Ir para conteúdo


Foto

Som SQ para Honda CR-V

19 respostas neste tópico

#1
Quest_

Quest_
  • Iniciante
  • 7 posts
  • Cadastrado: 05/01/2019
  • Cidade/UF:Brasília/DF
Olá, pessoal.

Estou montando um som SQL para o meu carro (Honda CR-V) e gostaria da ajuda e da opinião de vocês.

Pretendo ter um som de qualidade e não aqueles de tremer a rua. Até gosto de som alto, mas pra mim, pro interior do carro. Ouço de tudo um pouco: rock, pop, house, indie, MPB, sertanejo...

Vou substituir a central original do carro por um Kenwood eXcelon DDX9904S (https://www.kenwood....celon/ddx9904s/). Um amigo trouxe dos EUA. Parece que ele não tem 3way.

Já tenho (desde 2010) os seguintes equipamentos, que estavam no meu antigo carro:

- módulo Audiobank KA-4100
- kit 2 vias NAR VR 65.01
- coaxiais NAR 525 CX-1
- Subwoofer 10” NAR 1004SW2 - 250w

Dúvidas:

Kit 2 vias
Não pretendo usar o NAR VR 65.01. Quero colocar um kit 2 vias melhor. Estou em dúvida entre o Hertz ESK165 e o NAR 650 CS, quase decidido pelo NAR. Qual dos dois é melhor em termos de qualidade? (O da Hertz está uns 250 reais mais caro). Mas, pelo que vi, tem o dobro da potência do NAR CS3 (100W vs 50W cada falante). Para o meu caso (SQL, som interno, estilo música) na prática essa potência maior faria diferença?

Módulo
Esse módulo da Audiobank (classe AB) é equivalente em termos de qualidade ao SD800.4 Evo (classe D)? Pelo que vi, em termos de potência o da Audiobank é melhor. Mantenho ele ou valeria a pena trocar pelo SD ou outra marca?

Especificações do Audiobank 4100:

4 Canais 140WRMS (560WRMS Totais)
4 canais de 140WRMS em 2 ohms
4 canais de 100WRMS em 4 ohms
Brigde 2x 220WRMS em 4 ohms
Crossover High & Low Pass, 12dB/Oitava
Corte de Freqüência Ajustável de 40 ~ 250Hz
Distorção Harmônica: menos que 0,04%
Relação Sinal/Ruído: 96dB
Freqüência de Resposta: 20Hz a 20kHz a + - 3dB
Sensibilidade de Entrada: 750mV a 4V
Fusível de Proteção: 2x20A - Proteção de Curto Circuito
Desligamento Automático: Aquecimento e Sobrecarga
Rca de Entrada e Saída banhada a Ouro
Jumpers e Terminais banhado a Ouro
Dimensões: 350mm x 210mm x 61mm / Peso 4,5kg

Subwoofer
Penso em aproveitar o sub que já tenho, instalando-o ou sobre o estepe ou na lateral do porta-malas. O que me recomendam? Vi nos fóruns o pessoal falando do sub da Questo (250 ou 350W). Mantenho o sub que tenho da NAR ou vale a pena investir em outro?

Caixa selada ou dutada? Qual a litragem pra esse sub?

Penso em usar nas portas traseiras os coaxiais que já tenho, ligando-os direto no player e jogar o fader quase todo pra frente.

Pretendo também em fazer o tratamento das portas dianteiras.
Fui em uma loja aqui em Brasilia-DF e achei caro o serviço cobrado (R$ 500 numa manta fininha nacional e R$ 1000 numa manta de uns 3mm importada). Vcs tem alguma referência de marca de manta pra tratamento de portas?

Cabos
Quais as indicações de marca e modelo (fabricante e referência) de cabos RCA?
Vale a pena investir num Leyline Old Sarum ou um Technoise 800 é suficiente para o meu set? Uso o mesmo cabo para os falantes e para o sub?

E qual a bitola mínima dos cabos paralelos dos falantes e de alimentação? Marcas?

Alguém conhece algum bom instalador em Brasília-DF?

