo mineral ao ser levado a uma temperatura que atinge um motor de alto desempenho fatalmente perde viscosidade e pressão de óleo, e isso é extremamente perigoso num motor rodando a altos giros..

 

o óleo sintético tem maior resistencia a altas temperatura que os minerais.. coisa de 500% a mais, porém também tem seu limite..

 

em caso de carros turbos, óleos minerais após passar pela turbina, saem quase como água, por isso em carros turbo devem ser usados apenas óleos sintéticos, e mesmo assim há casos que é necessário um radiador de óleo para ajudar a manter o óleo numa temperatura e viscosidade ideal..

 

um óleo sintético também tem maior poder de lubrificação e aderencia as partes móveis que um mineral, ele pode fazer uma melhor lubrificação no tempo que o motor ainda está frio..

 

também é recomendado o uso de óleo sintético em carros que percorram trajetos curtos, por 2 motivos, um é o descrito acima.. se seu carro demora 5 minutos pra esquentar e vc percorre sempre trajetos curtos de 10 minutos, seu motor em 50% do tempo terá lubrificação ineficiente, mas se vc percorre trajetos que demoram 50 minutos, é apenas 10% do tempo..

o outro motivo é que o óleo sintético de tanto aquecer e resfriar, perde suas características detergentes e de lubrificação como também propiciam melhor a formação de borras..

 

 

sobre a mistura de óleo sintético com mineral como também a mudança repentina de um para o outro..

quando vc usa óleo mineral, que tem mais facilidade para formar borras, vc pode ter pontos com borras grudadas pelo motor, e ao colocar um óleo sintético, essas borras se soltam e entopem as galerias de óleo e a peneira da captação..

assim fazendo cessar a distribuição de óleo e o resultado todos vcs já sabem..

 

 

 

sobre seguir o manual pra troca de óleo..

creio que todos vcs já conhecem a fama do marea que muitos deles tem por ai com motor refeito com 40000 km

 

acontece que no manual do marea está indicado a troca com 20000 km, e isso NÃO EXISTE.. nem que usasse alcool anidro 100% como combustível e óleo MOBIL 1..

 

 

as trocas ideais, sempre com 5000 km podendo variar para mais ou para menos dependendo do óleo que vc usa, combustível, e do uso que faz do motor..

 

caso use óleo mineral, "gasolina", e faça trajetos curtos..

é 3500 km na cabeça e nem pense em fazer uso severo desse motor..

é um risco enorme..

 

mineral + trajetos longos e gasolina já mpode apostar nos 5000

 

se vc gosta de fazer uso severo do motor, rachar por ai, e ficar andando sempre acima dos 4000 giros, não hesite em colocar óleo sintético, a economia que vc faz com a diferença do preço do óleo, não paga a manutenção do motor, muito menos de for um multivalvulas de alto desempenho..

 

usando alcool como combustível, por ser um combustível vegetal e não mineral, ele não libera C tão facil na sua queima, assim não carboniza tão facil o motor, como também não contamina tão facilmente o óleo..

 

rodando no alcool dá pra vc subir de 1000 a 2000 km a troca do óleo..

dependendo do uso ser severo ou não, trajetos curtos ou longos..

 

se vc faz trajetos longos e usa alcool, mesmo usando óleo mineral dá pra trocar com 6000 km.

 

mais que isso num mineral é abuso..

 

já usando um óleo sintético rodando no alcool, sem fazer uso severo, teoricamente daria pra trocar com 15000 km..

mas na prática, o fator limitante de qualquer motor é os resíduios do desgaste do motor, certamente o seu óleo ainda estará como novo, porem misturado a ele, vc terá po de ferro e aluminio, que vão criar um desgaste prematudo nas partes móveis..

então limite-se entre 7000 a 8000 km dependendo da complexidade do seu motor, quanto maior e mais sofisticados, mais residos ele liberará..

 

em uso severo, 5000 km no máximo..

 

mesmo usando alcool anidro puro, e MOBIL 1..

 

o exesso de giro provoca maior liberação de resíduos das partes móveis, novamente o óleo estará como novo, mas estará cheio de limas doidas pra comer as partes móveis..

 

o filtro de óleo foi feito pra reter boa parte desses resíduos, então sua troca é diretamente ligada ao uso do motor, em uso severo, cada troca de óleo vai um filtro, em uso simples pode arriscar uma troca sim e outra não...

 

 

abraços e um bom uso do óleo correto..

 

Murillo

Share this post


Link to post
Share on other sites

Há tempos li esta matéria do site BestCars e tenho seguido desde então. Nunca tive problemas com lubrificação. É o melhor site sobre automóveis que conheço. Este texto é de Fabricio Samahá, o editor do site (acesse www.uol.com.br/bestcars):

 

Óleo lubrificante, o sangue do motor

 

Cuidar da lubrificação é tão importante para o motor quanto a circulação sanguínea é para você: o óleo lubrificante deve garantir a redução do atrito entre as peças internas do motor, além de contribuir para refrigerá-las através da troca de calor e para evitar sua oxidação.

