Ir para conteúdo






Este tópico foi arquivado. Isto significa que você não pode mais responder ao tópico.

Qual Turbina Comprar ? Biaggio Vs Garrett

9 respostas neste tópico

#1
SPL

SPL

    VW SANTANA GLS 90

  • Membro
  • Posts: 394
  • Cadastrado: 17/09/2003
Galera tenho um santana 1.8 original a alcool, comando 049g, polia regulavel, cabos 8.5mm, carburador 2e e estou pensando em turbinar o bichinho....preciso de algumas sugestoes em relação a turbina!!!!

Garrett APL 240 Vs Biaggio .50 ????

Qual das duas ????


outra coisinha fica bom usar ignição de carro mi ????

valeu...

Editado por SPL, 16 dezembro 2007 - 13:24 .


#2
tiago_pimenta

tiago_pimenta

    veterano

  • Membro
  • Posts: 5594
  • Cadastrado: 03/06/2004
Garret 240 nem pensa, muito pequena, que tal uma Garret 525 ???


#3
SPL

SPL

    VW SANTANA GLS 90

  • Membro
  • Posts: 394
  • Cadastrado: 17/09/2003

tiago_pimenta, em Dec 15 2007, 11:44 PM, disse:

Garret 240 nem pensa, muito pequena, que tal uma Garret 525 ???
da muita diferença ??? pensei que .42/48 ficaria legal....o unico problema é que tenho que desembouçar mais $ 500,00 pela .50 !!!!


#4
Loko

Loko

    veterano

  • Membro
  • Posts: 5006
  • Cadastrado: 11/09/2003
Hmmm...

Na Belina, eu tenho uma T3 .42/.48 "pulsativa".

Sinceramente? Só se vc for usar até uns 0,8 bar... Ela "risca a faca" muito rápido. Na estrada, por perto dos 90km/h ( Câmbio PV na Belina ), qualquer "aceleradinha" e a turbina já "enche" um pouco e o consumo vai pra casa do car@lho... :(

O motor fica "super esperto" pois quase não há "demora" para a turbina encher... Mas enche o saco qnd vc quer andar de buena, ou economizando.

Sinceramente? Eu iria com uma turbina um pouco maior.

Eu gostaria de colocar uma caixa quente maior na minha ( Deixando ela uma T3 .42/.63 pulsativa ) e/ou trocar ela por algo como uma T4 .42/.48.


#5
SPL

SPL

    VW SANTANA GLS 90

  • Membro
  • Posts: 394
  • Cadastrado: 17/09/2003
esqueci de citar a .50/.48 seria uma biaggio duplo fluxo pulsativa e a garret .42/.48 mono......

outra coisa como sou leigo no assunto qual o papel da caixa quente e caixa fria, qual tem que ser maior ????


#6
Kleberlpa

Kleberlpa

    Quenga réia

  • Membro
  • Posts: 35392
  • Cadastrado: 28/02/2004

Loko, em Dec 17 2007, 09:09 AM, disse:

Hmmm...

Na Belina, eu tenho uma T3 .42/.48 "pulsativa".

Sinceramente? Só se vc for usar até uns 0,8 bar... Ela "risca a faca" muito rápido. Na estrada, por perto dos 90km/h ( Câmbio PV na Belina ), qualquer "aceleradinha" e a turbina já "enche" um pouco e o consumo vai pra casa do car@lho... :(

O motor fica "super esperto" pois quase não há "demora" para a turbina encher... Mas enche o saco qnd vc quer andar de buena, ou economizando.

Sinceramente? Eu iria com uma turbina um pouco maior.

Eu gostaria de colocar uma caixa quente maior na minha ( Deixando ela uma T3 .42/.63 pulsativa ) e/ou trocar ela por algo como uma T4 .42/.48.
Loko, já que vc tá mexendo com injeção, pq não parte pra uma wastegate elétrica (solenóide), pra controlar a pressão da foma como bem entender, baseando no valor do MAP, como nos turbos de fábrica? Aí, nos dias "de buenas" vc deixa a belina rodando com pouquíssima pressão.


#7
Loko

Loko

    veterano

  • Membro
  • Posts: 5006
  • Cadastrado: 11/09/2003
Hmmm... Quase isso.