Bom, por enquanto é isso. Desculpem o post longo, mas preferi detalhar bem para vocês entenderem minhas dúvidas.

Obrigado.

  • 0



#2
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife
Opa, fala meu velho.
Então, os módulos Ab tem um tipo de som muito característico, ja os digitais ( a grande maioria ) um som mais metálico. Para quem escutou tanto tempo um modulo Ab nem sempre e fácil se acostumar com um digital.

Em relação ao kit, ja tive o hsk ( mid fortes e um agudo que sabendo regular fica bom ) , em relação ao esk não gostei muito, achei a diferença grande.

Em relação ao sub, procure no manual se ele e p/ cx selada ou dutada, cada sub tem uma especificação confirme os seus parâmetros.

  • 0

#3
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife
Se tiver algum amigo voltando dos Eua novamente, procura os Rca da Stinger no amazon

  • 1

#4
riverotoledo

riverotoledo

    membro master

  • Membro
  • 983 posts
  • Cadastrado: 01/08/2012
  • Cidade/UF:São Carlos
Recomendar Stinger é de doer a vista. Tem gente vendendo como a última coca-cola do deserto, e é só um cabo normal, entre tantas outras opções disponíveis, não vejo motivo algum para trazer especificamente está marca à tona.

Inclusive cabos feitos aqui no Brasil, Ley Line, mesmo os modelos de entrada, tem tudo para desempenhar melhor que muitos cabos de marcas famosas. Chame o Bernardo aqui do forum, dono da marca, que poderá de auxiliar na escolha de algo adequado para sua aplicação.

O que muitos de nós temos visto é que grandes marcas, muitas vezes economizam gravemente em condutores de qualidade e desenvolve o produto orientado apenas a design bonito e custo baixo, para lutar por um mercado menos qualificado, mas de margem bastante atrativa para a empresa que tem um nome forte pra vender.

Ainda, há um espectro de qualidade de amplificadores classe AB e Classe D. Você encontrará casos de bons e ruins para as duas classes.

No específico caso acima, eu apostaria minhas fichas no SD.

O 800.4 é uma amplificador ótimo, mas temos percebido o 400.2 um pouco acima.

Há duas configurações fáceis de recomendar:

3x SD400.2, amplificação vertical para o kit duas vias (um pra cada lado e um em bridge pra o sub)
1x SD800.4 para o kit e 1x SD 400.2 para o sub.

Recomendaria procurar algum kit usado na linha de DLS, Focal, Morel e afins, já pularia o ESK e abraçaria algo um pouquinho acima.

Para fazer a merecida distinção, o sub NAR entretando, é inspirado em antigos JLs que eram mais voltados a SQ. Acho uma excelente escolha, e usaria até com sistemas de alto investimento.
Para o seu específico, iria de caixa selada do manual, 25L.

Sobre cabos paralelos, recomendo Tiaflex. Cobre de alta qualidade e preço baixo. Pode usar 2,5MM para tudo.

Se puder instalar o amplificador embaixo do banco, mais próximo do rádio, você precisará de menos cabos RCA e paralelo, e economizará um dinheiro razoável.

Não recomendo usar coaxiais, não há beneficio/pode atrapalhar um SQ e encarece o projeto, tirando dinheiro que poderia ser utilizado num upgrade de kit duas vias por exemplo. Te recomendaria vender o coaxial pra fazer dinheiro.

  • 0

#5
Quest_

Quest_
  • Iniciante
  • 7 posts
  • Cadastrado: 05/01/2019
  • Cidade/UF:Brasília/DF

Recomendar Stinger é de doer a vista. Tem gente vendendo como a última coca-cola do deserto, e é só um cabo normal, entre tantas outras opções disponíveis, não vejo motivo algum para trazer especificamente está marca à tona.

Inclusive cabos feitos aqui no Brasil, Ley Line, mesmo os modelos de entrada, tem tudo para desempenhar melhor que muitos cabos de marcas famosas. Chame o Bernardo aqui do forum, dono da marca, que poderá de auxiliar na escolha de algo adequado para sua aplicação.