 

Dos espirros à bomba Nos primeiros automóveis, bastava existir um reservatório de óleo (o cárter) no qual o virabrequim mergulhava durante o funcionamento: o atrito gerava espirros que lubrificavam o motor. Os novos regimes de trabalho, porém, logo exigiram a evolução para os "pescadores" e mais tarde para a atual bomba de óleo, que conduz o lubrificante para canais que o levam aos pistões, válvulas, comando e outros componentes.

 

Viscosidade O óleo se torna menos espesso, ou viscoso, quanto mais alta a temperatura em que trabalha. Nos motores antigos usava-se óleo monoviscoso, ou seja, destinado a certa faixa de variação de temperatura -- por exemplo, um óleo 20W ou 40, em que W significa winter, inverno. Há décadas, porém, o padrão passou aos multiviscosos, que podem atuar com um 20W ou um 40, por exemplo, de acordo com a necessidade -- daí a especificação 20W40. Quanto mais baixo o primeiro valor, melhor a lubrificação em tempo frio e no momento da partida; quanto mais alto o segundo número, maior a proteção em alta temperatura ambiente ou do motor.

 

Classes API Outra classificação do lubrificante é a determinada pelo API, American Petroleum Institute: iniciada em SA, passou a SB, SC, SD e assim por diante, cada uma representando maior grau de proteção e aditivação que a anterior. Mesmo em um carro de 10, 15 ou 20 anos atrás, procure utilizar óleos de classificação API elevadas, como SH e SJ: lubrificação nunca é demais.

 

Os sintéticos Óleos sintéticos são aqueles desenvolvidos em laboratório e não por derivação do petróleo. Apresentam grande poder de limpeza e proteção contra atritos, mas custam bem mais. Há também os semi-sintéticos, ou de base sintética, a preço intermediário. Se o fabricante recomenda para seu carro um desses tipos de óleo, não use os comuns (minerais), a menos em emergência. Neste caso, reduza o prazo entre as trocas pela metade. Se o motor, por outro lado, deve usar mineral e você preferir o sintético, pode dobrar o prazo entre trocas sem riscos -- lembrando-se, claro, de manter o nível e trocar o filtro de óleo no prazo recomendado.

 

O prazo correto Não é pouco o que se troca de óleo sem necessidade no Brasil. Muitos pensam conseguir maior vida útil do motor abreviando o prazo entre as substituições. Sabe-se de motores atuais, utilizados normalmente, que superaram 300.000 km sem retífica, nunca trocando o óleo antes do prazo determinado pelo fabricante. Siga a indicação do manual do proprietário e fique tranqüilo.

 

Mantenha o nível Seu carro consome óleo entre as trocas? Muitos donos não sabem responder -- e chegam a rodar abaixo do nível mínimo indicado na vareta, expondo o motor a desgastes, sobretudo pela menor dissipação de calor. Saiba que alguns motores podem consumir até um litro a cada 1.000 km sem que o fabricante considere anormal -- e acontece mesmo, sobretudo em motores novos. Se o de seu carro for um deles, esperar 10 ou 20 mil km para a troca, sem verificar o nível regularmente, pode causar uma má surpresa.

 

Medição: aguarde Medir o nível de óleo logo após o motor ser desligado, como fazem muitos frentistas, é um erro: parte dele está ainda junto dos componentes e não desceu para o cárter. Uma leitura incorreta, que indique a menos, pode levá-lo a adicionar óleo sem necessidade e, pior, fazer exceder o nível máximo: o excesso deverá ser queimado pelo motor, produzindo poluição e até prejudicando o catalisador. O ideal é medir com o motor frio, antes da primeira partida, ou alguns minutos após desligá-lo a quente. E com o carro em piso plano.

 

Vai um aditivo, doutor? A pergunta é comum nos postos, mas pense duas vezes. Os lubrificantes modernos são altamente aditivados na fabricação e atendem com folga as necessidades do motor. Um produto adicional pode tanto ser inócuo quanto, na opinião de alguns técnicos, ser incompatível com os aditivos originais e até prejudicar a lubrificação.

 

E já ficou escuro! Não estranhe o rápido escurecimento do lubrificante novo: isso indica que o óleo cumpre sua função adicional de manter os condutos limpos, sem "borras" que poderiam estreitá-los ou mesmo entupi-los.

Share this post


Link to post
Share on other sites

onde foi parar esse tópico??

 

achei pela pesquisa, e diz estar no autossom.net girls..

 

 

paguei pau pra desenvolver esse meu post, quero que tenha utilidade pra alguém...

 

 

 

aeeeee...

 

pronto...

 

foi só postar que ele reapareceu...

Share this post


Link to post
Share on other sites

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...