Meu maior problema é que a turbina da barca não tem WG... :'( E montar uma WG "elétrica", é complicado dado as altas temperaturas na região da turbina. Poucos componentes elétricos desses que nós meros mortais temos à disposição, são confiáveis para trabalhar nesse tipo de ambiente.

Segundo é "a quantas anda" o projeto: Parado por falta de verba.

Terceiro. Utilizar uma solenoide para tal procedimento, requer uma EXCELENTE confiança na solenoide pois, caso alguma falha e "adios" motor rapidinho.

Quarto: Utilizar vávulas como as da Motronic = SEM chances. Demais de caro.

:/

Eu, na medida do possível com o projeto, fui atrás de algumas coisas. Mas é complicado achar algo "confiável".

Poderia ATÉ fazer um boost controler com essas solenoides de partida a frio... Mas elas não foram projetadas para trabalharem constantemente. Elas tem uma tendência grande em travar depois de "aquecidas". E dependendo de como travar, já viu... Ou não vem pressão ou "pressão demasiada".

Tenho até como contornar isso na estratégia de funcionamento da injeção, mas é demorado para "testar" e "homologar".

Mas, como voltei pra facu, e pouco tempo me sobra ( e grana tmb, que é o que mais tah me fodendo atualmente... :( ), essas idéias só estão no papel, ainda...

:/


#8
Nightstar

Nightstar

    ((( EKIPILANTRAS ))) PROFISSOM

  • Membro
  • Posts: 2513
  • Cadastrado: 26/07/2004
tambem tenho essa duvida..
hoje so n turbinei ainda meu zetec..devido á isso..eu viajo quase sempre..
e carro turbo x estrada não é mt confiavel...
queria algo que eu andasse de boa até 120km se eu atolasse o pé ai sim a turbinar entrar (isso na 5 marcha logico).
penso em algo .50 e .48 porem creio que aos 90km que nem o loko disse ela va encher ...e isso n ira me agradar na estrada!


#9
Loko

Loko

    veterano

  • Membro
  • Posts: 5006
  • Cadastrado: 11/09/2003

Nightstar, em Dec 18 2007, 10:17 PM, disse:

tambem tenho essa duvida..
hoje so n turbinei ainda meu zetec..devido á isso..eu viajo quase sempre..
e carro turbo x estrada não é mt confiavel...
queria algo que eu andasse de boa até 120km se eu atolasse o pé ai sim a turbinar entrar (isso na 5 marcha logico).
penso em algo .50 e .48 porem creio que aos 90km que nem o loko disse ela va encher ...e isso n ira me agradar na estrada!
Night...

No seu caso, prep turbo seria muito mais "fácil" de se acertar do que a aspirada. Por incrível que pareça!!!

Prep turbo no Zetec 1.8 16V é um "tesão"! O cabeçote é uma "tetéia" em termos de fluxo, mesmo original. O motor apresenta um torque razoavelmente bom em baixa e o câmbio é "longo", que se torna ótimo para uma prep turbo leve/média´, pois a turbina fica "cheia" mais tempo, entre as trocas de marchas e a velocidade máxima é considerável no corte de giro em 5ª...

Em uma prep turbo, seria necessário uns "pulos de gato" na prep, que vão além da mecânica. ;)

Teu carro utiliza sensor de massa de ar e não pressão. Quase toda a estratégia de funcionamento das FIC EEC-IV estão baseadas nele. Qualquer "alteração nele" ou no motor, no tocante ao que "produz vácuo" ( Na verdade, no fluxo de ar... ) no coletor, deixará seu carro "ruim".

Acontece que, vc alterou a cilindrada, alterou cabeçote ( Se vc ainda fuçou em comando, a situação piora ainda mais! ), alterou taxa e alterou borboleta. Tudo influencia no modo como o vácuo é produzido/se comporta nele.

Provavelmente o vácuo está "instável" em baixo giro no seu carro, como em todo carro "aspro", o que deixa o fluxo de ar "pulsando demais" na admissão fazendo com que o sensor indique hora "muito ar" para a injeção, hora "pouco ar". A injeção ficará "corrigindo" a mistura, com base nessa informação da massa de ar que SUPOSTAMENTE está entrando no motor. Isso pode ser um dos problemas que faz com que teu carro "falhe" em baixos giros... Principalmente qnd vc "atola o pé" de uma vez. ;) Com "mais giro", o fluxo torna-se mais "contínuo", dado que esses "pulsos de ar" tornam-se mais "brandos" fazendo que a injeção "veja" uma massa de ar "mais correta" que está entrando no manco...