O que muitos de nós temos visto é que grandes marcas, muitas vezes economizam gravemente em condutores de qualidade e desenvolve o produto orientado apenas a design bonito e custo baixo, para lutar por um mercado menos qualificado, mas de margem bastante atrativa para a empresa que tem um nome forte pra vender.

Ainda, há um espectro de qualidade de amplificadores classe AB e Classe D. Você encontrará casos de bons e ruins para as duas classes.

No específico caso acima, eu apostaria minhas fichas no SD.

O 800.4 é uma amplificador ótimo, mas temos percebido o 400.2 um pouco acima.

Há duas configurações fáceis de recomendar:

3x SD400.2, amplificação vertical para o kit duas vias (um pra cada lado e um em bridge pra o sub)
1x SD800.4 para o kit e 1x SD 400.2 para o sub.

Recomendaria procurar algum kit usado na linha de DLS, Focal, Morel e afins, já pularia o ESK e abraçaria algo um pouquinho acima.

Para fazer a merecida distinção, o sub NAR entretando, é inspirado em antigos JLs que eram mais voltados a SQ. Acho uma excelente escolha, e usaria até com sistemas de alto investimento.
Para o seu específico, iria de caixa selada do manual, 25L.

Sobre cabos paralelos, recomendo Tiaflex. Cobre de alta qualidade e preço baixo. Pode usar 2,5MM para tudo.

Se puder instalar o amplificador embaixo do banco, mais próximo do rádio, você precisará de menos cabos RCA e paralelo, e economizará um dinheiro razoável.

Não recomendo usar coaxiais, não há beneficio/pode atrapalhar um SQ e encarece o projeto, tirando dinheiro que poderia ser utilizado num upgrade de kit duas vias por exemplo. Te recomendaria vender o coaxial pra fazer dinheiro.

Obrigado pelo retorno e pelas dicas.

 

Vou pesquisar mais um pouco.

 

Sobre o kit 2 vias, só para eu ter uma ideia, poderia me indicar os modelos das marcas que vc falou, para eu ver se meu orçamento comporta? Caso não comporte, entre NAR CS3 e Helix ESK, vc sugere qual dos dois?


  • 0

#6
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife

Recomendar Stinger é de doer a vista. Tem gente vendendo como a última coca-cola do deserto, e é só um cabo normal, entre tantas outras opções disponíveis, não vejo motivo algum para trazer especificamente está marca à tona.

Inclusive cabos feitos aqui no Brasil, Ley Line, mesmo os modelos de entrada, tem tudo para desempenhar melhor que muitos cabos de marcas famosas. Chame o Bernardo aqui do forum, dono da marca, que poderá de auxiliar na escolha de algo adequado para sua aplicação.

O que muitos de nós temos visto é que grandes marcas, muitas vezes economizam gravemente em condutores de qualidade e desenvolve o produto orientado apenas a design bonito e custo baixo, para lutar por um mercado menos qualificado, mas de margem bastante atrativa para a empresa que tem um nome forte pra vender.

Ainda, há um espectro de qualidade de amplificadores classe AB e Classe D. Você encontrará casos de bons e ruins para as duas classes.

No específico caso acima, eu apostaria minhas fichas no SD.

O 800.4 é uma amplificador ótimo, mas temos percebido o 400.2 um pouco acima.

Há duas configurações fáceis de recomendar:

3x SD400.2, amplificação vertical para o kit duas vias (um pra cada lado e um em bridge pra o sub)
1x SD800.4 para o kit e 1x SD 400.2 para o sub.

Recomendaria procurar algum kit usado na linha de DLS, Focal, Morel e afins, já pularia o ESK e abraçaria algo um pouquinho acima.

Para fazer a merecida distinção, o sub NAR entretando, é inspirado em antigos JLs que eram mais voltados a SQ. Acho uma excelente escolha, e usaria até com sistemas de alto investimento.
Para o seu específico, iria de caixa selada do manual, 25L.

Sobre cabos paralelos, recomendo Tiaflex. Cobre de alta qualidade e preço baixo. Pode usar 2,5MM para tudo.

