Jump to content

AutoForum.com.br - Som automotivo e automóveis  - O fórum dos maníacos por som automotivo e automóveis
- Proibido conteúdo impróprio para menores em tópicos públicos: Nudez estrategicamente coberta; Roupas transparentes; Poses obscenas ou provocantes; Close-ups de seios, nádegas ou virilhas; (em cumprimento a normas do Google) Qualquer desvio, denuncie ao moderador.
- Usuários do Hotmail/Outlook/Msn - confira tutorial para receber emails do fórum;
- Qualquer problema em algum post, DENUNCIE ao moderador, utilize o link abaixo de cada post.
- Confira tutorial para enviar fotos. Tão fácil quanto um CTRL+V. (17/09/2015)
- Encontro Sound Quality em São Paulo/SP domingo (27/10/2019) *****

Sign in to follow this  
RobôAutoforum

[4r]Impostos podem representar mais de 70% do custo de um carro novo no Brasil

Recommended Posts

 

Mercado.jpgEm um carro de R$ 100.000, quase R$ 13.000 são de PIS; veja exemplo de como cada imposto incide no preço do veículoArte Quatro Rodas/Quatro Rodas

Os insumos que não estão em falta ficaram mais caros. O real desvalorizou, o transporte encareceu e houve grandes esforços logísticos para que fábricas não parassem.

Desde o início da pandemia, todas essas “forças” vêm empurrando para cima o custo de produção dos carros novos no Brasil. É sobre esse custo, somado com o lucro dos fabricantes, que incidem impostos, que podem aumentar o preço final de cada carro novo em mais de 70% até o seu emplacamento.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

A pedido da QUATRO RODAS, a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) mapeou a carga tributária paga por um automóvel novo em São Paulo, maior mercado do Brasil e onde a alíquota do ICMS aumentou de 12% (média nacional) para 14,5% nos primeiros três meses de 2021.

O exemplo considera as características da maioria dos carros vendidos no Brasil, com motor flex entre 1.0 e 2.0. O preço líquido (custo de produção, lucro do fabricante e resíduos tributários, que são taxas setoriais e encargos pagos em serviços) considerado é de R$ 100.000.

Os principais impostos diretos são PIS/Cofins (11,6%), ICMS (14,5%) e IPI (11%), mas a base de cálculo deles é diferente. PIS/Cofins são calculados considerando o preço líquido. O ICMS é cobrado sobre o preço líquido e o preço final.

E o IPI é aplicado sobre preço líquido com ICMS e PIS/Cofins. Até aqui o carro de R$ 100.000 passou a custar R$ 146.140, nas estimativas da entidade.

Mas trata-se de um carro novo, que precisa ser emplacado. O IPVA (4%) representaria um gasto de R$ 5.850, elevando o gasto com a compra aos R$ 151.990. Um total de 52% de impostos diretos.

Poderia ser maior: o IPI de um veículo diesel (25%) elevaria o total aos 63%, ou 69,5% considerando o IPVA. Na prática, porém, com os impostos embutidos na cadeia produtiva, as taxas aumentam o preço em mais de 70%.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Maio 2021

View the full article

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

AutoForum.com.br

O fórum para os maniacos por som automotivo e automóveis

×
×
  • Create New...