Não querendo "estragar sua festa", mas vc terá que mandar em alguém que faça o "xip" para sua injeção, dado essas características. Caso contrário, pouco ou nada adiantará vc "engordar mistura" por regulagem no dosador e/ou trocando bicos. Com isso, vc satisfará alguma condição, mas não todas que um carro de rua "exige".

:legal:

Qnt à turbinar, seria interessante no seu caso. Uma turbina uma pouco grande, um módulo para atrasar o ponto e gerenciar suplementar, uma "pequena" prep no MAF ( Um único componente eletrônico de R$1,00, nem isso! ), intercooler e 0,8 bar já dariam facilmente mais de 220cv no Zetec...


#10
SPL

SPL

    VW SANTANA GLS 90

  • Membro
  • Posts: 394
  • Cadastrado: 17/09/2003

Loko, em Dec 19 2007, 12:09 PM, disse:

Nightstar, em Dec 18 2007, 10:17 PM, disse:

tambem tenho essa duvida..
hoje so n turbinei ainda meu zetec..devido á isso..eu viajo quase sempre..
e carro turbo x estrada não é mt confiavel...
queria algo que eu andasse de boa até 120km se eu atolasse o pé ai sim a turbinar entrar (isso na 5 marcha logico).
penso em algo .50 e .48 porem creio que aos 90km que nem o loko disse ela va encher ...e isso n ira me agradar na estrada!
Night...

No seu caso, prep turbo seria muito mais "fácil" de se acertar do que a aspirada. Por incrível que pareça!!!

Prep turbo no Zetec 1.8 16V é um "tesão"! O cabeçote é uma "tetéia" em termos de fluxo, mesmo original. O motor apresenta um torque razoavelmente bom em baixa e o câmbio é "longo", que se torna ótimo para uma prep turbo leve/média´, pois a turbina fica "cheia" mais tempo, entre as trocas de marchas e a velocidade máxima é considerável no corte de giro em 5ª...

Em uma prep turbo, seria necessário uns "pulos de gato" na prep, que vão além da mecânica. ;)

Teu carro utiliza sensor de massa de ar e não pressão. Quase toda a estratégia de funcionamento das FIC EEC-IV estão baseadas nele. Qualquer "alteração nele" ou no motor, no tocante ao que "produz vácuo" ( Na verdade, no fluxo de ar... ) no coletor, deixará seu carro "ruim".

Acontece que, vc alterou a cilindrada, alterou cabeçote ( Se vc ainda fuçou em comando, a situação piora ainda mais! ), alterou taxa e alterou borboleta. Tudo influencia no modo como o vácuo é produzido/se comporta nele.

Provavelmente o vácuo está "instável" em baixo giro no seu carro, como em todo carro "aspro", o que deixa o fluxo de ar "pulsando demais" na admissão fazendo com que o sensor indique hora "muito ar" para a injeção, hora "pouco ar". A injeção ficará "corrigindo" a mistura, com base nessa informação da massa de ar que SUPOSTAMENTE está entrando no motor. Isso pode ser um dos problemas que faz com que teu carro "falhe" em baixos giros... Principalmente qnd vc "atola o pé" de uma vez. ;) Com "mais giro", o fluxo torna-se mais "contínuo", dado que esses "pulsos de ar" tornam-se mais "brandos" fazendo que a injeção "veja" uma massa de ar "mais correta" que está entrando no manco...

Não querendo "estragar sua festa", mas vc terá que mandar em alguém que faça o "xip" para sua injeção, dado essas características. Caso contrário, pouco ou nada adiantará vc "engordar mistura" por regulagem no dosador e/ou trocando bicos. Com isso, vc satisfará alguma condição, mas não todas que um carro de rua "exige".

:legal:

Qnt à turbinar, seria interessante no seu caso. Uma turbina uma pouco grande, um módulo para atrasar o ponto e gerenciar suplementar, uma "pequena" prep no MAF ( Um único componente eletrônico de R$1,00, nem isso! ), intercooler e 0,8 bar já dariam facilmente mais de 220cv no Zetec...
depois de muita discussao, surgiu uma barbada vou pegar uma .70/.58 refluxo pelo mesmo preço da .50/.48...


valeu galera







Publicidade:
Nova linha de subwoofers NAR