Se puder instalar o amplificador embaixo do banco, mais próximo do rádio, você precisará de menos cabos RCA e paralelo, e economizará um dinheiro razoável.

Não recomendo usar coaxiais, não há beneficio/pode atrapalhar um SQ e encarece o projeto, tirando dinheiro que poderia ser utilizado num upgrade de kit duas vias por exemplo. Te recomendaria vender o coaxial pra fazer dinheiro.



Como seria essa ligação vertical ?
Achava que seria um
Modulo p/ tw , um p/ mids e um p/ o sub
Fazendo ( 3 way )
Tendo controle independente do ganho entre o tw e o mid .

  • 0

#7
fst-lobo

fst-lobo

    veterano

  • Membro
  • 2.168 posts
  • Cadastrado: 14/07/2015
  • Cidade/UF:Gyn/GO

Como seria essa ligação vertical ?
Achava que seria um
Modulo p/ tw , um p/ mids e um p/ o sub
Fazendo ( 3 way )
Tendo controle independente do ganho entre o tw e o mid .

 

Mesma coisa

Ele só considerou colocar um amp para cada lado, mas daria no mesmo de amp para o tw e mid

 

Resultando em 1 canal para cada tw,mid e sub


  • 0

#8
riverotoledo

riverotoledo

    membro master

  • Membro
  • 983 posts
  • Cadastrado: 01/08/2012
  • Cidade/UF:São Carlos
Desculpe precisar corrigir.

A separação de amplificadores independentes, um para cada lado do kit, é superior, ganhando em estereofonia.

E

Quando você usa um mesmo amplificador para dois midbass você exige muito mais corrente da fonte do que utilizando um amplificador com um midbass e um tweeter.

Ter fonte de sobra em passagens mais exigentes pode significar maior dinâmica e menor distorção.

Editado por riverotoledo, 10 janeiro 2019 - 10:27 .

  • 0

#9
paulinhossantos

paulinhossantos
  • Iniciante
  • 5 posts
  • Cadastrado: 07/11/2018
  • Cidade/UF:sp

Se tiver algum amigo voltando dos Eua novamente, procura os Rca da Stinger no amazon

Acho que ja estao chegando no Brasil,, stereo designs esta distribuindo procura no face.. Vai aparecer algo sobre o assunto

  • 0

#10
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife

Desculpe precisar corrigir.

A separação de amplificadores independentes, um para cada lado do kit, é superior, ganhando em estereofonia.

E

Quando você usa um mesmo amplificador para dois midbass você exige muito mais corrente da fonte do que utilizando um amplificador com um midbass e um tweeter.

Ter fonte de sobra em passagens mais exigentes pode significar maior dinâmica e menor distorção.



No caso cada amp para canal, maior headroom ?

A única desvantagem que vejo em ligar ( esquerda e direita ) e não ter a possibilidade do 3way ativo

  • 0

#11
Quest_

Quest_
  • Iniciante
  • 7 posts
  • Cadastrado: 05/01/2019
  • Cidade/UF:Brasília/DF
Riverotoledo,

Sobre o kit 2 vias, só para eu ter uma ideia, poderia me indicar os modelos das marcas que vc falou, para eu ver se meu orçamento comporta? Caso não comporte, entre NAR CS3 e Helix ESK, vc sugere qual dos dois?

  • 0

#12
diegomram

diegomram

    membro

  • Membro
  • 334 posts
  • Cadastrado: 21/09/2012
  • Cidade/UF:sao paulo

No caso cada amp para canal, maior headroom ?

A única desvantagem que vejo em ligar ( esquerda e direita ) e não ter a possibilidade do 3way ativo


Amigo, porque não tem a possibilidade do 3way ativo? Não entendi.

  • 0

#13
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife
Me equivoquei.

Pode ser feito 3 way pelo player.

Não poderia pelo ganho do amplificador, que teria apenas 1 saída....

Mas ai como dizem, a sensibilidade do modulo não e ganho e nem volume... mas ai sao outros 500

  • 0

#14
riverotoledo

riverotoledo

    membro master

  • Membro
  • 983 posts
  • Cadastrado: 01/08/2012
  • Cidade/UF:São Carlos
Essa sua última frase tem algum significado oculto? Tipo estocar vento e eu não peguei?

O ajuste de sensibilidade de um amplificador não é o ganho?????

  • 0

#15
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife

Essa sua última frase tem algum significado oculto? Tipo estocar vento e eu não peguei?

O ajuste de sensibilidade de um amplificador não é o ganho?????


Significado oculto ? Kkk

Nao!

Vamos la, eu sempre usei modulo 5 canais, ligado tw (front) , mid (rear) , sub ( sub)

Mesmo o player tendo a opção de 3 way , controles de ganhos e afins, antes de mexer no player, vou no modulo e tento alinhar para ao meu gosto o ganho do tw e do mid , para tocarem juntos, não ter um tw gritando e nem um mid morto....

Porem, aqui no grupo, ja vi muitos tópicos falando que o controle de sensibilidade do modulo, deve ser regulado em função da voltagem. ( tem ate uma formula matemática que diz qual o local certo de cada senilidade em função da entrada do rca)
E que posteriormente, o ajuste deve ser feito apenas no player.

Tinha ate um video do diretor da focal explicando como se ajustava a sensibilidade no módulos em função da voltagem, evitando ruídos e danos

Como ainda não aprendi a fazer como dizem ser o correto.... me agrada acertar os controles de ganho no modulo, e deixar o mínimo possível para se ajustar no player. continuo ajustando assim. Eheheh

Mas como falei, ai são outros 500 ( outro assunto )

  • 0

#16
riverotoledo

riverotoledo

    membro master

  • Membro
  • 983 posts
  • Cadastrado: 01/08/2012
  • Cidade/UF:São Carlos
Não precisava se justificar tanto. Era só falar que a sensibilidade do amplificador é sim ajustada pelo ganho. E que portanto sua primeira frase não faz realmente sentido.

Os ajustes de ganho de amplificador e player são complementares.

O ganho é preliminar para garantir a saúde do sinal e adequada excitação dos circuitos do amplificador.

Posteriormente você ajusta individualmente cada falante em termos de volume relativo.

Um erro conceitual é que deve se buscar o mínimo possível de ajuste de volume no player... mas sim o necessário para ajustar estereofonia e palco.

Enfim, você bem deve observar que a diferença de sensibilidade entre tw e midbass não é tão absurda e dada que a capacidade de acerto das HUs conseguem ajustar esta diferença no volume, tal preocupação de não ter ganho independente entre midbass e tweeter, não faz sentido.

Enfim, só não falar Dilmes que ninguém pega no pé.

Abs

  • 0

#17
riverotoledo

riverotoledo

    membro master

  • Membro
  • 983 posts
  • Cadastrado: 01/08/2012
  • Cidade/UF:São Carlos
Voltando ao que importa, eu procuraria algo na linha de um R6a e modelos semelhantes, Morel Elate e semelhantes, V30 e semelhantes.

Recomendo ter referências das assinaturas dos falantes, para saber qual marca te agrada melhor. Ir em encontros de SQ é uma excelente ideia para isso, uma oportunidade para fazer amizades, ganhar referências e aprender um pouco mais, abs

  • 0

#18
lipeschumacher

lipeschumacher

    membro

  • Membro
  • 205 posts
  • Cadastrado: 14/03/2013
  • Cidade/UF:recife

Não precisava se justificar tanto. Era só falar que a sensibilidade do amplificador é sim ajustada pelo ganho. E que portanto sua primeira frase não faz realmente sentido.

Os ajustes de ganho de amplificador e player são complementares.

O ganho é preliminar para garantir a saúde do sinal e adequada excitação dos circuitos do amplificador.

Posteriormente você ajusta individualmente cada falante em termos de volume relativo.

Um erro conceitual é que deve se buscar o mínimo possível de ajuste de volume no player... mas sim o necessário para ajustar estereofonia e palco.

Enfim, você bem deve observar que a diferença de sensibilidade entre tw e midbass não é tão absurda e dada que a capacidade de acerto das HUs conseguem ajustar esta diferença no volume, tal preocupação de não ter ganho independente entre midbass e tweeter, não faz sentido.

Enfim, só não falar Dilmes que ninguém pega no pé.

Abs




  • 0

#19
Quest_

Quest_
  • Iniciante
  • 7 posts
  • Cadastrado: 05/01/2019
  • Cidade/UF:Brasília/DF

Voltando ao que importa, eu procuraria algo na linha de um R6a e modelos semelhantes, Morel Elate e semelhantes, V30 e semelhantes.

Recomendo ter referências das assinaturas dos falantes, para saber qual marca te agrada melhor. Ir em encontros de SQ é uma excelente ideia para isso, uma oportunidade para fazer amizades, ganhar referências e aprender um pouco mais, abs

Obrigado novamente pela ajuda.

 

Vi os modelos de kit 2 vias que vc recomendou, mas estavam extrapolando meu orçamento.

 

Acabei optando por um kit Morel Maximo. Pelo que pesquisei e pelas recomendações de outros usuários, deve me satisfazer.

 

Penso em manter o amp Audiobank 4100, que é AB e me agradava no outro carro, com um kit inferior (NAR VR 65.01). 

 

Meu player (Kenwood Excelon DDX9904) tem 3 pares de saída de RCA. Minha dúvida agora é saber se vale a pena e se é possível fazer bi-amp nesse kit 2 vias. Aí eu deixaria o Audiobank para ele e compraria um outro módulo para o sub (SD 400.2). Terei muito ganho de qualidade fazendo isso ou é gasto desnecessário? Não sou expert em som, só quero um som de qualidade, não necessariamente um hi-end. Rs.

 

Cabo de 2,5mm para o subwoofer é suficiente?

 

Para alimentação, para esse set, uso 21mm ?

 

Vou usar caixa selada para o sub. A dúvida é na posição da caixa. Lateral ou sobre o estepe? Ou tanto faz?

 

Sobre os cabos RCA, penso em usar o Leyline Old Sarum para o kit. Para o sub também preciso de um desse ou pode ser um mais barato? Tenho um cabo Lighting Audio que usava no outro carro...daria para aproveitar?


  • 0

#20
Quest_

Quest_
  • Iniciante
  • 7 posts
  • Cadastrado: 05/01/2019
  • Cidade/UF:Brasília/DF

Obrigado novamente pela ajuda.

 

Vi os modelos de kit 2 vias que vc recomendou, mas estavam extrapolando meu orçamento.

 

Acabei optando por um kit Morel Maximo. Pelo que pesquisei e pelas recomendações de outros usuários, deve me satisfazer.

 

Penso em manter o amp Audiobank 4100, que é AB e me agradava no outro carro, com um kit inferior (NAR VR 65.01). 

 

Meu player (Kenwood Excelon DDX9904) tem 3 pares de saída de RCA. Minha dúvida agora é saber se vale a pena e se é possível fazer bi-amp nesse kit 2 vias. Aí eu deixaria o Audiobank para ele e compraria um outro módulo para o sub (SD 400.2). Terei muito ganho de qualidade fazendo isso ou é gasto desnecessário? Não sou expert em som, só quero um som de qualidade, não necessariamente um hi-end. Rs.

 

Cabo de 2,5mm para o subwoofer é suficiente?

 

Para alimentação, para esse set, uso 21mm ?

 

Vou usar caixa selada para o sub. A dúvida é na posição da caixa. Lateral ou sobre o estepe? Ou tanto faz?

 

Sobre os cabos RCA, penso em usar o Leyline Old Sarum para o kit. Para o sub também preciso de um desse ou pode ser um mais barato? Tenho um cabo Lighting Audio que usava no outro carro...daria para aproveitar?

 

Outra dúvida relacionada ao player: ele faz 2-way (veja: https://www.kenwood....9904s/spec.html). Seria interessante utilizar essa função na ligação desse set?


  • 0





Smartfix